Cavalo de santo (2021)

Brasil (RS-RJ)
Longa-metragem | Não ficção
cor, 71 min

Direção: Mirian Fichtner, Carlos Caramez.
Companhia produtora: Cubo Filmes; Estação Filmes; Pluf Fotografias; Caminho do Mar Soluções Culturais

Primeira exibição: Porto Alegre (RS), Facebook, 16 abr 2021, sex, 20h (online)
Primeira exibição RS presencial: Bagé (RS), 12º Festival Internacional de Cinema da Fronteira [17-19 dez]-Mostra Competitiva Internacional de Longas-metragens, Centro Histórico Vila de Santa Thereza-Teatro Santo Antônio (Av. Visconde Ribeiro de Magalhães), 18 dez 2021, sab, 22h (presença da direção)

 

O documentário audiovisual Cavalo de santo, inspirado no livro homônimo da fotógrafa Mirian Fichtner, teve seu lançamento de forma virtual em 16 de abril de 2021, sexta-feira, às 20h. A partir das 19h30, uma live de apresentação com a participação dos autores e convidados no facebook. O filme é fruto de  dez anos de pesquisas entre os terreiros gaúchos e retrata o universo religioso afro-brasileiro no Rio Grande do Sul. Dirigido por Fichtner e pelo jornalista e produtor cultural Carlos Caramez – também responsável pelo roteiro – e finalizado pela Cubo Filmes, o longa mostra a presença africana no segundo estado brasileiro mais branco do país. Cavalo de Santo apresenta a diversidade, de forma abrangente, das principais linhas da fé cultuadas pelo povo de religião no sul, com suas características e diferenças em relação aos rituais que ocorrem no restante do Brasil.

É a estreia de Mirian Fichtner e Carlos Caramez na direção. Segundo a fotógrafa, "o maior desafio enfrentado foi transpor a linguagem fotográfica, a densidade das cores do livro para a narrativa cinematográfica". Cavalo de santo apresenta o complexo das religiões afro-gaúchas, destacando o batuque, a umbanda e a quimbanda, com suas características e peculiaridades regionais, e conta com a participação de nomes importantes da ancestralidade religiosa afro-brasileira no sul. Além disso, aborda a história e a formação das religiões, o racismo, a intolerância religiosa no Rio Grande do Sul e as diversas formas de luta do povo de religião para preservar seus cultos e manter sua fé.

Com depoimentos de antropólogos e sociólogos, teve como ponto de partida os dados do IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísitica de 2000 e 2010, que apontaram o Rio Grande do Sul como o estado com maior número de terreiros e de fiéis declarados pertencentes a esse segmento religioso, proporcionalmente ao número da população nacional. Já o mapa das religiões elaborado em 2011 pela FGV Fundação Getúlio Vargas confirmou Porto Alegre como a capital das religiões afro no Brasil. egundo seus diretores, "pretendemos através do filme dar voz e protagonismo aos personagens do livro. Ouvir suas rezas, seu batuque, mostrar a cultura exuberante e conhecer a vida pulsante dos terreiros gaúchos. Uma forma de preservar os saberes e memórias dessa cultura imaterial, afro-brasileira no Rio Grande do Sul, transmitida pela oralidade da ancestralidade negra no Estado".

Mirian Fichter é formada em jornalismo pela Famecos-PUCRS, em 1984. Carlos Eduardo Caramez, nascido em Cruz Alta, vai para Porto Alegre estudar jornalismo onde se forma na UFRGS. É autor da trilogia Poemas incuráveis. No Rio de Janeiro os dois atuam longamente com fotografia, jornalismo e produção cultural.

