Irmã (2020)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção
DCP, cor, 88 min

Direção: Luciana Mazeto, Vinícius Lopes.
Companhia produtora: Pátio Vazio; Flor de Lótus

Primeira exibição: Berlin (DE), Berlinale 70. Internationale Filmfestspiele Berlin [20 fev-1º mar]-Generation 14plus, Zoo Palast 1, 26 fev 2020, qua, 15h30
Primeira exibição RS: Porto Alegre (RS), Ciclo O que é o cinema gaúcho?, Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 3 nov 2021, qua, 19h

 

Irmã dá prosseguimento a um movimento perceptível no cinema gaúcho, a partir dos anos 2010. Nesse período, cada vez mais longas-metragens locais passaram a flertar com o gênero fantástico (horror, ficção científica, fantasia), acompanhando a onda detectada nacionalmente, vide as obras de Marco Dutra, Juliana Rojas ou Rodrigo Aragão. O filme narra a história de duas irmãs adolescentes, Ana (Maria Galant) e Julia (Anaís Grala Wegner), que estão sem um rumo certo. A mãe das meninas está internada num hospital, e ambas não podem contar muito com ela no momento. As duas, então, partem para a cidade de Mata, no interior do Rio Grande do Sul, a fim de reencontrar o pai, sumido da vida delas já há algum tempo.

O que Carlos (Felipe Kannenberg) foi fazer em Mata? Trata-se de um engenheiro agrônomo, que se casou novamente e parece ter sido atraído para a região em função de seu grande atrativo turístico: os dinossauros. Fósseis de dissinodontes (animais quadrúpedes, herbívoros e pastadores, com três metros de comprimento) foram localizados nas profundezas do solo local. Ao mesmo tempo em que se envolve com o trabalho na terra, o homem encontra muita dificuldade para se relacionar com as meninas. As brigas e discussões familiares envolvem um certo conflito de gerações, na medida em que Carlos adota um comportamento à moda antiga, que visa superproteger as garotas. Ana e Julia, por sua vez, estão mais sintonizadas com a autonomia e a liberdade ensejada pelo movimento feminista, questionando atitudes do pai – como chamar a companheira de "minha mulher" e não esposa. Sua ausência também não é perdoada.

Em meio a esses conflitos, entram em cena os elementos fantásticos. Ana e Julia, por exemplo, possuem uma forte conexão mental e emocional – a ponto de conseguirem se comunicar entre si através da telepatia. O que elas falam entre si, sem verbalizar as palavras, aparece na tela no formato de legendas. Cenas em flashback, por sua vez, demonstram que a mãe das garotas possui certos dons ou habilidades especiais, que podem ter sido transmitidos para as filhas. Quem mais demonstra ter herdado esses poderes é a pequena Julia. Com cerca de 12 anos de idade, a pequena é capaz de movimentar grande quantidade de vento através de um simples grito. Ou de sintonizar canais de TV sem o uso de controle remoto. À medida que a tensão entre todos cresce, um asteroide está a caminho da Terra – sendo capaz de provocar a mesma destruição da época dos dinossauros.

Este é o primeiro longa-metragem escrito e dirigido pela dupla Luciana Mazeto e Vinícius Lopes, que se formou pelo TECCINE da PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Eles são sócios da produtora Pátio Vazio – junto com Leandro Engelke, da mesma turma de Vinícius no curso de Produção Audiovisual – também responsáveis por Despedida (2021). Na ficha técnica de Irmã estão ainda os colegas de turma João Pedro Madureira e Kevin Agnes. É a geração universitária aparecendo com bastante vigor e trânsito internacional. Já a Flor de Lotus Produções Artísticas Ltda. é uma produtora fundada em 2011 por Felipe Kannenberg, que também atua como o pai das meninas – ele é mais lembrado como o protagonista atormentado de Menos que nada (C. Gerbase, 2012). Irmã fez o circuito de festivais, com estreia em Berlin – selecionado para a mostra Generation 14plus – e passagens pela Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e San Diego Latino Film Festival.

Sinopse


Os olhos de duas meninas. Julia está entrando na pré-adolescência, enquanto Ana é uma jovem na faixa de 20 anos. Elas estão observando uma exposição interativa, que as conecta com cenas de Porto Alegre e do espaço. Na sequência, ambas iniciam uma viagem até o interior do Rio Grande do Sul, de ônibus. No veículo, elas conversam sobre assuntos como casamentos arranjados entre homens e mulheres. Estão indo encontrar o pai, que há muito tempo não veem. Sobre as expectativas da viagem, Ana informa que a região abriga antigos fósseis. As meninas demonstram bastante entrosamento e cantam juntas, ao longo do trajeto, mas demonstram ansiedade com o reencontro familiar.

