19/08/2023
2023Em memóriaIECINE Instituto Estadual de Cinema do RS

Ivo Czamanski (1942-2023)

 

Ivo Czamanski
Ivo Ilario Czamanski
Santo Ângelo, RS, Brasil, 21 abr 1942.
Porto Alegre, RS, Brasil, 19 ago 2023

O IECINE, a Cinemateca Paulo Amorim e a Associação dos Amigos, instituições da SEDAC, lamentam profundamente a morte do fotógrafo Ivo Czamanski. Ele tinha 81 anos e uma trajetória de seis décadas dedicadas ao audiovisual gaúcho, somando dezenas de filmes em várias épocas. Nossos sentimentos à esposa Ivete, à filha Luciana Schwalm e ao jornalista e ator Antonio Czamanski.

Família relacionada ao cinema: seu pai é o produtor Daniel Czamanski (1920-1995) e o irmão, o cinegrafista Ivan (falecido).

Auxiliar de cinegrafista, de laboratório e de edição da Wilkens Filmes Ltda. (1958-1959).

Cinegrafista e repórter da TV Piratini (dez 1959-1964), com cerca de 3.240 trabalhos jornalísticos (cf. seu currículo).

Cinegrafista da Cinegráfica Leopoldis-Som (1964-1971). Nesta produtora exerce edição, roteiro, laboratório, som, em dezenas de cinejornais, documentários, comerciais; operador de câmera em Coração de luto (Eduardo Llorente, 1967), Pára, Pedro! (Pereira Dias, 1969), Não aperta Aparicio (P. Dias, 1970), Janjão não dispara... foge! (P. Dias, 1970).

Câmera em Gaudêncio! O centauro dos pampas (Fernando Amaral, 1971).

Os primeiros longas que assina a fotografia são para Teixeirinha (três no total). Destaca-se sua parceria em diversos filmes de Pereira Dias.

De 1971 a 1979, produtor e diretor técnico da Czamanski-Tarasiuk Produções Cinematográficas Ltda., empresa fundada pelo pai, cujo único longa é fotografado por ele, A Morte não marca tempo (P. Dias, 1973); no período dirige e fotografa cerca de 90 documentários curtos para cine e TV.

É "redescoberto" por um representante da geração 80, o cineasta Rogério Brasil Ferrari, que o chama para todos os seus filmes. Entre outros, fotografa para Fernando Mantelli e Tabajara Ruas (dois longas). Por O Desvio (F. Mantelli) recebe o Troféu Histórias Curtas 2007 (RBS TV) de melhor fotografia. O último longa, A Palestina brasileira (Omar L. de Barros Filho, 2018), lhe oportunizou sua única viagem além-mar, para Palestina e Israel.

Diretor do Iecine entre 2007 e 2010.

Por ocasião da inauguração do TECNOPUC TECNA, em Viamão, em 17 de abril de 2017, é um dos homenageados que "marcaram a história do cinema no RS" ao lado de Antonio Carlos Textor, Araci Esteves, Clemente Viscaíno, Cláudio Costa, Gina O'Donnell, Hélio Nascimento e Goida.

Coordenador do projeto Do fotograma ao cinema, de recuperação e restauração de equipamentos cinematográficos do Museu da Comunicação Hipólito José da Costa, com curso Produção de uma obra cinematográfica, catálogo e exposição inaugurada em 16 de maio de 2018, depois de um ano de trabalho.

Em 2022 esteve junto com a Cinemateca Paulo Amorim e Iecine nas homenagens aos 80 anos do cineasta Tabajara Ruas e na mostra especial com os filmes de José Mendes, dos quais participou como operador de câmera ou diretor de fotografia. Para a mostra de José Mendes, Ivo contribuiu com seu acervo, emprestando materiais e fotografias de cena que estão no catálogo, e doando para o Arquivo da Cinemateca os raros cartazes de Pára, Pedro! e A Morte não marca tempo. Nessa ocasião, por iniciativa da Associação dos Amigos foram gravados depoimentos de Ivo, Maria Isabel e José Mendes Júnior, que permanecem inéditos.