Sinopse


Letreiros:

// Festa de Oxum – Porto Alegre – RS // A procissão para Oxum acontece na orla do Rio Guaíba há mais de 25 anos. //
// Antonio Carlos de Xangô (1946-2020) Alabê e Babalorixá //
// A Festa de Oxum é comemorada no dia 8 de dezembro e faz parte do calendário oficial de eventos da cidade. // O monumento a Oxum na praia de Ipanema é o local onde se realiza a festa. // Pai Cleon de Oxalá – Saudação na abertura da Festa de Oxum // A praia de Ipanema fica lotada com os devotos de Oxum. // A Festa de Oxum em Porto Alegre é considerada uma das maiores da América do Sul. // Mais de 30 mil pessoas e centenas de terreiros, anualmente, participam deste evento. // Orquestra de alabês // Nas areias da praia de Ipanema, milhares de pessoas vão celebrar a fé e levar oferendas no dia de Oxum. // Cerimônia de entrega da mesa de oferendas para Mãe Oxum às margens do Rio Guaíba //

Depoimentos.

// Imagens do livro Cavalo de santo // Porto Alegre – Capital do Rio Grande do Sul // Mercado Público de Porto Alegre (fundado em 1844) tombado pelo Patrimônio Histórico // Festa em comemoração ao Bará do Mercado. // [FOTO: Príncipe Custódio (príncipe de Ajudá, Golfo da Guiné, África, 1832 – Porto Alegre, 1935) //

// 1ª Cavalgada pela Consciência Negra // Igreja das Dores – Construída pelos escravos // Prefeitura Municipal de Porto Alegre // FOTOS: Pai Antônio, de Mãe Ieda de Ogum // Obra de Pai Ricardo de Oxaguiã // Pinturas de Valter Aums no Ilê dos Orixás – São Leopoldo / RS) // Ile Nação Oyó de Mãe Ieda de Ogum – Porto Alegre – RS) //

// Centro Espírita de Umbanda Ogum Beira-mar e Pombagira Cigana, Rio Grande – RS) //
// Giba Giba (1940-2014) (músico e compositor) // Visceral Brasil – As veias abertas da música – Plural Filmes //

// Rio Grande – Cidade berço da civilização gaúcha // Mercado Público de Rio Grande – Local onde eram vendidos os negros escravizados //
// Debret – Cena campeira das charqueadas na província de São Pedro – RS – 1820 //
// Mural do Negrinho do Pastoreio – Lenda do folclore gaúcho – Aldo Locatelli (1915-1962) //
// Cenas Concerto campestre //
// RS negro – Doc Sou 2010 //
// Pelotas – Rio Grande do Sul //
// [FOTOS] Acervo Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul //
// [FOTOS de Lunara] Acervo Museu de Porto Alege Joaquim Felizardo //
// [FOTOS] Acervo Eduardo Arriada – Pelotas – RS//
// [FOTOS] Acervo Museu de Porto Alege Joaquim Felizardo // Mãe Rita //
// Imagens TVE RS – Escrito em faixa: VII Marcha Estadual Zumbi dos Palmares contra todas as formas de violência racial – 20/11/2013 //
[notícias sobre sacrifício de animais] // FOTO: Assembleia Legislativa RS – Manifestações contra o PL21/15 //
// Julgamento no STF sobre sacrifício de animais em rituais religiosos 09 de agosto de 2018 // Carmem Lúcia chama Hédio Silva Jr. // Hédio Silva Jr. // Imagens TV Justiça // Ministra Cármen Lúcia (STF) // Min. Dias Toffoli (presidente do STF), 28 de março de 2019 //
// Protesto em Porto Alegre pelo assassinato do tamboreiro João Alberto (Beto) em 20/11/2020, dia da Consciência Negra no Brasil // Ato ecumênico e inter-religioso com a participação de Baba Diba de Iyemonjá // Imagens Alass Derivas //
// Imagem: Faixa: Titulação do quilombo da família Silva um marco na luta por reparação – 1º quilombo urbano titulado no Brasil 25.09.2009 – Construindo a história do povo negro no Brasil //
// FOTO de Oliveira Silveira //
// ARQUIVO: Oliveira Silveira //
// 1º ato evocativo do 20 de Novembro – 1971 Clube Marcílio Dias – Porto Alegre //
// RS negro doc Sou – 2010 //
// Poema: Batuque, de Oliveira Silveira [lido por] Ronald Augusto //
// ARQUIVO: Mestre Borel de Xangô //
// Acervo Museu da Comunicação Hipólito José da Costa //
// ARQUIVO: Giba Giba, Mestre Borel // Acervo Claudinho Pereira //
// Pingo Borel //
// Richard Serraria // [destaca Oliveira, Giba Giba e Mestre Borel]
// FOTOS: Mãe Teresa de Ogum – Ilha da Pintada – RS // Centro de Umbanda Reino de Yemanjá e Oxossi – Ilha da Pintada – RS // Mestre Borel e família – Restinga – POA – RS //
// Amalá é o prato predileto do Orixá Xangô //
// Batuque // Ritual de limpeza espiritual // Ritual de casamento // Batismo na umbanda //
// Representação artística dos orixás Terreiro Reino de Oxalá – Porto Alegre – RS //
// Terreiro Reino de Oxalá – Porto Alegre – RS //
// Dança dos orixás na festa de Oxum – Grupo Oduduá de Mãe Inayá de Oxum – Porto Alegre – RS //
// Pai Cleon de Oxalá (1939-2021) Reino de Oxalá (fundado em 1959) //
// Reino de Oxalá – Porto Alegre – RS // Início da obrigação dos 58 anos da fundação Reino de Oxalá // Ritual de purificação dos filhos // Apresentação dos filhos para os Orixás da casa // Preparação de oferendas para os Orixás // Pai Cleon – Mesa de Ibeji – Reino de Oxalá // Pai Eduardo de Xapanã – Confirmação da obrigação com a mesa para as crianças // Comemoração dos 58 anos da fundação do Reino de Oxalá // Início da invocação dos Orixás para a festa //
[continua...]

