A Palestina brasileira (2018)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Não ficção | Telefilme
cor, 77 min

Direção: Omar L. de Barros Filho.
Companhia produtora: CenaUm Produções

Primeira exibição: Canal Curta!, 12 jan 2018, sex, 20h

 

Marcado pela diversidade étnica e cultural, o Rio Grande do Sul abriga milhares de imigrantes palestinos e seus descendentes. As comunidades nascidas da nakba – palavra árabe cujo significado é catástrofe ou desastre – buscam, na diáspora, a integração plena e uma nova cidadania no Brasil. Hoje, tratam de sobreviver, crescer e conquistar o reconhecimento por sua contribuição econômica, social e cultural. Mas quem são esses imigrantes e refugiados? Como vivem, preservam suas identidades e se relacionam com as sociedades locais? Como veem sua realidade presente e o seu futuro? Seus sonhos de paz foram realizados? Pretendem voltar à terra onde nasceram? Como percebem as atuais tempestades políticas na Palestina ocupada? Com cenas filmadas no sul do Brasil e no Oriente Médio, o documentário A Palestina brasileira revela as raízes, o grau de integração, a sensação de pertencimento de seis famílias alcançadas pelos preconceitos, perseguições e guerras. Questiona sua atual condição, e mostra como homens, mulheres e jovens se situam frente aos seus direitos e aos valores éticos e religiosos de sua cultura tradicional. São narrativas do vivido, que resgatam lugares perdidos e histórias que ficaram para trás. São memórias compartilhadas, cartas, fotografias e recordações que revivem o passado e o quanto dele ainda resta no presente.

Sinopse


Cartelas: // Estas são as histórias de famílias palestinas que buscaram abrigo no sul do Brasil. O ponto de ruptura em suas vidas foi a fundação de Israel nas terras da Palestina, em 1948. / Não existem estatísticas sobre a população palestina e descendentes no Brasil. Organizações árabes calculam que a comunidade abrange de 30 mil a 50 mil pessoas. / A maioria vive no Rio Grande do Sul, nas fronteiras com a Argentina e o Uruguai. //

Narradora (texto integral): // Entre 1922 e 1947 a Palestina permanece sob o controle inglês depois de séculos de domínio otomano. São décadas marcadas por tensões entre a maioria árabe, a minoria judaica e o mandato britânico. Líderes sionistas [movimento político que defende o direito à autodeterminação do povo judeu e à existência de um Estado nacional judaico independente e soberano no território onde historicamente existiu o antigo Reino de Israel] incentivam a compra de terras e povoamento por judeus. Palestinos exigem governo próprio. Em 1947 a ONU aprova o plano de partilha da Palestina, solução que permite a criação do estado judeu. A partilha destina apenas 43% do território aos palestinos. Israel nasce em 1948. Seis países árabes contrários ao novo estado invadem o território. Israel impõe a violência contra cidades e aldeias palestinas. Seiscentos mil palestinos são obrigados a deixar suas terras e propriedades. Para Israel, a posse do território da região é um direito histórico. As guerras com os países árabes e a resistência palestina contra a ocupação justificam as ações militares israelenses diante do mundo. Hoje, cinco milhões de palestinos vivem em apenas 12% do território original. Outros seis milhões estão espalhados pelo mundo. sem direito de retornar. //