A irmã mais nova sonha com a mãe, que aparece controlando um objeto que se assemelha a um meteoro. A manchete de um jornal impresso informa que um asteroide está a caminho da Terra. Na chegada à pequena cidade do interior, surge uma imensa estátua de um dinossauro. Ana e Julia começam a conhecer a região, indo tomar um banho de cachoeira. Nesse momento, elas iniciam uma comunicação não verbal, que versa sobre as origens de uma gruta: poderia ter sido habitada por uma santa ou uma bruxa. As garotas refletem sobre o tempo de existência de formações rochosas, especulando que teriam cerca de milhões de anos. Dessa forma, essas rochas permaneceriam por ali muito tempo após a morte delas. Estranhos barulhos conduzem as jovens para o interior de uma floresta.

Em um bar, Ana e Julia deparam-se com Carlos, seu pai. A conversa aborda o crescimento das moças, e o fato da mãe delas estar no hospital. Carlos diz estar feliz com a visita, mas a conversa é fria e protocolar, marcada pela desconfiança de Ana com relação ao comportamento do progenitor, há bastante tempo ausente da família. O homem mora junto com outra mulher. Quando a noite chega, Ana resolve sair para se divertir, numa casa noturna próxima. Ela canta, dança e conversa com um rapaz. A contragosto, é obrigada a levar a irmã pequena, que tenta se enturmar. No dia seguinte, Carlos reprova o comportamento de Ana, que estaria sendo alvo de comentários maliciosos na cidade. Um telefonema de Porto Alegre informa que a mãe das meninas morreu. O pai consola a filha mais velha, e que garantir a sua permanência no interior, com toda a assistência necessária. Ana é reticente, e tenta convencer Carlos a assinar um documento que lhe daria a guarda de Julia.

Toda essa discussão é observada à distância por Julia, que consegue acompanhar as conversas através de um monitor de televisão. O aparelho reproduz as conversas como se elas fossem parte de uma programação de um canal, misteriosamente. As horas passam e a família decide rumar para Porto Alegre, a fim de resolver os trâmites do velório da mãe. Dentro do carro, Carlos e Ana seguem discutindo, com a filha defendendo a sua autonomia, ao passo que o pai afirma ter responsabilidades sobre sua criação. Quando Carlos sugere que Ana vá embora, deixando-o com a posse de Julia, Julia dá um forte grito, afirmando que não vai se separar de Ana. No mesmo instante, o asteroide que estava programado para cair da Terra se aproxima e vem na direção do carro da família. Carlos morre na explosão, ao passo que Ana e Julia permanecem vivas, observando o incêndio e se comunicando através de uma conexão mental. Por não querer ficar sozinha, Julia diz que "acabou com tudo, ou ao menos uma parte".

Ficha técnica


ELENCO
Maria Galant (Ana),
Anaís Grala Wegner (Julia),
Felipe Kannenberg (Carlos),
Marina Mendo (Irene),
Nicholas Perlin (Pedro), Otávio Diello (Ernesto), Almir Almeida (Dono do bar), Alessandro de David (Homem na festa).
Figuração: Afonso Vieira, Alícia de David, Alexandra Simioni, Alexia Garcia Fontana, Ana Vitória Simioni, Anderson Garcia da Cruz, Anderson Wuensch Malgarin, Andréa Franchi Lima, Bárbara Franchi, Cristiane Balk, Dalva Fantoni, Débora Balk, Doracília dos Santos Machado, Dóris Franchi, Eder Ramos, Eduardo Ferreira, Eliane Figueira, Elias Barbosa Zambeli, Erotides Cezar Machado, Élida Bevilaquia, Gabriel Rabelo, Gabriela Vargas, Gustavo Diello, Helaine Dambrós, Iracema Maurer, Jaqueline Vidikin, Jeferson Rodrigo Londero, João Marcelo Dornelles Alves, João Lucas Amaral Galina, João Pedro Spolaor, Joceline de Moura Witt, Jorge Witt, Katiane Pereira Weschenfelder, Kauane Folgerini, Laís Franchi, Lenir Bruning, Levi Kurrle, Liane Helena Ambrós, Lisandro Machado Bevilaqua, Lorenzo Schutz de Almeida, Mari Kurrle, Marcia Taschetto Steindorff, Miguel Tasquetto da Silva, Renato Novak, Rita Tereza Bastiani, Roselei Fulgearini, Tânea Maria Franchi, Valdecir Maurer, Valter Batista Friggi, Vane Moreira, Vera Bock.

