Intransitivo – Um documentário sobre narrativas trans (2021)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Não ficção
cor, 72 min

Direção: Gabz 404, Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.
Companhia produtora:

Primeira exibição: Sarau artístico online, pela plataforma Zoom, 24 set 2021, sex, 19h
Primeira exibição presencial: Porto Alegre (RS), Mês da Visibilidade Trans, Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 29 jan 2022, sab, 17h (debate com diretores)

 

Intransitivo – Um documentário sobre narrativas trans tem como base duas linhas narrativas; a primeira, e principal, composta pelas entrevistas que têm como objetivo a busca por uma multiplicidade de vivências, abordando questões diretamente relacionadas à transição e também a outros atravessamentos identitários, tais como, classe, raça, idade, sexualidade. A segunda é o backstage, ou por trás das câmeras; configurando uma estética de road movie, gênero cinematográfico que aborda um enredo que se constitui pelo deslocamento em busca de algo ou alguém, experiências vividas pela equipe de produção durante as gravações, conversas entre a equipe, discussões sobre os temas abordados e também vivenciando suas relações interpessoais durante as viagens para gravação das entrevistas. O formulário de inscrições para a seleção de entrevistados ficou online por uma semana e recebeu 304 respostas e mais de 100.000 visualizações no Instagram. Para traduzir de forma mais real os relatos dos oito personagens selecionados, a equipe também é formada exclusivamente por pessoas trans. 

Gustavo Deon é transmasculino. Ator, diretor, professor e poeta. Formado em Teatro-Licenciatura (2019) pela UERGS Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. No seu currículo somam mais de 15 peças atuando como ator e 5 peças como diretor, além de diversos cursos na área da atuação e educação. Atualmente trabalha desenvolvendo projetos de impacto social, acessibilizando arte, cultura, educação e acolhimento. Seus últimos projetos, devido a pandemia, têm sido voltados para o audiovisual, onde trabalha com direção de arte, criação de roteiro e produção. Em 2021 foi idealizador e codiretor do filme.

Luka Machado é travesti. Multi-artista: atriz, artista visual e gráfica, empreendedora, produtora, poetisa e pesquisadora de linguagens e visualidades decoloniais. Ativista, criadora de conteúdo na internet, trabalha no desenvolvimento de projetos com foco no acolhimento e na visibilidade LGBTQIA+. Ao todo, produziu e desenvolveu mais de 15 projetos aprovados em editais pelo Rio Grande do Sul durante a pandemia, suas mídias são portas de divulgação deles e sempre um convite a quem busca esse acesso com pessoas LGBTQIA+. Colaboradora no projeto Ser Trans, como social mídia.

Gabz 404 é trans não-binário, ativista e multi-artista e tem como principal campo de atuação a construção imagética a partir da fotografia e vídeo, com foco nas áreas artística e documental. Na fotografia atua com maior presença desde 2019, quando decidiu se dedicar à fotografia digital e posteriormente analógica. Em 2020 criou o projeto autoral Ser Trans, que celebra e enaltece a beleza de pessoas trans, travestis e não-binárias através de ensaios fotográficos e entrevistas. No mesmo ano recebeu uma premiação na convocatória #ninjafoto do Mídia Ninja. Em 2021 foi indicado como um dos Novos Nomes da Fotografia Brasileira, pelo Itaú Cultural, convidado a participar do 150 Fotos por São Paulo, a expor no Festival Foto de Paranapiacaba 2021 e no MAAPA Museu de Arte Aberta de Porto Alegre. No audiovisual, atua como videomaker e diretor de fotografia. Faz parte do DAFB e do ARTE+.

Lau Graef é estudante de artes visuais na UERGS Montenegro. Bolsista da Fapergs com pesquisa intitulada “Cuidado com a visão de rapina das gazela – Inventário da produção artística de pessoas trans negras na arte contemporânea brasileira”. É integrante do grupo de pesquisa “O infraordinário como método de pesquisa em educação e arte”. Integrante do Guapes: coletivo autônomo de estudos de autocuidado para pessoas trans ativistas. De 2017 a 2019 foi administrador do Espaço Cultural Casa da Esquina. Em 2019 idealizou e corealizou o projeto "Transformação: encontros artísticos sobre visibilidade trans". Responsável pelas transcrições do projeto Ser Trans e trabalha como editor de vídeos na TV Cultura em Montenegro.

Sinopse


Cartela inicial: // Ao juntar aqui algumas experiências narradas por pessoas trans, buscamos retratar as singularidades das experiências. É importante que essas narrativas não sejam lidas como universais ou totalizantes; são algumas possibilidades e histórias que circulam dentro de um universo múltiplo de existências. //

Histórias de vida de oito pessoas transgêneras de diferentes pontos do Rio Grande do Sul.

Ficha técnica


IDENTIDADES
Ordem de identificação:
Drone (26 anos, não-binárie, Porto Alegre),
Esteve Maris (27 anos, homem trans, Rio Grande),
Henrique Reis de Oliveira (25 anos, homem trans, Novo Hamburgo),
Pietra Simon (23 anos, mulher trans, Bagé),
Adriana Martins, Ana Paula Moreira,
Cleo Araujo (42 anos, travesti, Caxias do Sul),
Pati Rigon (33 anos, intersexo, Porto Alegre),
Marcela Meirelles (47 anos, mulher trans, Bagé),
Benício da Silva (45 anos, homem trans, Gravataí).
Não creditados: Gabz 404, Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.