Cartelas: // Palestina / Arquivo: Palestina décadas de 1930 e 1940 / Muro das Lamentações – Jerusalém, hoje / Uruguaiana – Fronteira do Brasil com Argentina – A 677 km de Buenos Aires / Ramallah – Sede da Autoridade Palestina – A 20 km de Jerusalém / Kalandia – checkpoint israelense, subúrbio de Ramallah / Casamento Rayyan Rayyan e Rielle Krajah / [Mesquita de Uruguaiana] / Qbalan – terra de Maruf Salman / Escritório do Itamaraty – Ramallah – Conselho de Cidadãos Brasileiros / Jerusalém – Mesquita de Al Aqsa / Canoas – A 17 km de Porto Alegre, cidade de forte presença palestina / [Cemitério Islâmico] / Arquivo: Palestina 1948 / Saffa – A 19 km de Ramallah / Kiriat-Sefer – Assentamento israelense / Manifestação internacional contra o assentamento Kiriat-Defer / Sapucaia do Sul – A 30 km de Porto Alegre / Faez e Salha estão entre os 106 refugiados palestinos que vieram para o Brasil em 2007, sob proteção da ONU / Parque Zoológico – Sapucaia do Sul / Campo de refugiados Al Fawwar – Subúrbio de Al Khalil (Hebron) / Al Khalil (Hebron) – A 300 km de Jerusalém / Gráfica do Jornal A Plateia – Jornal bilíngue de Sant'Ana do Livramento, dirigido pela família Badra desde 1999 / Sant'Ana do Livramento – Fronteira do Brasil com o Uruguai – A 510 km de Montevidéu / [Rádio UFCC 95.3] / Aeroporto Internacional Salgado Filho, Porto Alegre – A 11.382 km de Tel Aviv / Igreja da Natividade – Belém – A 12 km de Jerusalém / Igreja da Natividade – Manifestação pelos mártires palestinos e devolução de corpos / Beit Sahour – Arredores de Belém [Badra com duas tias] / Torres – A 190 km de Porto Alegre / Mesquita de Sant'Ana do Livramento / Ramallah – Cidade sede da Autoridade Palestina / Ajyal Radio Network – Ramallah / Mausoléu de Yasser Arafat – Homenagem ao líder político palestino em Hamallah / Soldados israelenses invadiram a sede da rádio em março de 2002. Trabalhadores foram presos e equipamentos destruídos. / [de um lado Ramallah, de outro Al-Bireh] / Porto Alegre – Capital do Rio Grande do Sul – A 2.100 km de Brasília / Rua Voluntários da Pátria, que concentra os comerciantes palestinos da cidade / Sant'Ana do Livramento – A "capital" da Palestina brasileira – A 424 km de Porto Alegre / A família Zeidan foi impedida de entrar na Palestina pelas autoridades israelenses em 2014. / Kafr Ni'Ma – Terra das famílias Zeidan e Hanini //
Na madrugada de 07/11/2016, o hotel que hospedava a equipe da CenaUm em Ramallah, foi invadido por 40 militares israelenses. / Portas arrombadas, bagagens e cofres revirados, os profissionais foram arrancados dos quartos sob a mira de armas, interrogados e fotografados. / O hotel foi depredado com o uso de motosserras, machadas e marretas. A tropa jogou bombas na rua. //

Ficha técnica


IDENTIDADES
Ordem de identificação:
Mohamed Dahla (comerciante, Comercial Buenos Aires, em Uruguaiana), 
Mustafa Dahla (empreendedor e estudante de Direito, filho de Mohamed Dahla), 
Talha Zeidan (comerciante, vive em Kafr Ni'Ma e Sant'Ana do Livramento),
Zuher Karajah (coletor de azeitonas; em árabe),
Rayyan Rayyan (advogado, sobrinho de Mohamed Dahla), 
Rielle Krajah (noiva de Rayyan Rayyan),
Maruf Salman (comerciante e um dos líderes da comunidade em Uruguaiana, chegou ao Brasil em 1956),
Mohamed Adel Salman (sobrinho de Maruf Salman),
Leandro Vieira Silva (ministro-conselheiro),
Roberto Maruf Salman (filho de Maruf Salman, de Uruguaiana),
Saleh Bujaa (comerciante e pioneiro da imigração palestina, deixou Saffa em 1953),
Munir Jadallah (amigo de Saleh Bujaa, de Canoas, foi comerciante em Brasília),
Abdallah Alqam (morador de Saffa; em árabe), 
Faez Ahmad Abbas (sobrevivente do campo de Al Ruweished, na Jordânia; em árabe), 
Salha Nassar (esposa de Faez Abbas, sobrevivente do campo de Al Ruweished, na Jordânia; em árabe e português), 
Ahmad Abu Awwad (morador do campo Al Fawwar; em árabe), 
Ahmad Al Amassi (professor, morador do campo Al Fawwar; em árabe), 
Hussam Othman Abdeen (membro da Autoridade Palestina em Al Khalil / Hebron),
Nedal Al Jaabari (administrador do Centro Histórico em Al Khalil / Hebron),
Antônio Badra (proprietário do Jornal A Plateia),
Adeeb Hanini (presidente da Sociedade Palestina de Sant'Ana do Livramento),
Fairuz Bujaa (advogada e integrante do Grupo Folclórico Terra, filha de Saleh Bujaa, de Canoas),
Adeeb Musa Bakri (empresário e proprietário da Ajyal Radio Network, morou em Porto Alegre),
Mohamed Musa Bakri (comerciante, veio para o Brasil em 1960),
Nasser Zeidan (empresário e chef),
Karima Zeidan (reside em Kafr Ni'Ma, a 12 km de Ramallah),
Mohamad El Hanini (comerciante e poeta em Sant'Ana do Livramento).
Narração inicial: Dinorah Araújo.