DIREÇÃO
Direção: Luciana Mazeto, Vinícius Lopes.
Assistência de direção: Eduardo Piotroski.
Preparação de elenco: João Pedro Madureira, Eder Ramos.
Psicóloga consultora: Alice Stepansky.
Direção de figuração: Eder Ramos.

ROTEIRO
Roteiro: Luciana Mazeto, Vinícius Lopes.
Tradução: Leandro Engelke.

PRODUÇÃO
Produção: Jaqueline Beltrame, Leandro Engelke, Luciana Mazeto, Vinícius Lopes.
Produção associada: Eduardo Piotroski.
Produção executiva: Jaqueline Beltrame.
Direção de produção: Leandro Engelke.
Assistência de produção: Ana Raquel Pinzon.
Produção de elenco: João Pedro Madureira, Leandro Engelke.
Motorista: Fernando Lise.

Assessoria jurídica: Patrícia Dias Goulart.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Carine Wallauer.

Gaffer: Caio Rodrigues.
Elétrica: Eduardo 'Jr' Ferreira.

Fotografia de cena: Eder Ramos, Ana Raquel Pinzon.
Making of: Ana Raquel Pinzon.

ARTE
Direção de arte: Gabriela Burck.
Primeira assistência de arte e contrarregragem: Eder Ramos.
Segunda assistência de arte: Clarissa Virmond.
Confecção de objetos: Camila Proto, Gabriela Burck.
Confecção de peças gráficas: Ana Raquel Pinzon, Kevin Agnes, Patrick Arozi.

Figurino: Gabriela Burck.

SOM
Som direto: Kevin Agnes.

MÚSICA
Músicas originais:
• "Keep on this Lisa" (Kevin Agnes)
• "Overrite" (Kevin Agnes)

Músicas licenciadas:
• "Eu menti pra você" (música, letra: Karina Buhr) por Maria Galant e Anaís Grala Wegner // Música gentilmente cedida pela autora
• "The War's dancing floor" (música, letra: Karina Buhr) por Karina Buhr // Fonograma gentilmente cedido pela autora
• "O Riso e a faca" (música, letra: Tom Zé) por Anaís Grala Wegner // Editora Musical Corisco Ltda. / copyright 1969
• "Space travel" (A. Troshanin) // (AZ_Tunes) / Licenciado por Envato Market
• "80s Synth" (N. Kitaeva) // (Arthaiz) / Licenciado por Envato Market
• "80s outrun" (N. Kitaeva) // (Arthaiz) / Licenciado por Envato Market
• "To suspense" (N. Kitaeva) // (Arthaiz) / Licenciado por Envato Market
• "Selling the drama" (H. Maroni) // (Sonicgroove) / Licenciado por Envato Market
• "Driving 80s synthwave" (C. Mckee) // (Rocklab) / Licenciado por Envato Market
• "Botoneando pelos cantos" (Tomás Savaris, Rafael Scopel) por Yangos // Licenciada por Kiviii / www.kiviii.com.br

Este filme utiliza a seguinte trilha do Freesound:
• Fragments of Rachmaninoff on Synth Pad.
• Rachmaninoff Bacarolle on airy Synth Pad.
• Pelo usuário [freesound.org/people/...]

FINALIZAÇÃO
Montagem: Luciana Mazeto.

Artista digital: Taísa Ennes.
Efeitos visuais: Rafael Duarte.
Colorista: Rafael Duarte.
Legendagem: Luciana Mazeto.