DIREÇÃO
Direção: Gabz 404, Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.

ROTEIRO
Pesquisa e roteiro: Gabz 404, Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.
Transcrição dos depoimentos: Gabz 404, Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.
Intérprete / tradução de LIBRAS Língua Brasileira de Sinais: João Caron.

PRODUÇÃO
Produção executiva: Gustavo Deon.
Gerência de produção: Lau Graef, Luka Machado.
Produção: Gabz 404, Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.
Planejamento de ações: Luka Machado.
Captação de recursos: Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia e operação de câmera: Gabz 404.
Assistência de câmera: Lau Graef.
Operação de câmera backstage em VHS: Marine Bataglin.

Fotografia de cena: Marine Bataglin.

SOM
Captação de som: Ber Kroeff.

MÚSICA
Trilha sonora original: Ber Kroeff.

FINALIZAÇÃO
Montagem e finalização: Gabz 404.

Sonoplastia: Ber Kroeff.
Assistência criativa em pós-produção de som: Gil Porto Pyrata.

Legendagem: Gustavo Deon, Lau Graef, João Caron.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: (Bom Princípio e/ou? Montenegro).
Financiamento (BR/RS): Chamada Pública SEDAC nº 12/2020. Edital Criação e Formação – Diversidade das Culturas. Parceria: Fundação Marcopolo – Iniciativas que transformam o futuro; SEDAC Secretaria de Estado da Cultura / Governo do Rio Grande do Sul – Novas façanhas na cultura; Lei Aldir Blanc Lei nº 14.017/2020 – Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo / Governo Federal – Brasil – Pátria amada. Responsável (pessoa jurídica): Luis Gustavo de Souza Deon. Segmento: Audiovisual. Corede: Vale do Caí. Cidade: Bom Princípio. Valor: R$ 50.000,00.
Apoio: Grão Natural; dentista Luana Lunkes; Dobra; Soma Auto Posto; Teia Ecológica; Vulvas Autônomas.
Parceria: Doc Photos; Edições Dissidentes; Projeto Reusa; Resíduo; Sattiva; Ser Trans; Vicente Lara Atelier.

Para apoiar o filme doe ou entre em contato:
Pix: intransitivo@gmail.com / Instagram: @intransitivo.do

Para apoiar a Casa de Acolhimento da ONG Construindo Igualdade:
Pix: 06192924000113.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Adriana Martins e Ana Paula Moreira, Ariane, Kamille, Diego, Amanda, Camila Pasa, Carlos Augusto Dutra, Celeste, Isadora e Augusto Graef, Débora Fogliatto, Eloá Souto, Equipe Cooperativa Teia Ecológica, Fábio Baltar, Fátima Kulman e Ingrid da Silva, Fernanda Hilgert, Fernanda Verdi, Filipe Matzembacher, Giovanna Darcie, Hairine Rodrigues de Carvalho, Ivar Deon e Santa Deon, Jardelle Schwaab, Kim Costa Nunes, Larissa Canelhas, Lucas Libardi, Márcia Rúbia Machado e Juarez Tosi, Maria Goretti Dutra, Nicole Ketzer, Silvana Flores, Sheila Eunice Machado, Tatiane da Silva Ribeiro, Tatyana Vladson (em memória), Valeska Linauer.
Às 304 pessoas que responderam ao formulário de inscrição e todes que ajudaram com doações e pix para tornar esse filme possível.
Agradecimentos aos influenciadorus: Erika Hilton, Gabriel Lodi, Gabriela Loran, Giovanna Heliodoro, Jonas Maria, Kollinn, Leandra Du Art, Luca Scarpelli, Maitê Schneider, Marina Reidel, Miguel Filpi, Regininha, Renata Carvalho, Serginho, Stefan Costa.
Agradecimentos aos artistas do sarau: Ber Kroeff, Cordélia, Indra Haretrava, Jupi77er, Nick Cruz, Ruya Carlo, Thaj Marral, Valéria Barcellos, Vitória Oliveira 'Vitt', Zaire.
Obrigade!

FILMAGENS
Brasil / RS, em Porto Alegre; Rio Grande; Novo Hamburgo; Bagé; Caxias do Sul; Gravataí.
Período: previsão de início das filmagens: março de 2021.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:11:37
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação:
Formato de exibição:

DIVULGAÇÃO
Assessoria de imprensa: Gustavo Deon, Lau Graef, Luka Machado.
Social media e direção de arte – mídias sociais: Luka Machado.
Assistência de mídias sociais: Gustavo Deon.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
Contato:

OBSERVAÇÕES
Grafias alternativas:
Grafias alternativas (funções): Decupagem | Entrevistades | Fotografia de backstage

BIBLIOGRAFIA

Exibições


• Sarau artístico online, pela plataforma Zoom, 24 set 2021, sex, 19h

• Porto Alegre (RS), Mês da Visibilidade Trans, Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 29 jan 2022, sab, 17h (debate com diretores)

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Intransitivo – Um documentário sobre narrativas trans. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1345/intransitivo-um-documentario-sobre-narrativas-trans. Acesso em: 23 de fevereiro de 2024.