Eles vieram de outro espaço (2019)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção
cor, 82 min

Direção: Leonardo Michelon.
Companhia produtora: Fantasma do Espaço

Primeira exibição: São Paulo (SP), MFL 18ª Mostra do Filme Livre [27 mar-22 abr]-Competitiva, CCBB Centro Cultural Banco do Brasil, 15 abr 2019, seg, 17h30

 

Eles vieram de outro espaço foi resumido da seguinte forma pelos organizadores do único festival de que participou: "Três brasileiros (um motorista, uma investidora e um operário) têm suas vidas balançadas após o encontro com seres extraterrenos". Um curioso crédito de abertura informa que "o filme é dedicado a Jesus Cristo". Mas o longa não se preocupa em esclarecer os seus mistérios, e tem um formato particular, com praticamente nenhum diálogo, movimentos de câmera pouco habituais e inserções de sons meta-diegéticos (que se referem ao psicológico dos personagens). As escolhas tornam a experiência de fruição mais desafiadora para o público, porque não acontece um efetivo aprofundamento acerca dos acontecimentos fantásticos sugeridos nem tampouco a exposição de suas consequências. Diante disso, o trabalho se situa numa fronteira entre filme de ficção científica e filme experimental, mais interessado na forma do que no conteúdo.

Alguns dos caminhos tomados pela direção ajudam a reforçar o aspecto inusitado dessas três histórias. Por vezes, a câmera fica parada, formando quadros nos quais nada de muito importante acontece durante vários minutos. Cenas que quebram o eixo da narrativa também aparecem, como a apresentação (em ritmo acelerado) da preparação de um lanche, ou da montagem de um carro em uma fábrica. Tais momentos surgem para interromper acontecimentos que estavam em andamento. Os contatos que se estabelecem com os ditos seres extraterrenos são mais sugeridos do que vistos, talvez para fazer o próprio espectador especular ou imaginar como as interações se dariam. A rigor, muito poucas informações são dadas sobre cada um dos três protagonistas: um motorista que circula pelas ruas sem um destino, uma investidora do mercado de ações que trabalha em casa, um operário que está pensando em mudar de emprego. Nada também será dito sobre os ditos seres espaciais. Trata-se de um grande quebra-cabeças, a ser resolvido por cada espectador.

O elenco é composto por apenas seis atores: Rodolfo Ruscheisnky, Bruno de Oliveira, Amanda Luz, Guilherme Novello, Esdras Nunes, além do próprio realizador, Leonardo Michelon, que também assina a produção, som, montagem e direção. Há três diretores de fotografia diferentes, para cada um dos três segmentos com os personagens abduzidos. São conhecidas exibições públicas durante a 18ª Mostra do Filme Livre de 2019, que neste ano circulou em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, num evento que se define como "o maior e melhor painel do cinema independente brasileiro". No ano seguinte foi disponibilizado no YouTube. É o primeiro longa-metragem de Michelon, formado pelo CRAV Curso de Realização Audiovisual da UNISINOS Universidade do Vale do Rio dos Sinos, e também responsável pela edição de Os Pássaros de Massachussetts (B. de Oliveira, 2019). A produtora Fantasma do Espaço, que tem canal no YouTube, envolveu-se em outros projetos semelhantes, como o curta O Planeta intruso que trará trevas (2018).

Sinopse


Dividido em três partes. Três brasileiros: um motorista, uma investidora e um operário tem suas vidas balançadas após o encontro com seres extraterrenos.

Sinopse desenvolvida:
Três pessoas caminham por um campo aberto em um dia de muito sol e calor. Na rua, intensa movimentação de carros e passagem de pedestres. Parado, um motorista suja o seu veículo com um líquido e precisa limpá-lo. Algumas horas mais tarde, de noite, o mesmo indivíduo circula pela noite, escutando rádio. Em um dado momento, ele estaciona o veículo, a fim de urinar e observa o céu, tomado por várias nuvens de fumaça mais à frente, por conta do barulho de uma fábrica. Após alguns giros, volta a estacionar, parecendo confuso sobre o seu rumo. Retoma a direção, agora passando a observar o que acontece ao seu redor de modo confuso. Vê luzes desfocadas, imagens sobrepostas, ritmo mais lento do que o normal.

