Yonlu! (2017)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção
HD, cor, 88 min

Direção: Hique Montanari.
Companhia produtora: Container Filmes; Prana Filmes

Primeira exibição: Rio de Janeiro (RJ), 19º Festival do Rio [5-15 out]-Mostra Geração, Estação Net Ipanema Sala 1, 9 out 2017, seg, 21h40
Primeira exibição RS: Bagé (RS), 9º Festival Internacional de Cinema da Fronteira [15-19 nov]-Mostra Competitiva Internacional de Longas-metragens, Centro Histórico Vila de Santa Thereza-Teatro Santo Antônio (Av. Visconde Ribeiro de Magalhães), 15 nov 2017, qua, 14h

 

A cinebiografia Yonlu! observa o processo de desequilíbrio e sofrimento psíquico que leva o jovem artista homônimo a tirar a própria vida aos 16 anos, na tarde de 26 de julho de 2006, em Porto Alegre, com o auxílio de internautas anônimos em um fórum online. O longa aborda a morte de Yonlu, mas acompanha, sobretudo, sua vida. Como consequência, a narrativa celebra a obra do rapaz propondo um olhar ficcional respeitoso sobre seu estado de espírito. Acima de tudo, o cineasta Hique Montanari apresenta uma trama responsável sobre o tema do suicídio, capaz de traduzir a angústia e a depressão do adolescente por meio de recursos estéticos expressionistas contemporâneos que estabelecem um ambiente psicológico devastador. Ao mesmo tempo, o roteiro sublinha o aspecto crítico, ensaístico e inconformado de Vinícius Gageiro Marques, o aflito jovem gaúcho por trás do multiartista Yonlu, interpretado por Thalles Cabral. Músico, escritor e desenhista, o garoto deixou 60 músicas, inúmeros textos, ilustrações e fotografias de sua autoria. Parte desse material ilustra a narrativa elaborada por Montanari, autor desta livre adaptação de fatos reais.

O filme é dividido em pequenas partes, nomeadas segundo músicas compostas por Yonlu. Seus desenhos ganham movimento em animações que ilustram sua alma aflita. O roteiro joga com a temporalidade narrativa, intercalando o presente (após o suicídio, com comentários do terapeuta de Yonlu, interpretado por Nelson Diniz) e diversos momentos do passado do garoto (alguns bastante obscuros). Paralelamente, há um movimento narrativo cronológico unidirecional marcado por datas que culminam no dia da morte do artista. A fluidez do espaço-tempo diegético, no entanto, é incapaz de diluir a densa melancolia de Yonlu, simbolizada por um boneco imóvel de aparência tão adorável quanto estranha – um ser silencioso, acinzentado, tal como um enorme brinquedo de pano esquecido em um canto, porém capaz de tornar presente a persistente angústia do garoto. Além da arte e do convívio amigável com os pais (interpretados por Liane Venturella e Leonardo Machado), que permitem algum conforto ao adolescente, a colega de escola Luana (Lorena Lorenzo) se coloca como uma possibilidade de conexão, sendo um vínculo afetivo apto a equilibrar as emoções do protagonista. Mas sua insegurança e tristeza com relação a si mesmo lhe desestimulam.

Atento aos detalhes deste drama psicológico, Montanari pesquisou o tema do suicídio entre jovens e consultou especialistas no assunto para evitar romantizações e equívocos. Ao mesmo tempo, se apropriou da obra e de registros de Yonlu para se referir ao jovem criador com autenticidade. Cenas importantes contêm música, arte visual, textos, fragmentos de letras e de pensamentos de Yonlu. As conversas online dele com participantes de um fórum da web também são originais. Parceria entre as companhias Container e Prana, o longa tem direção de fotografia arrojada, com Juarez Pavelak apostando no diálogo entre ambientes naturais abertos e espaços arquitetônicos ou muito fechados e sufocantes ou muito amplos e vazios, denotando a amplitude do mundo e o vácuo afetivo que aflige o protagonista. Já o diretor de animação, James Zortéa, congrega figuras 2D feitas a partir dos desenhos de Yonlu com peças criadas pela Osso Filmes.

Pelas escolhas audiovisuais estéticas e narrativas, alinhavando a linguagem cinematográfica às outras linguagens artísticas de um músico capaz de se expressar pelo ensaio crítico, pelas palavras poéticas e pelos grafismos, a trama ficcional Yonlu! se aproxima muito do documentário Cobain: Montage of heck (Brett Morgen, 2015), que mistura música, imagens de arquivo, animações, poesia e textos diversos para expor as entranhas afetivas de Kurt Cobain – o líder da banda de rock Nirvana que tirou a própria vida em 1994. Já as cenas no apartamento escuro da família, com quartos em sombras e corredores fantasmagóricos, lembram os planos indoors de Estrada perdida (David Lynch, 1997). No longa de Montanari, o áudio ganha destaque com 13 músicas e arquivos sonoros de Yonlu, fundamentos narrativos da trama harmonizados com o desenho de som de Gabriela Bervian e a trilha sonora incidental de Nando Barth.

Yonlu! obteve o Humanity Award no 5º New Renassaince Film Festival, em Amsterdam, em 2019, onde Thalles Cabral foi escolhido o melhor ator. Naquele ano, o intérprete ganhou o mesmo prêmio no 8º Agenda Brasil Festival Internazionale di Cinema Brasiliano, em Milão. Montanari foi eleito o melhor diretor estreante em longa-metragem no 4º Los Angeles Film Awards, em 2019. O longa recebeu o Prêmio da ABRACCINE Associação Brasileira de Críticos de Cinema na 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 2017. Após sua morte, Yonlu teve dois discos póstumos lançados. O primeiro saiu no Brasil, em 2008, com 23 canções. O segundo chegou às lojas internacionais um ano depois com 14 músicas compiladas pelo selo Luaka Bop, de David Byrne.