Ficha técnica


IDENTIDADES
Ordem de identificação:
Zulu Araújo (arquiteto e gestor cultural, ex-presidente da Fundação Palmares),
Marcelo Neri (economista, diretor da FGV Fundação Getúlio Vargas e responsável pelo Mapa das religiões),
José Carlos dos Anjos (antropólogo e professor de sociologia da UFRGS),
Milton Guran (antropólogo e fotógrafo),
Bàbá Hendrix de Òrúnmilá (Babalorixá e doutor em Teologia),
Iyá Sandrali de Oxum (coordenadora do GT Mulheres de Axé, RENAFRO/RS),
Alemão Peixoto (comerciante de produtos afro-religiosos Casa São Sebastião, Porto Alegre),
Baba Diba de Iyemonjá (Babalorixá do Ilê Ase Iyemonjá Omi Olodó),
Mãe Ieda de Ogum (Ilê Nação Oyó, Porto Alegre),
Pai Diego de Oxóssi,
Sergius Gonzaga (professor e ex-secretário da Cultura de Porto Alegre),
Alberto da Costa e Silva (escritor),
Ari Pedro Oro (professor de Antropologia da UFRGS),
Hédio Silva Jr. (doutor e mestre em Direito),
Ronald Augusto (poeta, músico e ensaísta),
Pingo Borel (Alabê, filho e seguidor de Mestre Borel),
Richard Serraria (poeta, ensaísta e cancioneiro),
[falta identificar ordem:] Mãe Ana de Oyá, Pai Neco de Oxalá, Pai Nilo de Xangô, Pai Ricardo de Oxum
Apresentação da Festa de Oxum (Porto Alegre): Pai Mozart de Iemanjá.
Apresentação da procissão de Iemanjá (Praia do Cassino, Rio Grande): Charles Saraiva.
Arquivo: Oliveira Silveira (1941-2009, professor, poeta e pesquisador), Mestre Borel de Xangô (1909-2011, Babalorixá, Alabê, pesquisador e escritor), Giba Giba

DIREÇÃO
Direção: Mirian Fichtner, Carlos Caramez.