Uma jovem mulher negra, usando óculos, observa a natureza. De noite, essa mulher atua como investidora do mercado financeiro, no seu quarto. Ela precisa escutar um debate de especialistas argentinos sobre as cotações das moedas internacionais e das conjunturas envolvidas (inflação, preços, taxa de desemprego). Após acompanhar o noticiário, a investidora fuma maconha, deitada em sua cama. O dia amanhece e uma mistura de sons é ouvida: dados financeiros (bolsa de valores, investimentos, PIB) se misturam com troca de informações pessoais (características físicas, relato de encontros afetivos). É a mesma voz que fala sobre tudo isso, de uma forma confusa.

Um operário aparece deitado no chão, cercado por embalagens de vários produtos. O trabalhador fecha o local, num começo de noite. Vai parar em uma lanchonete próxima e, depois, no Terminal Hidroviário de Guaíba, onde encontra um amigo. Os dois conversam sobre o futuro: o homem não está satisfeito no local em que trabalha, e cogita algum tipo de mudança. O interlocutor apoia a iniciativa do outro, ainda que dificuldades sejam citadas (a falta de diploma universitário, a ausência de conhecimentos numa área específica). O amigo menciona a importância de se "confiar em Deus". Posteriormente, o operário vai caminhar sozinho, no meio da madrugada, por um matagal. Depara-se com objetos de difícil identificação. Olha para o céu e para os itens. Algo vai acontecer.

Ficha técnica


ELENCO
Rodolfo Ruscheinsky,
Bruno de Oliveira, Amanda Luz, Guilherme Novello, Esdras Nunes, Leonardo Michelon.

DIREÇÃO
Direção: Leonardo Michelon.
Assistência (Parte 1): Rodrigo Bittencourt.

ROTEIRO
Roteiro: não creditado.

PRODUÇÃO
Produção (não creditado): Leonardo Michelon.
Produção executiva: Elena Sassi, Jonas Costa.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Bruno de Oliveira (Parte 1), Deise Hauenstein (Parte 2), Pedro Gossler (Parte 3).

SOM
Som: Leonardo Michelon.

MÚSICA
Músicas (não creditadas):
• "The Heart of the ocean (Radio Mix)" (música, letra: James Horner) por Mythos 'N DJ Cosmo [Álbum: The Heart of the ocean]
• "Nossa onda" por DJ Pezão [Álbum: 150 Bpm, a benção acelerada]

FINALIZAÇÃO
Montagem: Leonardo Michelon.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Fantasma do Espaço (Porto Alegre).

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Vicente Moreno, Kim Costa Nunes, Nica Fochesatto, Vanderlei Michelon, Carmen Michelon, Henrique Michelon, Olmiro Medeiros, Neli Medeiros.

Dedicatória: Este filme é dedicado a Jesus Cristo.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Porto Alegre; Guaíba.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:22:05
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação:
Formato de exibição:

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: 14 anos.
Contato: Leonardo Michelon.

OBSERVAÇÕES
Grafias alternativas: Bruno Oliveira (elenco) e Bruno de Oliveira (fotógrafo)

BIBLIOGRAFIA

Exibições


• São Paulo (SP), MFL 18ª Mostra do Filme Livre [27 mar-22 abr]-Competitiva, CCBB Centro Cultural Banco do Brasil, 15 abr 2019, seg, 17h30

• Brasília (DF), MFL 18ª Mostra do Filme Livre [16 abr-12 maio]-Competitiva, CCBB Centro Cultural Banco do Brasil, 5 maio 2019, dom, 15h

• Rio de Janeiro (RJ), MFL 18ª Mostra do Filme Livre [8 maio-3 jun]-Competitiva, CCBB Centro Cultural Banco do Brasil
Cinema 1, 12 maio 2019, dom, 15h (debate)
Cinema 2, 26 maio 2019, dom, 19h15

• YouTube, disponível desde 19 set 2020

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Eles vieram de outro espaço. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1221/eles-vieram-de-outro-espaco. Acesso em: 17 de junho de 2024.