Sinopse


Sinopse desenvolvida:
Um jovem astronauta sobe uma colina, deixando a cidade para trás e explorando o mundo natural. Contido em suas vestes impermeáveis, o rapaz parece não se adequar ao ambiente, mas segue adiante. Um letreiro inscreve na tela um pensamento: "Uma sociedade onde uma lágrima sequer é derramada já é mais medíocre do que a mente pode conceber". A câmera se aproxima do quarto de um músico montado em um estúdio amplo e escuro. O travelling mostra detalhes da decoração, dos objetos e de instrumentos musicais como uma guitarra, um violão e um teclado. Um psicanalista fala sobre o suicídio de Yonlu, incitado por internautas anônimos em um fórum da internet. O terapeuta denuncia o crime cometido por estas pessoas. Em um tempo narrativo anterior, Yonlu canta e toca o violão enquanto o astronauta segue desbravando o campo. Planos do quarto se mesclam aos do campo verdejante e aos do consultório. Cenas intercalam passado e presente, bem como canções, pensamentos filosóficos sobre o ser e posicionamentos críticos bem argumentados sobre arte, cultura e sociedade. Em uma fala em sala de aula vazia, porém com o som do professor e dos colegas ao redor, Yonlu relaciona a autoria artística no cinema, a inteligência subestimada do público brasileiro e o poderio prejudicial dos departamentos de marketing das distribuidoras de filmes comerciais para expor seu descontentamento com as traduções de longa-metragens estrangeiros no Brasil e com o tratamento infantil dado aos espectadores pelo cinema industrial. Mas é como se o protagonista falasse sozinho, para uma platéia invisível. Yonlu expressa sua tristeza e solidão em diversos momentos, especialmente quando diz não conseguir viver em paz com o que chama de sua "feiúra". A inadequação de Yonlu no mundo, ou, ao contrário, a falta de tato do mundo com Yonlu toma forma com as animações 2D que remetem à obra gráfica do artista. Desenhos animados se alternam com ilustrações do caderno do músico, com o live act da trama em andamento e com fotografias clicadas pelo protagonista. As cenas dimensionam a depressão em todas as suas cores, texturas, imagens e vivências. Memórias, devaneios e momentos criativos dão espaço a novas conversas com o terapeuta, que fala sobre as crises de seu paciente. Paralelamente, Yonlu se vê em um ambiente onírico opressivo escutando depoimentos de jovens personagens que pensam em tomar a decisão final sobre suas vidas. O terapeuta fala sobre uma situação limite que fez Yonlu ligar para ele pedindo ajuda. Para debelar o conflito psíquico, o psiquiatra tenta demonstrar como o rapaz se conectava à vida, à família e aos amigos. Yonlu fala sobre sua admiração pela colega de classe Luana, e o quanto ela poderia torná-lo um sujeito melhor, menos atormentado. Yonlu se lembra de um verso que havia gravado: "Eu sempre serei assim até que encontre uma cura”. O terapeuta diz que Yonlu, um rapaz muito lúcido e esclarecido, era muito jovem para suportar a tristeza que o mundo lhe provocava. Uma longa conversa noturna online com Luana, por exemplo, era motivo de alegrias para o rapaz, mas também de aflição tendo em vista a falta de um "contato real". O terapeuta explica que há em todas as pessoas uma força vital positiva que nos retém e que nos dá sustento para suportar a vida, e que o ato final do suicida, em geral, ocorre após a atuação de uma energia negativa externa a ele. O problema, diz, é que a internet promove o encontro de pessoas em processo suicida capazes de oferecer os piores conselhos uns aos outros. Na sequencia da fala, Yonlu canta e toca "Suicide song", expressando de forma evidente seus sentimentos negativos e sua impossibilidade de ser. Ao terapeuta, admite que vive em conflito entre os olhares opressores dos outros sobre si, que tentam paralisá-lo, e o olhar arrogante e julgador de si mesmo, que quer transformá-lo em algo que ele mesmo odeia. Yonlu conclui que sua autonomia só existe na ausência de qualquer olhar sobre si. O terapeuta diz que Yonlu sofria de angústia profunda, desesperança e que o pouco repouso piorava seu quadro. O especialista afirma que Yonlu só tirou a própria vida porque foi estimulado a isso. Yonlu consegue tirar os pais de casa para preparar sua morte por inalação de monóxido de carbono. Durante o processo, ele pede orientação a internautas em um fórum online para atingir seu objetivo. Alguns respondem dando dicas. Outros tentam evitar a ação. Um letreiro explica que na tarde de 26 de julho de 2006, Lindsey, uma amiga canadense de Yonlu, ligou para a polícia de Toronto para avisar que, no Brasil, naquele momento, ele tentava o suicídio. Outro letreiro informa que, em seguida, um policial canadense ligou para a polícia em Porto Alegre. Os anônimos da internet enviam mensagens ao fórum dizendo que Yonlu atingiu seu objetivo, pois parou de teclar. Um letreiro informa que a polícia brasileira foi ao apartamento de Yonlu, e que o serviço médico tentou reanimá-lo, sem sucesso. Nas colinas verdes onde o astronauta Yonlu caminha, ele se desculpa pela forma como planejou sua morte, afastando seus pais de casa com uma mentira. Mesmo assim, diz que eles nada poderiam fazer para evitar esse desfecho. Informa que deixou músicas em CDs e no computador e que, se pensarem fora da lógica parental, nada de especial ocorreu neste dia, pois o mundo segue como antes. Yonlu assina o recado dizendo esperar que nada tenha ficado pendente. Um letreiro explica que, em 2008, foi lançado um CD com 23 canções do rapaz. Outro diz que, em 2009, um selo de NY lançou mundialmente um disco com 14 músicas do artista. Letreiros finais informam: "Este filme é uma livre adaptação de fatos reais. Os textos das postagens de Yonlu com os participantes do fórum na internet foram, na sua maioria, usados no original. Os textos das cenas de sessão de terapia, da sala de aula, da nota de ‘Suicide song’ e letras de músicas em voice over foram criados por Yonlu. Todas as animações foram feitas a partir dos desenhos originais de Yonlu, exceto pelas ilustrações de Yonlu com Luana e de Yonlu refletido no espelho, criados pela Osso Filmes".