ROTEIRO
Baseado no livro Cavalo de santo, de Mirian Fichtner.
Pesquisa: Mirian Fichtner, Carlos Caramez.
Degravação: Constance Laux, Augusto Girotto, Elisa Fernandes.
Roteiro: Carlos Caramez.
Versão para o inglês: Augusto Girotto, Elisa Fernandes.
Revisão de legendas e créditos: Marília Fichtner.

PRODUÇÃO
Produção executiva: Claudio Fagundes, Carlos Caramez.
Produção: Rene Goya Filho, Claudio Fagundes, Carlos Caramez.
Gerenciamento de produção: Silvia Pithan / Cubo Filmes; Vivian Schäfer / Estação Filmes.
Produção de locação (RJ-RS): Mirian Fichtner.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Mirian Fichtner.
Operação de câmera: Mirian Fichtner, Rafael Wilhelm, Rene Goya Filho, Rafael Roso Berlezi, Alexandre Derlam, Gustavo Schmitt, Vinicius Cernicchiaro Barcelos, Douglas Matos, Claudio Fagundes.
Operação de drone: Felipe Barbosa / Zoo Vídeo.

SOM
Som direto: Bernardo Waschburger, Lauro Maia, Luciano Garofalo Leite, Frank Solari, Rodrigo Rheinheimer.

MÚSICA
Direção musical: Carlos Caramez.
Músicos convidados: Mestre Borel de Xangô, Alabê e Babalorixá Antônio Carlos Xangô, Grupo Alabê Ôni, Giba Giba e Grupo (Visceral Brasil), Pai Neco de Oxalá, Nina Fola e grupo AfroEntes, Nelson Coelho de Castro, Pingo Borel, Pablo / Urumi na Festa de Iemanjá (Praia do Cassino).
Tamboreiros: Ilê dos Orixás, Ilê Asé Iyemonjá Omi Olodô (41ª Festa de Iemanjá, Praia do Cassino, 2016); comemoração do Bará do Mercado, Reino de Oxalá, Ilê Nação Oyó, 7º e 12º Encontro de Quibandeiros.

Músicas:
• "Oshún". Arranjo: Pingo Borel e Alabê Ôni // Domínio público [Abertura]
• "Sonho de Milonga" (Gilberto Amaro do Nascimento) por Giba Giba (voz, sopapo), Marco Farias (teclado, voz), Felipe Nasciso (baixo, voz), Edu Nascimento (percussão, voz), Djalma Farias (violão), Duda Cunha (bateria)
• "Saravá" (Nina Fola, Pamela Ieda Muniz) por Nina Fola (voz), Vagner do Rosário (percussão), Vladimir Rodrigues (guitarra), Nilson Tokumbo (baixo)
• "Alabê Ôni" por Pingo Borel (tambor ilú e canto ioruba), Mimmo Ferreira (sopapo e responsório), Richard Serraria e Tuti Rodrigues (agê e responsório) // Domínio público

• O Berço do batuque no RS
• Mestre Borel
• Toques e cantos da Nação Oyó – Idjexá
• Alabê Ôni

• "Oshún". Arranjo: Pingo Borel e Alabê Ôni // Domínio público
• "Iemandjá". Arranjo: Pingo Borel e Alabê Ôni // Domínio público
• "Ogún". Arranjo: Pingo Borel e Alabê Ôni // Domínio público [Encerramento]