Recebe um Kikito especial e placa no saguão do Palácio dos Festivais com a seguinte inscrição: "Por seu cinquentenário como diretor de fotografia, nossa gratidão a Ivo Czamanski. Grande nome do cinema do Rio Grande do Sul. Festival de Cinema de Gramado, agosto 2009". E em 2022 é um dos três a ganhar o 2º Prêmio Sedac/Iecine, pela sua trajetória e dedicação ao cinema do Rio Grande do Sul. Neste festival participou da comissão de seleção (2010) e júri (2011) dos curtas nacionais.

Ministrou no Laboratório Iecine Odilon Lopez a última turma da oficina Direção de Fotografia, realizada toda sexta-feira, das 14h às 17h, de 16 de setembro a 14 de outubro de 2022. 

Seu Ivo, história do cinema gaúcho, conhecimento repassado, amado e querido por todos os que conviveram com ele.

FILMOGRAFIA – direção de fotografia:

1965: O Berço fértil das Missões. BR, cm, doc.

1965: Ouro negro em festa. BR, cm, doc.

1967: Coração de luto (Eduardo Llorente). BR. [operação de câmera]

1969: Pára, Pedro! (Pereira Dias). BR. [operação de câmera]

1970: Não aperta Aparicio (Pereira Dias). BR. [operação de câmera]

1970: Janjão não dispara... foge! (Pereira Dias). BR. [operação de câmera]

1971: Gaudêncio! O centauro dos pampas (Fernando Amaral). BR. [operação de câmera]

1971: Poema para uma cidade (Antonio Carlos Textor). BR, cm, doc.

1972: Ela tornou-se freira (Pereira Dias). BR.

1972: Santo Ângelo 99 anos (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1972: Teixeirinha a 7 provas (Milton Barragan). BR.

1973: Centenário de Santo Ângelo (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1973: A Morte não marca tempo (Pereira Dias). BR.

1973: Santa Vitória do Palmar (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1973: II Jamboree Sul (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1974: Centenário de Palmeira das Missões (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1974: Centenário do Poder Judiciário (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1974: Chapecó – III EFAPI (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1974: XIV Semana de Porto Alegre (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1974: Livramento – 1ª EFINTER (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1974: II Feira Industrial de Canoas (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1974: Tecnologia agrícola (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Acidez do solo (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Uma Administração (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Caminho do mar (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Cotrisa – Um exemplo de cooperativismo (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Formando uma floresta (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Lages – Progresso humanizado (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Litoral Norte (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: XV Semana de Porto Alegre – Parte I (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: XV Semana de Porto Alegre – Parte II (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Pobre João (Pereira Dias). BR.

1975: O Poder das máquinas (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Por um Rio Grande maior (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Posse prefeito Porto Alegre (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: Secretaria do Oeste, um posto avançado (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: II Semana de Sarandi (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1975: A Soja (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Administrar para desenvolver (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Blumenau (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Capital da amizade (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Capital das Missões (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Condecoração Ordem de 1º grau (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Comercial da Gaúcha Madeireira (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Encosta do Sol – Parte 1 (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Encosta do Sol – Tramandaí – Parte 2 (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: A Erosão do solo (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Florianópolis (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Frederico Westphalen (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Noiva do mar – Habitação (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Por um Rio Grande maior (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Prêmio Distinção Indústria (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Princesa do sul (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Rainha da fronteira (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1976: Seminário em Passo Fundo (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1977: Uma Administração – Santa Bárbara (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1977: Cascavel – Paraná (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1977: Colmeia do trabalho (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1977: Curitiba – Paraná (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1977: Fundação Lucas Araújo (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1977: Londrina – Paraná (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1977: Realização de um sonho (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1978: Uma Administração (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1978: Chapecó 60 anos (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1978: Corredor de exportação (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1978: Osório – O futuro no presente (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1978: Osório das quatro estações (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1978: Uma Praia espera por você (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1978: Um Título e uma comenda (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1979: CESA 26 anos de trabalho (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1979: Domingo de Grenal (Pereira Dias). BR.

1979: Semana de Palmeira (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1980: Graf Zeppelin (Antonio Jesus Pfeil). BR, cm, doc.

1980: Paralelo 30 (Ivo Czamanski). BR, cm, doc.