Ficha técnica


ELENCO
Thalles Cabral (Yonlu),
Nelson Diniz (Terapeuta),
Lorena Lorenzo (Luana),
Rodrigo Waschburger (Internauta 1 / Boneco Case Studio), Anderson Salles (Internauta 2), Victória Sanguiné (Internauta 3), Áquila Mattos (Internauta 4), Douglas Florence (Internauta 5), Fredericco Restori (Internauta Zugzwang).
Participação especial: Liane Venturella (Mãe), Leonardo Machado (Pai), Mirna Spritzer (Repórter).
Performers rapel cênico: Fredericco Restori, Juliana Coutinho.
Figurante Internauta: Cassiano Ranzolin.
Arquivo (não creditado): Vinícius Gageiro Marques 'Yonlu' [créditos finais].

DIREÇÃO
Direção: Hique Montanari.
Primeira assistência de direção: Ruana Nunes.
Segunda assistência de direção: Gabriela Fittipaldi.
Continuidade: Rafael Saparelli.
Preparação de elenco: Liane Venturella.
Preparação de elenco para os diálogos em inglês: Cláudia Sachs.

Direção da performance de rappel cênico: Marcelo Restori.
Preparação de rappel: Fábio Cunha.
Montador de rappel: Mário Totti.

ROTEIRO
Roteiro: Hique Montanari.
Este filme é uma livre adaptação de fatos reais.
Os textos das postagens de Yonlu com os participantes do fórum na internet foram, na sua maioria, usados no original.
Os textos das cenas de sessão de terapia, da sala de aula, da nota de Suicide song e letras de músicas em voice over foram criados por Yonlu.

PRODUÇÃO
Produção e produção executiva: Luciana Tomasi.
Assistência de produção executiva: Patricia Barbieri.
Produção executiva – preparação: Cris Reque / Modus Produtora; Karine Emerich / pH7 Filmes.
Direção de produção – preparação: Gisele Hiltl / Producers – NGM.
Direção de produção: Taty Behar.
Primeira assistência de produção: Marília Cadore.
Segunda assistência de produção: Giovana Guimarães.
Produção de elenco: Liane Venturella, Hique Montanari.
Assistência de produção de elenco: Giovana Guimarães.
Produção de elenco no set de filmagem: Mônica Catalane.
Produção de locação: Taty Behar.

Produção de set: Marcelo Baieski Tchaca.
Alimentação: Mário Kern Chaves, Eli Spíndola, Mezzon Spíndola.
Motoristas: Fábio Arocha, Fernando Souza, Giba, João Luiz Barbosa 'Júnior', Luciano Aguiar, Márcio Carneiro, Xarão Vans, Nenê, Tiago Alves.
Segurança: Diego Dias Pereira, Feline Souza Nadalon, Flávio Eduardo Oliveira Viega, Israel Davidsons, Julio César Monteiro Souza, Laurício Rosa dos Santos.

BASE
Recepção Prana Filmes: Daniela Monteiro.
Assistência financeiro: Maristela Ribeiro.
Assessoria contábil: Nelson Morais.
Assessoria jurídica: Patrícia Dias Goulart / Goulart & Chalupka Advogados (Porto Alegre).

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Juarez Pavelak.
Primeira assistência de câmera: Arno Schuh.
Segunda assistência de câmera: Lígia Tiemi Sumi.
Operação de câmera adicional (Paris): Carlos Gerbase, Luciana Tomasi.
Logger: Bruno Carvalho.

Eletricista chefe: Marcos Alexandre da Silva.
Assistência de elétrica: Luis Chaves, Adriano.
Maquinista: Diego Amorim Teixeira.
Assistência de maquinaria: Dieguito.
Geradorista: Leandro Mercanti.

Fotografia de cena e fotos de making of: Rodrigo Marroni.
Vídeos de making of: Mariana Catalane.

ARTE
Direção de arte: Gilka Vargas, Iara Noemi.
Produção de objetos: Clarissa Ramires.
Contrarregragem: Emerson Figueiredo.
Cenografia: Gilka Vargas.
Cenotécnica: André Costa.
Assistência de cenotécnica: Daniel Pereira Cartana, Nelson Rosa Viana, Rafael Martins Pecil, Jardel Guimarães dos Santos.

Figurino: Anelisa Telles.
Projeto e confecção da fantasia do Boneco Case Studio: Maíra Coelho.
Desenhos e assistência de figurino do Astronauta: Janaína Falcão.
Confecção do figurino do Astronauta: Patrícia Preiss.

Maquiagem e cabelo: Baby Marques.
Assistência de maquiagem e cabelo: Déby Marques, Bibis Giacomet.

Reprodução dos desenhos de Yonlu usados em cena: Lipe Albuquerque.
Digitalização das ilustrações de Yonlu: Rodrigo Marroni.

SOM
Som direto: Gabriela Bervian.
Microfonista: Tiago Mayer.

ANIMAÇÃO Osso Filmes
Direção de animação: James Zortéa.
Produção de animação: Adriana Hiller.
Assistência de direção: Amanda Martins.
Animação: Tomaz Afonso Teixeira, Péricles Ianuch, Caetano Weissmann, Antonio Ganzer, James Zortéa.
Concepção de personagens: Péricles Ianuch, Tomaz Afonso Teixeira.
Pintura: Amanda Martins, Shirlene Anabor, Antonio Ganzer, Giovani Urio, Clarissa Virmond.
Composição e arte final: James Zortéa.
Todas as animações foram feitas a partir dos desenhos originais de Yonlu, exceto pelas ilustrações de Yonlu com Luana e de Yonlu refletido no espelho, criados pela Osso Filmes.