ARQUIVO
As fotografias do filme são de Mirian Fichtner. Exceto as fotos do Ato Ecumênico e inter-religioso de Alass Derivas e acervos dos museus
Fotografias: Mirian Fichtner / Pluf Fotografias.
Arquivos de imagens: Prefeitura de Rio Grande; imagens de drone; Acervo TVE RS; Acervo TV Assembleia Legislativa RS; Acervo TV Justiça (DF); Acervo Eduardo Rocha; Acervo Monumenta (RS); Acervo Oliveira Silveira; Acervo da Biblioteca Rio-grandense (Rio Grande); Acervo Museu Júlio de Castilhos; Acervo Museu Henrique Vebel; Acervo Museu da Comunicação Hipólito José da Costa; Acervo Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo; Arquivo Cena Um / Gustavo Schmitt; Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul; Arquivo Claudinho Pereira; Arquivo Pluf Fotografias / Mirian Fichtner; Arquivo Alass Derivas; Cápsula Filmes; Estação Filmes; Arquivo Kizomba; Festa de Quimbandeiros / Arquivo Grande Axé; Festa de Quimbandeiros / Coletivo Catarse; imagens Mestre Borel / Arquivo Donos da Noite.
Filme: Concerto campestre (Henrique de Freitas Lima, 2003) // Cinematográfica Pampeana.
Filme: Sou (2010, vídeo documentário) // Acervo RS Negro.

FINALIZAÇÃO
Montagem: Lucas Miralha, Guilherme Moreno.
Montagem final: Jorge Bazzo, Claudio Fagundes.
Edição: Claudio Fagundes, Carlos Caramez.
Edição de depoimentos: Carlos Caramez.

Coordenação de pós-produção: Claudio Fagundes, Carlos Caramez, Rosane Furtado.
Computação gráfica: Cedrique Borgias.
Correção de cor: Daniel Dode / Tapemotion.
Colorização final: Mauris Hansen / Cubo Filmes.
Finalização: Bruno Freitas, Gustavo Arruda, Nicolas Berghan / Tapemotion; Jorge Bazzo, Claudio Fagundes / Cubo Filmes.

Edição de som e mixagem: Rafael Rhoden / Fly Áudio Produtora (Porto Alegre).
Edição de som e mixagem final: Zeco Darde / Cubo Filmes.

Autoração: Rafael Roso Berlezi / EXP Transmídia.

ACESSIBILIDADE
Montagem de AD Audiodescrição: Bruno Klein.
Narração: Elisa Fernandes.

Tradução e interpretação em LIBRAS Língua Brasileira de Sinais: Flávia Frassa.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Fabricação do DVD: Disc Press Comércio Fonográfico Ltda. (Porto Alegre).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Cubo Filmes (Porto Alegre).
Coprodução: Estação Filmes (Porto Alegre); Pluf Fotografias (Rio de Janeiro); Caminho do Mar Soluções Culturais (Porto Alegre).
Financiamento (BR): Chamada Pública BRDE/FSA PRODAV 12/2014. Recursos públicos geridos pela ANCINE Agência Nacional do Cinema. Investimentos do FSA Fundo Setorial do Audiovisual administrados pelo BRDE Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. Proponente: Estação Elétrica Produção de Cinema e Vídeo Ltda.. Valor: R$ 156.000,00.
Financiamento (BR/RS): Edital SEDAC nº 09/2020 – Produções Culturais e Artísticas. Recursos da Lei Aldir Blanc Lei nº 14.017/2020. Realização: SEDAC Secretaria de Estado da Cultura / Governo do Rio Grande do Sul; Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo / Governo Federal – Brasil – Pátria amada.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos especiais: Celeste Fichtner, Silvio Tendler, Rene Goya Filho, Baba Diba de Iyemonjá, Pai Neco de Oxalá e Mãe Ana de Oyó, Pai Dejair de Ogum, Pai Diego de Oxóssi, Zulu Araújo, Milton Guran, Marcelo Neri / FGV, Claudinho Pereira e Preta Pereira, Fernando Keiber, Claudio Fagundes, Emílio Chagas, Richard Serraria, dr. Hédio Silva Jr., Rosane Furtado.
Agradecimentos: Ana Carolina Fernandes, Aline Kusiak, Alice Barroca, André Cypriano, Alexandre Sant'Anna, André Vilaron, Alberto e Rafael Flores / Jornal Grande Axé, Caco Schmitt / Cena Um, Carlos Carvalho / FestFotoPoa, Charles Saraiva, Cláudio Brito, Cristianne Rodrigues, Daniel Dode, Diógenes Moura, Daniel de Andrade, Denise Camargo, Edinho Galhardi, Eugênio Sávio, Festival de Fotografia Tiradentes, Eliane Brum, Eny Miranda, Stela Grisotti, Eduardo Muniz, Fábio e Cillo Hummes, Frank Solari, Fernando / Festpoaliterária, Fernando Coelho / SIC, Glaucia Ribeiro, Guto Obafemi / Africamamente, Guilherme Moreno, Henrique de Freitas Lima, Isatir Bottin Filho / Feira do Livro de Porto Alegre, Israel Prazeres, Israel Ávila / Kizomba, José Carlos Capinan, Jorge Bazzo, Jussara Rodrigues / Feira do Livro de Porto Alegre, Kixi Dalzotto, Lelei Teixeira / Gira Conteúdo, Leônidas Albuquerque / Comunicação STF, Lilian Mota / Traço Design, Liana Melo, Licínio Azevedo, Lucas Miralha, Luis Carlos Nascimento, Mãe Tereza de Ogum, Ilha da Pintada (RS), Marcelo Corsetti / Tec Áudio, Marília Fichtner, Nelson Coelho de Castro, Nina Fola, Noilton Nunes, Omar de Barros Filho, Pena Cabreira, Paco Scajedo, Pai Pedro de Oxum Docô, Pedro Vasques, Antônio e Pai Ricardo Oxaguiã, Pai Eduardo de Xapanã, Pai Mozart de Iemanjá, Paulete de D'Yemanjá, Ricardo Chaves, Romão de Oxalá, Sergius Gonzaga, Sinara Sandri / FestFotoPoa, Sandra La Porta / Feira do Livro de Porto Alegre, Tiago Santana / Festival Solar, Vivian Schäfer, Vânia Mezzonato.