1982: Os Campeões (Carlos Coimbra). BR. [operação de câmera]

1988: Legal paca!... (Pereira Dias). BR.

1988: Vicious (Rogério Brasil Ferrari). BR, cm.

1995: O Velório do Jac (Milton Barragan). BR, cm.

1998: Paulo e Ana Luiza em Porto Alegre (Rogério Brasil Ferrari). BR, cm.

2001: Snake (Rogério Brasil Ferrari). BR, cm.

2001: Histórias curtas [01/14 – 03/08]: Amizade (Kitta Tonetto). BR, cm. Exibição: RBS TV, 6 out.

2004: Sintomas (Fernando Mantelli). BR, cm.

2005: Histórias extraordinárias [05/12 – 08/09]: O Queixinho da Merência (Rogério Brasil Ferrari). BR, cm. Exibição: RBS TV, 23 abr.

2006: Histórias extraordinárias [06/12 – 04/09]: A Tragédia da Rua da Praia (Rogério Brasil Ferrari). BR, cm. Exibição: RBS TV, 8 jul.

2006: Histórias extraordinárias [06/12 – 06/09]: O Canibal de Erechim (Fernando Mantelli). BR, cm. Exibição: RBS TV, 22 jul.

2007: Um Aceno na garoa (Mario Nascimento). BR, cm.

2007: Histórias curtas [07/14 – 01/08]: O Desvio (Fernando Mantelli). BR, cm. Exibição: RBS TV, 6 out.

2008: Netto e o domador de cavalos (Tabajara Ruas). BR.

2014: O Senhores da guerra (Tabajara Ruas). BR. [codireção de fotografia: Alexandre Berra, Pablo Escajedo]

2018: A Palestina brasileira (Omar L. de Barros Filho). BR, doc.

Registro:
2007: Brizola – Tempos de luta (Tabajara Ruas, Rogério Brasil Ferrari). BR, doc. [depoimento]
2009: Frente a frente. BR. [depoimento para Marcos Santuário, Jaqueline Chala, Ivonete Pinto]

BIBLIOGRAFIA
SILVA NETO, Antonio Leão da. Dicionário de fotógrafos do cinema brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial, 2010. 156p. (Coleção Aplauso Especial) Verbete, p.53.
Do fotograma ao cinema. Porto Alegre: Associação dos Amigos do Museu da Comunicação Hipólito José da Costa, [2018]. 76p. Catálogo. Coordenação do projeto: Ivo Czamanski.
PÓVOAS, Glênio (ed). Mostra Especial José Mendes 50 anos depois. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, set 2022. 12p. il. (Edições da Cinemateca Paulo Amorim, 2). Catálogo da mostra homônima, realizada em Porto Alegre, Sala Eduardo Hirtz, 13-15 set 2022; curadoria: G. Póvoas e Mônica Kanitz.

Noticiário:
OTOBELLI, Danúbia. "Criar núcleos audiovisuais é uma forma de manter o jovem na cidade" – Diretor de fotografia, Ivo Czamanski, fala sobre cinema digital e a expansão de núcleos audiovisuais. O Florense, Flores da Cunha, 23 mar 2006, Caderno de Sábado.
Programa recebe Ivo Czamanski. Correio do Povo, Porto Alegre, 19 jul 2009.
O diretor de fotografia Ivo Czamanski recebeu ontem Kikito especial, por seus 50 anos de carreira, no Festival de Gramado. Jornal do Comércio, Porto Alegre, 11 ago 2009.
GALVANI, Walter. A luz e a beleza do pampa. Zero Hora, Porto Alegre, 9 out 2010. [sobre a fotografia de Netto e o domador de cavalos]
Obituário: Morre o cineasta, fotógrafo e jornalista Ivo Czamanski. Zero Hora, Porto Alegre, 21 ago 2023, p.23.
Morre na capital o cineasta e fotógrafo Ivo Czamanski. Correio do Povo, Porto Alegre, 21 ago 2023.

     
Maria Isabel e Ivo Czamanski na Mostra Especial José Mendes 50 anos depois, Sala Eduardo Hirtz, set 2022.
Foto: Cristiano Zanella.