MÚSICA
Trilha sonora: Yonlu.
Trilha sonora incidental – Composição e produção musical: Nando Barth.

Músicas:
Músicas escritas, produzidas e gravadas por Yonlu:
• "I know what it's like"
• "The Boy and the tiger"
• "Humiliation"
• "Polyalphabetic cipher"
• "Q-tip"
• "Katie don't be depressed"
• "Deskjet" remix with Sabrepulse
• "Olhe por nós"
• "Suicide song"
• "Luana (Mecânica celeste aplicada)"
• "Phrygian"
• "Waterfall"
• "Estrela, estrela" (música, letra: Vitor Ramil) cover por Yonlu // Warner Chappell

Licença de sincronização das músicas de Yonlu para o filme gentilmente cedida pela gravadora ACIT – A marca do sul.

ARQUIVO
Acervo de Yonlu: Vídeos, fotografias, caderno de ilustrações, letras de músicas, textos inéditos e objetos de cena para o cenário do quarto.

FINALIZAÇÃO
Montagem: Alfredo Barros.
Assistência de montagem: Iuri Santos
Coordenação de edição: Silvia Baptista

EQUIPE Post Frontier
Supervisão de pós-produção de imagem: Daniel Dode.
Gerenciamento de material bruto: Kiko Ferraz, Daniel Dode, Ricardo Costa.
Colorista: Daniel Dode.
Colorista assistente e assistência de pós-produção: Gustavo Zuchowski.
Legendagem: Gustavo Zuchowski.
Geração de DCP: Daniel Dode.
Deliverables: Gustavo Zuchowski.

Desenho de som: Gabriela Bervian.
Foley: Tiago Mayer.
Edição de foley: Rafael Heck.
Técnico de conversão dos arquivos de áudio de Yonlu: Pedrinho Figueiredo.
Limpeza e equalização das músicas originais de Yonlu: Rafael Heck.
Mixagem: Toco Cerqueira / Upmix (São Paulo).

EQUIPE JLS
Gerência geral: José Luiz Sasso, ABC.
Gerência operacional: Daniel Sasso.

ACESSIBILIDADE
Roteiro de AD Audiodescrição: Mimi Aragón.
Consultoria de roteiro: Rafael Braz.
Narração: Diana Manenti.
Voice over: Fábio Rangel.
Técnico de som: Bruno Klein.

Tradução e interpretação em LIBRAS Língua Brasileira de Sinais: Celina Xavier Neta.

LSE Legendagem para Surdos e Ensurdecidos: Kemi Oshiro.
Revisão: Eva Mothci, Patrícia Rodrigues Witt.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Luz e acessórios: Naymar – Infraestrutura Audiovisual (Porto Alegre). Direção: Cleber Kühn.
Estúdio de montagem: Talho Editores (Porto Alegre).
Estúdio de animação: Osso Filmes (Porto Alegre).
Estúdio de pós-produção de imagem: Post Frontier (Porto Alegre).
Estúdio de gravação de foley: Clube do Foley (Porto Alegre).
Estúdio de edição de som e mixagem 5.1: BoomBoom (Porto Alegre).
Estúdio de masterização: JLS Facilidades Sonoras (São Paulo).
Acessibilidade: OVNI Acessibilidade Universal (Porto Alegre).
Tradução para legendagem: Traduzca (Porto Alegre).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Container Filmes (Porto Alegre); Prana Filmes (Porto Alegre).
Financiamento (BR/RS): Edital SEDAC nº 11/2014: Concurso RS Polo Audiovisual – Produção de longa-metragem. Pró-cultura RS Lei nº 13.490/2010 FAC Fundo de Apoio à Cultura. Realização: SEDAC Secretaria de Estado da Cultura [SEDACTEL Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer], por intermédio da Diretoria da Economia da Cultura e do IECINE Instituto Estadual de Cinema do RS / Governo do Rio Grande do Sul, em parceria com FSA Fundo Setorial do Audiovisual. Proponente: Container Filmes Ltda.. Valor: R$ 1.000.000,00.
Financiamento (BR): Chamada Pública nº 01/2014 – Arranjos Financeiros Estaduais e Regionais. Recursos públicos geridos pela ANCINE Agência Nacional do Cinema. Investimentos do FSA Fundo Setorial do Audiovisual administrados pelo BRDE Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. Proponente: Container Filmes Ltda.. Valor: R$ 600.000,00.
Financiamento (BR): Chamada Pública BRDE/FSA PRODECINE 03/2016. Recursos públicos geridos pela ANCINE Agência Nacional do Cinema. Investimentos do FSA Fundo Setorial do Audiovisual administrados pelo BRDE Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. Proponente: Container Filmes Ltda.. Valor: R$ 200.000,00.
Apoio cultural: Naymar – Infraestrutura Audiovisual (Porto Alegre); Post Frontier (Porto Alegre); Talho – You shoot, we cut (Porto Alegre); Grêmio Náutico União – Esporte é o que nos une (Porto Alegre).