Dedicatória: Dedicado a todos os orixás e entidades que nos guiaram. / In memoriam: Oliveira Silveira, Mestre Borel de Xangô, Giba Giba, Pai Nilo de Xangô, Pai Antônio Carlos de Xangô, Pai Cleon de Oxalá, Francisca Saraiva dos Santos, Nilo Fichtner, Elicio e Hayde Caramez.

FILMAGENS
Brasil / RS, nos seguintes terreiros, em:
Porto Alegre: Ilê Axé Iyemonjá Omi Olodô; Centro de Umbanda Reino de Yemanjá e Oxóssi; Reino de Oxalá; Ilê Nação Oyó; Ilê Oni Elegbara;
Rio Grande: Centro Espírita de Umbanda Ogum Beira Mar;
São Leopoldo: Ilê dos Orixás;
Canoas: Ilê Oxaguiã;
Bagé: Fraternidade Iemanjá e Oxalá Cabocla Iara; Reino de Bará Lodê e Pai João de Angola;
Gravataí: Tenda Espírita de Umbanda e Ogum Megê;
Santa Maria: Templo de Umbanda Oxóssi Araucária e Pai Benedito.
Brasil / RJ, no Rio de Janeiro.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:10:43
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela: 1.85
Formato de captação:
Formato de exibição:
Acessibilidade disponível: AD Audiodescrição + LIBRAS Língua Brasileira de Sinais + legendas em português.
Legendas (DVD): English.
Tiragem (DVD): AA002000.

DIVULGAÇÃO
Design gráfico: Vitor Espírito Santo.
Elaboração do site: Isabel Becker, Vitor Espírito Santo / Cubo Filmes.
Divulgação: Priscila Cabreira, Leonardo Tortoreli / Buda Comunicação.