DIREÇÃO
Direção: Omar L. de Barros Filho.

ROTEIRO
Roteiro: Omar L. de Barros Filho.
Transcrição das entrevistas: Elisa Fernandes.
Tradução: Talha Zeidan, Nader Bujaa, Maher Jamil Abu Hwas.

PRODUÇÃO
Produção: Caco Schmitt.
Produção executiva: Gustavo Schmitt.
Coordenação de produção: Rosane Furtado.
Assessoria jurídica: Gilmar Dal'Osto Rossa.

FOTOGRAFIA
Filmagens Brasil
Direção de fotografia: Ivo Czamanski.
Operação de câmera A: Juliano Ambrosini.
Operação de câmera B: Gerson Silva.
Operação de câmera (Uruguaiana): Vinicius Cernicchiaro Barcelos.
Produção: Julio Venturella.
Fotografia de cena: Luiz Ávila.

Filmagens Palestina
Direção de fotografia: Juliano Ambrosini.
Operação de câmera A: Ivo Czamanski.
Produção / tradução: Talha Zeidan.

SOM
Som direto (BR): Cleverton Borges.
Gravação de áudio (narração?): Rafa Cambará.

MÚSICA
Direção musical: Eduardo Schmitt.
Trilha sonora original: Cuba Cambará.
Músicos: Cuba Cambará (teclados), Nando Rossa (guitarra), Gilberto Oliveira (baixo, violão), Rafa Cambará (gaita).

Músicas:
• "Flor palestina" (música, letra: Zé Caradípia) por Elisa Furtado (voz), Zé Caradípia (violão), Marcelo Pimentel (percussão), Nando Rossa (guitarra), Gilberto Oliveira (baixo) [tema de abertura]
• "Ares de saudade" (música, letra: Zé Caradípia) por Zé Caradípia (voz, violão)

ARQUIVO
Imagens históricas da Palestina: Arquivo PBC – Palestine TV.
Footage used under license from Shutterstock.com.
Fotografias: © UNHCR / Photographer.

FINALIZAÇÃO
Montagem: Marcos Wondracek, Eduardo Schmitt.
Assistência de montagem: Bel Cardoso.

Coordenação de finalização: Gustavo Schmitt.
Produção de finalização: Lud Flores.
Assistência de pós-produção: Lola Fleck.
Infografia: Ananias Lemes.
Coloristas: Daniel Dode, Gustavo Zuchowski, Leonardo Candian.

ACESSIBILIDADE
Roteiro de AD Audiodescrição: Mimi Aragón.
Consultoria de AD: Felipe Mianes.
LIBRAS Língua Brasileira de Sinais: Celina Xavier Neta.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Motion design: LA9 Motion.
Estúdio de tratamento de cor: Post Frontier (Porto Alegre).
Estúdio de mixagem de trilha original: Moai Produtora de Som.
Desenho de som, mixagem e masterização: Mosaico Cultural.
AD Audiodescrição: O Som da Luz Estúdio de Gravações Ltda. (Porto Alegre).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: CenaUm Produções (Porto Alegre).
Financiamento (BR): Chamada Pública BRDE/FSA PRODAV 01/2013 [Programa Brasil de Todas as Telas]. Recursos públicos geridos pela ANCINE Agência Nacional do Cinema. Investimentos do FSA Fundo Setorial do Audiovisual administrados pelo BRDE Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. Proponente: CenaUm Produções Ltda.. Valor: R$ 649.550,00; contemplado com o título: A Palestina.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Governo da Autoridade Palestina; Ministério das Relações Exteriores Brasil-Divisão de Oriente Médio; Embaixada da Palestina no Brasil / embaixador Ibrahim Alzeben; Representação do Brasil-Palestina / embaixador Francisco B. de Holanda; Ministério das Relações Exteriores da Autoridade Palestina; Ministério da Cultura da Autoridade Palestina; Administração de Al Kahlil; Prefeitura de Baitunia; ACNUR / ONU; UNHCR – The UM Refugee Agency; Associação Antônio Vieira (ASAV); Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul / Parque Zoológico de Sapucaia do Sul; Jornal A Plateia (Sant'Ana do Livramento); sheiks das mesquitas de Uruguaiana, Sant'Ana do Livramento, Porto Alegre e Kafr Ni'Ma; Modern University College (MUC); Infraero; Grupo Palestino Terra; Nader Alvez Bujah; José Carlos Asbeg; Baby Abrão; Fausto Giudice; Rede Tlaxcala de Tradutores.