AGRADECIMENTOS
Agradecimento especial: Família de Yonlu, Mário Corso.
Agradecimentos: Cassiano Ranzolin, Carlos Gerbase, Iuli Gerbase, Agenor Cardoso Vieira Neto, Arthur de Faria, Bar Ossip, Brinox Coza Haus, Bruna Immich, Carol Zimmer, Casa Musgo, Charles Tonny Silva, CIEE, Coca Serpa, Cristiano Félix, De Casa Restaurante, Didi Jucá, Dimorvan Rodrigues, Dom Carlito, Edifício Planalto, Engenho Viamonense, Fernando Lemos, Fundação Ecarta, Gilson Vargas, Grêmio Náutico União, Gustavo Possamai, Iracema Merlo, Lenise Serpa, Leo Pavelak, Lipe Albuquerque, Lírico Ateliê de Ofícios, Lucilda Moure, Lúcio Moure, Marcelo Restori, Me Gusta Brechó, Ministério da Fazenda RS, Moure & Moure Imobiliária, Patrícia Quinto, Pietra Graebin, Realsul, Ricardo Noronha, Ronaldo Weisheimer, Sartoria Felice, Sayonara Moure, Sheila Marafon, Simone Teixeira, Valeria Verba, William Valduga, Rodrigo Bello Marroni, Vinícius Bervian, Elaine Duarte dos Santos, Adriana Nascimento Borba, Xande, Sabrepulse, Patsy Cecato, Gustavo Saul, João, Cilse e Ana Paula Montanari.

FILMAGENS
Brasil / RS,
em locações na zona rural;
Viamão, no TECNOPUC TECNA;
Porto Alegre.
France [França], em Paris.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 88 min
Som: Surround 5.1
Imagem: cor
Proporção de tela: Full HD 1920 x 1080 (DVD)
Formato de captação:
Formato de exibição: 2k DCI Scope
Idioma: Português, english, com legendas em português.
Acessibilidade disponível: AD Audiodescrição + LIBRAS Língua Brasileira de Sinais + LSE Legendagem para Surdos e Ensurdecidos.

DIVULGAÇÃO
Projeto gráfico: Leo Lage.

Trailer. Duração: 02:03 (YouTube). Criação, roteiro, montagem, desenho de som, motion e VFX: Guilherme M. Pires / Storytrailer / www.storytrailer.com.br. / Motion graphics a partir do material gráfico criado para o filme por Leo Lage.
TV spot. Duração: 00:30 (YouTube). Criação: Storytrailer / www.storytrailer.com.br.
Web spot com críticas. Duração: 01:28 (YouTube). Criação: Storytrailer / www.storytrailer.com.br.
Featurette. Duração: 01:44 (YouTube). Criação: Storytrailer / www.storytrailer.com.br.

PREMIAÇÃO
• 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2017: melhor filme (ABRACCINE Associação Brasileira de Críticos de Cinema): "por construir uma narrativa que busca soluções criativas, no esforço em se comunicar com o público jovem e abordar temas delicados como a depressão e o suicídio, o Prêmio da Crítica ABRACCINE vai para Younlu, de Hique Montanari".
• 9º Festival Internacional de Cinema da Fronteira, Bagé, 2017: melhor filme (júri) // prêmio da imprensa.
• Madrid International Film Festival 2018: indicações: ator principal em filme estrangeiro + diretor de longa-metragem estrangeiro.
• 5. New Renassaince Film Festival 2019: indicações: 1. NRFF's Humanity Award – A film that carries an important social message; 2. best director; 3. best actor: Cabral, as Yonlu; 4. best visual effects (to enhance the story); 5. best music score: Yonlu and Nando Barth. Vencedor: best actor + Humanity Award.
• 8. Agenda Brasil Festival Internazionale di Cinema Brasiliano, Milano, 2019: melhor ator (Cabral).
• LAFA 4th Los Angeles Film Awards 2019: indicações: best indie feature + best first time director (feature). Vencedor: best first time director (feature) [melhor diretor estreante em longa-metragem].
• 1. Arctic Film Festival, Longyearbyen, 2019: indicação: filme.
• 24º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro [aos melhores de 2018] / Papo de Cinema: indicações: trilha sonora (Barth) + revelação masculina (Cabral).
• II Festival Internacional de Cine de Puerto Montt 2020: mejor guión de largometraje.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: 16 anos.
Distribuição: Lança Filmes (Porto Alegre).
DVD institucional: Legendas: português, english, español, français. Acessibilidade audiovisual em português: AD + LSE. Photo: Rodrigo Marroni. Arte: Leo Lage.
Contato: Container Filmes; Prana Filmes.

OBSERVAÇÕES
Créditos finais: // 2017. //

Títulos alternativos: Yoñlu | Yonlu! – Give him tea and women we shall (subtítulo presente na cartela-título dos créditos iniciais cf. cópia analisada; a rigor, este seria o título do filme)
Grafias alternativas: Frederico Restori | Fábio Sabão [= Fábio Rangel] | Fca Arocha [nome fantasia de Fábio Catalane Arocha aka Fábio Arocha] | Patrícia Goulart | Gustavo Possmai | Marcelo Tchaca Baieski | Kunta [= Luis Chaves] | Emerson Figueiredo 'Baby' | Markito [= Marcos Alexandre da Silva] | Diego Teixeira | Marcinho | Júnior Barbosa | Celina Nair Xavier Neta | Willian Valduga | Estúdio JLS, nome fantasia de JLS Facilidades Sonoras | Maristela Ribeiro Velleta | Traduzca Serviços de Traduções | TECNOPUC – Parque Tecnológico / PUCRS
Grafias alternativas (funções): Casting | Catering | Fotos still | Artista de foley | Técnico de som direto | Chefe de elétrica | Produção executiva na etapa de preparação do filme para a produção | Direção de produção na etapa de preparação do filme para a produção

DISCOGRAFIA
Yonlu

BIBLIOGRAFIA
FURTADO, Victor Hugo. Yonlu! (2017) – A viagem do jovem astronauta. In: FEIX, Daniel; LUNARDELLI, Fatimarlei; PINTO, Ivonete; KANITZ, Mônica; VALLES, Rafael (org). 50 olhares da crítica sobre o cinema gaúcho. Porto Alegre: ACCIRS Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul, Opinião Produtora, Diadorim Editora, JBL Harman, Pró-cultura / Secretaria de Estado da Cultura / Governo do Rio Grande do Sul, 2022. 226p. il., p.196-199.