Desenho de som e mixagem: Kevin Agnes.
Foley e efeitos de som: Gabriel Portela.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Estúdio de finalização de imagem: Machina Filmes (Porto Alegre).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Pátio Vazio (Porto Alegre).
Produção associada: Flor de Lótus (Novo Hamburgo).
Apoio: Locall; Prefeitura de Mata; Casa de Cinema de Porto Alegre; Citral Transporte e Turismo S.A.; Goethe-Institut Porto Alegre; GusGus Cinema; Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo; Machina Filmes; Hub Final.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos especiais: Jeferson Luiz da Silveira Saurin, Karina Buhr, Neusa Martins, Pitti Sgarbi, Sergio Roni Bruning, Tânea Maria Franchi, Tom Zé.
Adair Gass, Adelar Mazeto, Adriano Fredrich, Alceu Dall'Agnol, Bar Lodetti, Cesar Fantinel, Cláudio Miguel Sobucki, Claus Herzer, Clube Recreativo e Esportivo Matense, Eva Joana Piotroski, Gilda Maria Dias, Gustavo Diello, Gustavo Spolidoro, Gustavo Telles, Isaac Rafael Wegner, Isabel Waquil, Jardim Paleobotânico de Mata, Katiane Weschenfelder, Kelli Grala Dias, Lady Barroso da Silva, Laura Barroso da Silva Fredrich, Lauro José Engelke, Leilane Fontes Beltrame, Leticia Hübner Mazeto, Liziane Lodetti, Lari Alvina Hübner, Luis Oscar Wolowski Marques, Marina Ludemann, Maximiano Beltrame, Museu Municipal Padre Daniel Cargnin, Nicolau Antonio Frigi Perlin, Nora Goulart, Otília Denardi Lodetti, Paleon Hotel, Roseni Guedes Perlin, Sandro Castro, Vanusa Barroso da Silva, Wilton Soares Martins.
Agradecimentos: Adriana Canto, Ana Maria Haesbaert, Atelier Selmo Ramos, Bombeiro Leandro, Bruna Dihl, Calebe Daniel, Cinemateca Capitólio, Cris Rosa Burck, Daniela Menegotto / Lança Filmes, Eduardo Schaan, Eloir José, Estância Província de São Pedro, Eyxo, Fábio Márcio da Silva, Facundo Nahuel Gomez, Fernanda Hartmann, Francisco Vasques, Galo de Briga, Henrique Wuters, Ilse Hütten, Julio Cavani, Karolina Saurin, Liana Guterres Galant, Lucas França, Luis Fernando Martins, Maria Luíza Madureira, Miguel Soll, Nicky Klopsch, Paula Krause, Paulo de Carvalho, Rádio Comunitária Matense, Ricardo Alexandre Adami Farias, Silvânia Vasques, Simone Buttelli, Simone Forgiarine, Silvia Tascheto Fulgearini, Tavinho Teixeira, Tereza Freitas, Thiago Gai, Tomás Fleck, Valter Batista Friggi, Zuleika Escobar.

FILMAGENS
Brasil / RS, nos municípios de Mata; Maquiné; Novo Hamburgo; Gravataí; e Porto Alegre.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:27:31
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação:
Formato de exibição: DCP

DIVULGAÇÃO
Assessoria de comunicação: Bruna Paulin / Assessoria de Flor em Flor (Porto Alegre).
Ilustração: Martina Nickel.
Design gráfico: Leo Lage.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
Distribuição: Elo Company (São Paulo).
Contato:

OBSERVAÇÕES
Cf. créditos finais: // Irmã – 2020 //
Flor de Lótus Produções Artísticas Ltda. é empresa de Felipe Kannenberg.

Títulos alternativos: Sisters in the end of the world
Grafias alternativas: Patrícia Goulart | Wilton Martins
Grafias alternativas (funções): Still | Cor [= Colorista]

BIBLIOGRAFIA

Exibições


• Berlin (DE), Berlinale 70. Internationale Filmfestspiele Berlin [20 fev-1º mar]-Generation 14plus,
Zoo Palast 1, 26 fev 2020, qua, 15h30
Cubix 8, 27 fev 2020, qui, 17h
CinemaxX 1, 29 fev 2020, sab, 17h
Urania, 1º mar 2020, dom, 13h

• São Paulo (SP), 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo [online; 22 out-4 nov 2020]-Mostra Brasil-Competição Novos Diretores

• San Diego, CA (US), 28th San Diego Latino Film Festival [11-21 mar, online]-Narrative Feature + Spotlight Films + ¡Viva Mujeres!, 14 mar 2021, dom, 18h30-22h30 + 18 mar, qui, 17h45-21h45

• Porto Alegre (RS), Ciclo O que é o cinema gaúcho?, Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 3 nov 2021, qua, 19h

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Irmã. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1261/irma. Acesso em: 22 de maio de 2024.