FILMAGENS
Palestina
Jerusalém: Muro das Lamentações, Mesquita de Al Aqsa;
Ramallah, cidade sede da Autoridade Palestina, a 20 km de Jerusalém: ruas; Escritório do Itamaraty – Ramallah – Conselho de Cidadãos Brasileiros; Kalandia (checkpoint israelense, subúrbio); Ajyal Radio Network; Mausoléu de Yasser Arafat; 
Qbalan, terra de Maruf Salman;
Saffa, a 19 km de Ramallah; 
Al Khalil (Hebron), a 300 km de Jerusalém: Campo de refugiados Al Fawwar (subúrbio);
Belém, a 12 km de Jerusalém: Igreja da Natividade; em Beit Sahour (arredores);
Al-Bireh: ruas;
Kafr Ni'Ma, terra das famílias Zeidan e Hanini.

Brasil / RS, em
Uruguaiana, fronteira do Brasil com Argentina, a 677 km de Buenos Aires: ruas; Mesquita;
Canoas, a 17 km de Porto Alegre, cidade de forte presença palestina: Cemitério Islâmico; 
Sapucaia do Sul, a 30 km de Porto Alegre: Parque Zoológico; 
Sant'Ana do Livramento, a "capital" da Palestina brasileira, fronteira do Brasil com o Uruguay, a 510 km de Montevideo, a 424 km de Porto Alegre: ruas; Gráfica do Jornal A Plateia; Rádio UFCC 95.3; Mesquita; 
Porto Alegre, a 11.382 km de Tel Aviv, a 2.100 km de Brasília: Aeroporto Internacional Salgado Filho; R. Voluntários da Pátria, que concentra os comerciantes palestinos;
Torres, a 190 km de Porto Alegre.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:16:45
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação:
Formato de exibição:
Acessibilidade disponível: AD Audiodescrição + LIBRAS Língua Brasileira de Sinais.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: 12 anos.

OBSERVAÇÕES
Créditos: // ANCINE Agência Nacional do Cinema – 15 anos //

Títulos alternativos: La Palestina brasileña
Grafias alternativas: Vinicius Cernicchiaro | Cleverton William S. Borges | Texas Wondraceck | Celina Nair Xavier Neta | Omar L. de Barros Filho [= Omar Luiz de Barros Filho aka Matico] | Elisa Fernandes | O Som da Luz
Grafias alternativas (funções): Decupagem | Técnico de som | Performance musical | Auxiliar de montagem | Técnico de gravação de áudio

Exibições


• Canal Curta!, 12 jan 2018, sex, 20h

• Porto Alegre (RS), Cinemateca Capitólio, 7 abr 2018, sab, 19h30

• Gramado (RS), 46º Festival de Cinema de Gramado [17-25 ago]-Mostra Gaúcha de Longas-metragens, Palácio dos Festivais, 22 ago 2018, qua, 13h30

• Torres (RS), Cineclube Torres, Auditório J. A. Picoral Antigo Centro Municipal de Cultura (R. J. A. Picoral, 171), 4 out 2019, sex

• Porto Alegre (RS), Ciclo O que é o cinema gaúcho?, Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 11 maio 2022, qua, 19h (presença do diretor + Ivo Czamanski, Rosane Furtado, Zé Caradípia)

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
A Palestina brasileira. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1151/a-palestina-brasileira. Acesso em: 18 de abril de 2024.