Noticiário:
VILLAÇA, Pablo. Videocast: Yonlu – Comentários sem spoilers. Cinema em Cena, São Paulo, 26 out 2017.
MALDONADO, Helder. Yoñlu – Filme aborda história de músico gaúcho que morreu aos 16. R7, São Paulo, 29 out 2017.
MILANI, Robledo. Yonlu – Entrevista exclusiva com Hique Montanari. Papo de Cinema, Porto Alegre, 24 ago 2018.
LOPES, Janaína. Yonlu, filme sobre garoto que transmitiu a própria morte na internet, estreia no fim do mês. G1, Porto Alegre, 25 ago 2018.
DUARTE, Pedro. Make Good Art – Resenha do filme Yonlu. Medium, São Paulo, 11 out 2018.
CHALA, Jaqueline. A melancolia de Yonlu. ACCIRS Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2 fev 2019.

Exibições


• Rio de Janeiro (RJ), 19º Festival do Rio [5-15 out]-Mostra Geração,
Estação Net Ipanema Sala 1, 9 out 2017, seg, 21h40
Kinoplex São Luiz Sala 1, 10 out 2017, ter, 14h
Espaço Net Rio Sala 3, 12 out 2017, qui, 13h40

• São Paulo (SP), 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo [19 out-1º nov],
Espaço Itaú de Cinema Shopping Frei Caneca (R. Frei Caneca, 569, 3º piso, Consolação) Sala 3, 25 out 2017, qua, 21h55
Cinearte Sala 2, 26 out 2017, qui, 14h
Espaço Itaú de Cinema Augusta (R. Augusta, 1.475, Consolação) Sala 1, 31 out 2017, ter, 16h40

• Bagé (RS), 9º Festival Internacional de Cinema da Fronteira [15-19 nov]-Mostra Competitiva Internacional de Longas-metragens, Centro Histórico Vila de Santa Thereza-Teatro Santo Antônio (Av. Visconde Ribeiro de Magalhães), 15 nov 2017, qua, 14h

• Madrid (ES), Madrid International Film Festival [21-28 jul], Novotel Madrid Center Sala 1, 23 jul 2018, seg, 16h

• Gramado (RS), 46º Festival de Cinema de Gramado [17-25 ago]-Mostra Gaúcha de Longas-metragens, Palácio dos Festivais, 23 ago 2018, qui, 13h30

• Porto Alegre (RS), GNC Moinhos Shopping,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 15h45, 19h40
6-12 set 2018, qui-qua

• Porto Alegre (RS), Guion Cinemas,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 15h30, 17h15, 19h, 20h45
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua

• Porto Alegre (RS), Espaço Itaú de Cinema Bourbon Shopping Country,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 13h30, 17h30, 21h30
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua
27 set-3 out 2018, qui-qua
4-10 out 2018, qui-qua

• Maringá (PR), Cineflix Cinemas,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h40, 16h40, 19h
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua

• Curitiba (PR), UCI Cinemas,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 13h, 15h
6-12 set 2018, qui-qua

• Curitiba (PR), Espaço Itaú de Cinema Shopping Crystal (R. Comendador Araújo, 731, Piso L1, Batel),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h, 17h30
6-12 set 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Playarte Cinemas Bristol,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 19h30, 21h30
6-12 set 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Caixa Belas Artes,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 15h30, 19h20
6-12 set 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Cinearte (Av. Paulista, 2073 – Conjunto Nacional),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h, 17h50, 19h40 (2 set, dom, 17h50, especial com Thalles Cabral)
6-12 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua
30 set 2018, dom (especial)

• São Paulo (SP), Espaço Itaú de Cinema Pompeia Bourbon Shopping São Paulo (R. Palestra Itália, 500, Perdizes),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h, 16h, 19h50
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Espaço Itaú de Cinema Shopping Frei Caneca (R. Frei Caneca, 569, 3º piso, Consolação),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h, 15h50, 19h40
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Espaço Itaú de Cinema Augusta (R. Augusta, Consolação),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 18h
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua
27 set-3 out 2018, qui-qua
4-10 out 2018, qui-qua

• Campinas (SP), Cineflix Galleria Shopping,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 15h50, 17h50, 21h50
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua

• Belo Horizonte (MG), Cineart Ponteio,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 13h40, 19h30
6-12 set 2018, qui-qua

• Belo Horizonte (MG), Belas Artes,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h10, 19h40
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua

• Rio de Janeiro (RJ), Sala Laura Alvim,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h30, 17h35, 19h10
6-12 set 2018, qui-qua

• Rio de Janeiro (RJ), Estação Net Rio,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h, 16h, 21h30
6-12 set 2018, qui-qua

• Rio de Janeiro (RJ), UCI Cinemas New York,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 13h, 15h
6-12 set 2018, qui-qua

• Rio de Janeiro (RJ), Espaço Itaú de Cinema Botafogo (Praia de Botafogo, 316),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 13h20, 15h10, 21h40
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua

• Brasília (DF), Espaço Itaú de Cinema Shopping Casa Park (SGCV Sul Lote 22, 2º piso, Guará),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 15h40, 19h40
6-12 set 2018, qui-qua

• Salvador (BA), Circuito Saladearte Shopping Paseo,
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 15h05
6-12 set 2018, qui-qua

• Salvador (BA), Circuito Saladearte Cinema do Museu (Av. Sete de Setembro, 2.195, Museu Geológico), 30 ago-5 set 2018, qui-qua, 17h30

• Salvador (BA), UCI Orient Sala Vip
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 14h, 19h
6-12 set 2018, qui-qua

• Salvador (BA), Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha (Praça Castro Alves, Centro),
30 ago-5 set 2018, qui-qua, 16h50
6-12 set 2018, qui-qua
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua

• Santos (SP), 3º Santos FilmFest Festival de Filmes de Santos, Roxy Sala 4, 4 set 2018, ter, 14h