PREMIAÇÃO
• 49º Festival de Cinema de Gramado 2021: 1º Prêmio SEDAC/IECINE da Mostra Competitiva Longa-metragem Gaúcho: melhor longa gaúcho + roteiro + trilha musical (cânticos sagrados dos Orixás preservados pelos terreiros gaúchos e Alabê Oni) // melhor longa gaúcho (júri popular).
• IV Festival Cinema de Rua de Remígio: melhor fotografia + trilha sonora original ou adaptada + direção de arte + som.
• 12º Festival Internacional de Cinema da Fronteira 2021: melhor fotografia.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
DVD: Disc Press Comércio Fonográfico Ltda. DRS4761. Autoração: 13 abr 2021. Sem extras nem encarte. Opção de: acessibilidade: AD Audiodescrição + LIBRAS Língua Brasileira de Sinais + legendas em português; e legendas em inglês.
Contato: Cubo Filmes.

OBSERVAÇÕES
Cf. créditos finais: // Finalizado no outono de 2021. // Todos os esforços foram feitos no sentido de localizar os detentores de direitos sobre imagens e sons deste filme. Nem sempre foi possível. A produção está disponível para corrigir eventuais omissões em edições futuras da obra. Todos os direitos reservados. //

Grafias alternativas: Alexandre Darlan | Raphael Wilhelm | Luciano Garofalo | Raphael Rhoden | Cedrique Borges | Rafael Berlezi | Omar Barros Filho | Identificação e créditos finais: Marcelo Neri e Marcelo Nery | José Carlos dos Anjos e João Carlos dos Anjos | José Carlos Capinam | Daniel Dodi | Estela Grisoti
Grafias alternativas (funções): Locução audiodescrição

BIBLIOGRAFIA
FICHTNER, Mirian (fotografias). Cavalo de santo. Porto Alegre: Ed. da Autora, 2010. 167p. il. Primeira orelha: Sergius Gonzaga. Textos de apresentação: Zulu Araújo, Milton Guran, Ari Pedro Oro, Mirian Fichtner. Inclui glossário, ficha técnica detalhada, contatos. Coordenação editorial: Carlos Caramez. Edição bilíngue português-inglês. Versão para o inglês: Cristina Macedo. Patrocínio: Fundação Cultural Palmares / Ministério da Cultura / Governo Federal.

CARAMEZ, Carlos. Última safra do silêncio – Poemas incuráveis. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1998. 72p.
CARAMEZ, Carlos. Construção das ruínas – Poemas incuráveis. Porto Alegre: Leitura XXI, 2004.
CARAMEZ, Carlos. A Vida das sobras – Poemas. Porto Alegre: Leitura XXI, 2017. 55p.

Noticiário:
LERINA, Roger. Cavalo de santo mostra a religiosidade afro-brasileira no sul. Matinal, Porto Alegre, 15 abr 2021. [gentilmente cedido e adaptado para o verbete]

Exibições


• Porto Alegre (RS), Facebook, 16 abr 2021, sex, 20h (online)

• Gramado (RS), 49º Festival de Cinema de Gramado [13-21 ago]-Mostra Competitiva Longa-metragem Gaúcho, 13 ago 2021, sex, a partir das 21h30, única exibição em televisão pelo Canal Brasil, para assinantes, de acordo com a programação e também pela internet através da plataforma de streaming em: globosatplay.globo.com/c/canal-brasil; 16-21 ago, seg-sab, os filmes ficam disponíveis via streaming pelo Canal Brasil Play

• Remígio (BA), IV Festival de Cinema de Rua de Remígio [1º-3 set]-Mostra Pedra da Letra-Competição filmes de longa-metragem, set 2021

• Domingos Martins (ES), 4º Festcine Pedra Azul Festival Internacional de Cinema-official selection, 2021

• Bagé (RS), 12º Festival Internacional de Cinema da Fronteira [17-19 dez]-Mostra Competitiva Internacional de Longas-metragens, Centro Histórico Vila de Santa Thereza-Teatro Santo Antônio (Av. Visconde Ribeiro de Magalhães), 18 dez 2021, sab, 22h (presença da direção)

• Porto Alegre (RS), Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 17-20, 22, 23 nov 2022, qui-dom, ter, qua, 19h30

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Cavalo de santo. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1317/cavalo-de-santo. Acesso em: 23 de fevereiro de 2024.