• Porto Alegre (RS), Cinemateca Paulo Amorim-
Sala Eduardo Hirtz,
13-16, 18, 19 set 2018, qui-dom, ter, qua
20-23, 25, 26 set 2018, qui-dom, ter, qua
Sala Norberto Lubisco,
27-30 set, 2, 3 out 2018, qui-dom, ter, qua
4-7, 9, 10 out 2018, qui-dom, ter, qua

• Londrina (PR), Cineflix, 20-26 set 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Cine Segall,
13-19 set 2018, qui-qua
20-26 set 2018, qui-qua

• Batatais (SP), Cine Batatais, 6-12 set 2018, qui-qua

• Sorocaba (SP), Cineplay, 6-12 set 2018, qui-qua

• Salvador (BA), Cinépolis Salvador Norte, 13-19 set 2018, qui-qua

• Fortaleza (CE), Arcoplex Del Paseo,
13-19 set 2018, qui-qua, 14h10, 16h
20-26 set 2018, qui-qua

• Manaus (AM), Playarte Manaura Shopping,
20-26 set 2018, qui-qua, 13h10, 14h10, 18h45
27 set-3 out 2018, qui-qua

• Porto Alegre (RS), Cinemateca Capitólio,
20-26 set 2018, qui-qua
27 set-3 out 2018, qui-qua
20 out 2018, sab, 15h45 (debate com diretor, em parceria com CVV Centro de Valorização da Vida)

• São Paulo (SP), Spcine-CCSP Centro Cultural São Paulo, 20-26 set 2018, qui-qua

• Recife (PE), Cinema da Fundação,
20-26 set 2018, qui-qua
27 set-3 out 2018, qui-qua

• Recife (PE), Cinema do Museu (Casa Forte),
20-26 set 2018, qui-qua
27 set-3 out 2018, qui-qua

• Florianópolis (SC), Paradigma Cine Arte,
22 set 2018, sab, 11h (pré-estreia)
27 set-3 out 2018, qui-qua, 18h30
4-10 out 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Cine Olido, 27 set-3 out 2018, qui-qua

• São Paulo (SP), Cine Paulo Emilio, 27 set-3 out 2018, qui-qua

• Goiânia (GO), Cine Cultura Sala Eduardo Benfica (88 lugares), no Centro Cultural Marieta Telles Machado (Praça Doutor Pedro Ludovico Teixeira 'Praça Cívica', 2, Centro),
27 set-3 out 2018, qui-qua, 16h30
4-10 out 2018, qui-qua

• Manaus (AM), Casarão de Ideias
27 set-3 out 2018, qui-qua
4-10 out 2018, qui-qua

• Maceió (AL), Cine Arte Pajuçara,
27 set-3 out 2018, qui-qua (pré-estreia)
11-17 out 2018, qui-qua

• Pelotas (RS), Cineflix Shopping Pelotas, 4-10 out 2018, qui-qua

• Vitória (ES), Cine Metrópolis,
4-10 out 2018, qui-qua (estreia)
11-17 out 2018, qui-qua

• Palmas (TO), Cine Cultura Sala Sinhozinho, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho,
6 out 2018, sab (pré-estreia)
11-17 out 2018, qui-qua
18-24 out 2018, qui-qua

• Valdivia (CL), FIC Valdivia 25º Festival Internacional de Cine de Valdivia [8-14 out]-Selección oficial Largometraje Juvenil Internacional, out 2018

• Curitiba (PR), Cinemateca de Curitiba, 18-24 out 2018, qui-qua

• Niterói (RJ), Cine Arte UFF,
18-24 out 2018, qui-qua
25-31 out 2018, qui-qua

• Aracaju (SE), Cinema Vitória,
18-24 out 2018, qui-qua
25-31 out 2018, qui-qua

• Curitiba (PR), Cinemateca Guarani, 25-31 out 2018, qui-qua

• Belém (PA), Cine Líbero Luxardo,
1º-4, 6, 7 nov 2018, qui-dom, ter, qua, 20h
8-14 nov 2018, qui-qua, 18h

• Net Now, disponível a partir de 5 nov 2018, seg, para assinantes NET, Claro TV, Claro Móvel Pós Pago

• Teresina (PI), Cinemas Teresina,
10 nov 2018, sab, 11h (pré-estreia)
15-21 nov 2018, qui-qua, 17h

[30 ago-21 nov 2018, qui-qua: 12 semanas consecutivas em cartaz desde o lançamento comercial, em 18 estados: RS, PR, SP, MG, RJ, DF, BA, SC, CE, AM, PE, GO, AL, ES, TO, SE, PA, PI]

• Santa Maria (RS), SMVC 12º Santa Maria Vídeo e Cinema [20-25 nov], Auditório da CESMA Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria (R. Professor Braga, 55), 23 nov 2018, sex, 16h (debate com diretor)

• Rio Grande (RS), III Mostra de Cinema OfCine & I Cinemário [6, 7 dez], IFRS Campus Rio Grande-externo, 6 dez 2018, qui, 20h30 (debate com diretor, mediação: Law Tissot)

• Porto Alegre (RS), Cine Santander Cultural,
8 dez 2018, sab, 17h30 (debate com diretor + Iara Noemi + Gilka Vargas + James Zortéa)
9 dez 2018, dom, 17h30 (debate com diretor + Alfredo Barros + Daniel Dode)
11-14 dez 2018, ter-sex, 15h, 19h

• Caxias do Sul (RS), Sala de Cinema Ulysses Geremia, no Centro Municipal de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho (R. Luiz Antunes, 312, bairro Panazzolo), 12 dez 2018, qua, 20h (debate)

• São Bernardo do Campo (SP), Cine Scala (R. Santa Filomena, 345, Centro; antigo Cine Popular), 13-19 dez 2018, qui-qua, 16h, 18h, 20h

• São Bernardo do Campo (SP), Anas Cinemas (R. José Pelosini, 40), 20-26 dez 2018, qui-dom, 16h, 18h, 20h, seg, 14h, 16h, 18h, ter, qua, 16h, 18h, 20h

• São Paulo (SP), Sesc São Paulo no Centro de Pesquisa e Formação (R. Dr. Plínio Barreto, 285), 18 jan 2019, sex, 15h (presença de Thalles Cabral)

• Canal Brasil, 5 fev 2019, ter, 22h

• Amsterdam (NL), NRFF 3rd New Renaissance Film Festival [1º-3 mar]-Seleção Oficial, 1º mar 2019, sex, 21h

• São Paulo (SP), 8ª Mostra Novíssimo Cinema Brasileiro,
CINUSP (Maria Antônia), 10 mar 2019, dom, 20h
CINUSP Paulo Emilio (USP Cidade Universitária), 13 mar 2019, qua, 19h (debate com a professora Maria Júlia Kovács, do Instituto de Psicologia da USP, sobre saúde mental na adolescência) + 22 mar, sex, 16h

• São Paulo (SP), 45º Festival Sesc Melhores Filmes [10 abr-1º maio], CineSesc (R. Augusta, 2.075, Cerqueira César), 18, 23 abr 2019, qui, 19h, ter, 14h

• Milano (IT), 8. Agenda Brasil Festival Internazionale di Cinema Brasiliano [8-14 jul]-Mostra Competitiva, MIC Museo Interattivo del Cinema, jul 2019

• Porto Alegre (RS), Mostra Som + Fúria, Cine Farol Santander, 22-25, 27, 28 ago 2019, qui-sab, 16h, dom, 14h30, ter, qua, 16h (acessibilidade: AD + LIBRAS)

• Los Angeles, CA (US), LAFA 4th Los Angeles Film Awards-Seleção oficial, 2 set 2019, seg

• Quito (EC), Latinópolis, 8ymedio (Valladolid N24-353 y Vizcaya, La Floresta)
5, 7, 8 set 2019, qui, 19h, sab, 18h30, dom, 19h30
12-18 set 2019, qui-qua

• Bogotá (CO), Latinópolis, ?Cine Tonalá Hércules?
5-11 set 2019, qui-qua
12-18 set 2019, qui-qua
19-25 set 2019, qui-qua

• Medellín (CO), Latinópolis, Cinemateca Boliviana,
5-11 set 2019, qui-qua
12-18 set 2019, qui-qua

• (PY), Latinópolis, Amamos Cine La Paz.
5-11 set 2019, qui-qua
12-18 set 2019, qui-qua

• Amsterdam (NL), Manifesto Film Festival [6-8 set]-Seleção Oficial, set 2019

• Longyearbyen, Svalbard (NO), 1. Arctic Film Festival, set 2019

• Torres (RS), Cineclube Torres, Auditório J. A. Picoral Antigo Centro Municipal de Cultura (R. J. A. Picoral, 171), 12 set 2019, qui, 20h (debate com diretor)

• Viña del Mar (CL), FICVIÑA 31º Festival Internacional de Cine de Viña del Mar [10-14 set]-Panorama Internacional (Latinópolis), Cinemark Espacio Urbano (Av. Benidorm 961, Población Vergara) Sala 7, 12 set 2019, qui, 21h45

• São Paulo (SP), Cinearte, 22 set 2019, dom, 11h30 (curso de Pós-graduação em Serviço Social e Saúde da FAPSS-SP, em parceria com o Clube do Professor, debate com o médico psiquiatra dr. Ajax Salvador + professora Fernanda Almeida + ator Thalles Cabral)

• Valparaíso (CL), Latinópolis, Insomnia Teatro Condell,
24 set 2019, ter, 19h
8, 15, 22, 29 out 2019, às terças, 19h
12 nov 2019, ter, 19h

• Portland, OR (US), Portland Film Festival [14-20 out]-Official Selection, 16 out 2019, qua

• Budapest (HU), Festival de Cinema de Língua Portuguesa, 18 out 2019, sex

• Byron Bay, New South Wales (AU), BBFF Byron Bay International Film Festival [18-27 out]-Official Selection, 27 out 2019, dom

• Los Angeles, CA (US), Brazilian Film Series – Promotion of the Consulate General of Brazil in Los Angeles and UCLA – Center for Brazilian Studies / Latin American Institute, UCLA, 5 fev 2020, qua

• Puerto Montt (CL), II Festival Internacional de Cine de Puerto Montt [15-23 fev], Casa del Arte Diego Rivera, 18 fev 2020, ter

• (AU), ORION IFF International Film Festival [online]: best feature narrative film

• New York City, NY (US), 9th Annual Winter Film Awards International Film Festival [20-29 fev]-Official selection, Cinema Village, 22 fev 2020, sab

• St. Louis, MO (US), SLIFF 29th St. Louis International Film Festival [online 5-22 nov]-Official selection, nov 2020

• Chicago, IL (US), Blow-up International Arthouse Film Festival [online nov]: Finalist, nov 2020

• London (UK), UK Film Festival [online 22-29 nov]-Official selection, nov 2020

• Porto Alegre (RS), CineCIESS Centro Interdisciplinar de Educação Social e Socioeducação – O cinema gaúcho na perspectiva dos direitos humanos, Sala Redenção, 17 maio 2023, qua, 16h (debate com diretor)

• Brasília (DF), Expotchê 30 anos [2-11 jun] / Pré-lançamento Mostra Especial Primavera Gaúcha, Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, 3, 7 jun 2023, sab, 17h, qua, 19h

• Porto Alegre (RS), Mostra Especial Primavera Gaúcha [21 set-13 out], Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 10 out 2023, ter, 19h (apresentação: G. Póvoas + diretor)

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Yonlu!. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1135/yonlu. Acesso em: 24 de abril de 2024.