Casa vazia (2021)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção
DCP, cor, 88 min

Direção: Giovani Borba.
Companhia produtora: Panda Filmes

Primeira exibição: Rio de Janeiro (RJ), 23º Festival do Rio [9-19 dez]-Première Brasil: Competição Longa-metragem Ficção, Cinépolis Lagoon Sala 6, 14 dez 2021, ter, 20h30
Primeira exibição RS: Gramado (RS), 50º Festival de Cinema de Gramado [12-20 ago]-Mostra Competitiva Longa-metragem Gaúcho, Palácio dos Festivais, 19 ago 2022, sex, 14h

 

Raúl é um peão desempregado que vive numa casa isolada na imensidão do pampa. A região é marcada pelo empobrecimento das famílias que vivem no campo. Nesse cenário, a violência rural é uma das consequências da industrialização na agricultura. Casa vazia é um dos mais instigantes filmes surgidos no cinema gaúcho. Livre de estereótipos e clichês, apresenta um universo pouco explorado com este nível de profundidade. Em debate conduzido por Mônica Kanitz na Sala Eduardo Hirtz por ocasião da segunda semana do filme em cartaz (ago 2023), muitas questões foram levantadas pelo diretor, o convidado Luís Augusto Fischer e o público. Mônica destacou este ambiente melancólico, triste. Giovani contou detalhes: que a primeira ideia era fazer apenas com não-atores, mas depois sentiu necessidade de misturar, experimentar a dramaturgia dos atores ao frescor dos habitantes locais. Talvez a ideia tenha vindo de uma obsessão, o medo de não encontrar a mãe, o filho, associado a um sonho recorrente de uma casa pegando fogo. Ele foi anotando e surgindo um roteiro. Na fronteira fez pesquisa, conversou longamente com fazendeiros, peões, até contraventores, recolhendo e incorporando as histórias aos seus personagens.

O professor Fischer trouxe contribuições de como a literatura vai construindo a figura do gaúcho. Ele citou desde um Aureliano de Figueiredo Pinto até "o gaúcho que não deu certo" de Cyro Martins, em oposição àquele gaúcho heróico associado a E. Verissimo (nos livros) ou T. Ruas (nos filmes), sem demérito, óbvio.

O peão de Giovani não consegue falar, se expressar, mas ele tem um mundo interior, uma história de afetos, mulher, filhos, mãe (não é um guaxo, como diria Barbosa Lessa). É o espectador que constrói este mundo interior, pela relação dele com os outros. Carrega a ancestralidade do posteiro, mas o mundo pede que ele domine o GPS.

Não é mais o gaúcho a cavalo, substituído por uma bicicleta.

Sem saber as referências do diretor, um espectador arrisca que há desde o neorrealismo italiano (os não-atores, os dialetos, o valor de documentário e da paisagem, a temática social, a bicicleta...), há Rossellini, há John Ford e Rastros de ódio (The Searchers, 1956): a solidão e imensidão do campo vistos pelo marco da porta; há Kiarostami e Gosto de cereja (Ta'm e guilass, 1997):  na solidão, na terra, nos caminhos e estradas, no não falar, no mistério. Outro espectador lembrou Tarkovski e Esculpir o tempo. Sim, o tempo é precioso e valorizado. Fatimarlei Lunardeli, presente na sessão, também valorizou a temática na campanha com esse nível de sensibilidade e trouxe Rifle (Davi Pretto) como um diálogo. Em Casa vazia tudo está bem dosado, sem excessos. Os mitos são ressignificados, como a lenda do Negrinho do Pastoreio, incorporada com beleza, mistério e inteligência. Não custa repetir que a estreia em longa de Giovani Borba é um dos grandes acontecimentos do cinema gaúcho

De acordo com ele, a tensão e a violência que acompanham a narrativa de Casa vazia, apresentada por exemplo, quando a tecnologia invade a área rural e transforma as relações de trabalho e humanas no campo é uma forma de refletir metaforicamente os "tempos em que estamos vivendo", ou seja, "uma reação aos eventos políticos que estão passando no Brasil" [primeiro semeste de 2021]. Nessa área onde Raúl mora, a tradição da criação de animais vem sendo sobreposta por imensas plantações de soja e eucalipto. Cultivos que são muito nocivos ao meio ambiente com agrotóxicos e produção de transgênicos. Neste lugar, os trabalhadores do campo tentam se reorientar e lutar pela sua sobrevivência e preservar sua tradição.

O personagem Raúl é interpretado pelo ex-peão de estância Hugo Noguera, selecionado em um teste realizado com moradores da região. Ele contracena com profissionais consagrados, como Araci Esteves, Nelson Diniz (mais do que excelente, como sempe), Roberto Salerno de Oliveira e Liane Venturella (que merece um longa só para si), que também assina a preparação do elenco. A produção executiva é das irmãs Sager, a jornalista e diretora Tatiana (Central, Olha pra elas) e de Raquel, da Panda Filmes de Beto Rodrigues. Depois de participar do mercado de filmes do Festival Internacional de Cinema de Santiago (SanFic 2020), o primeiro longa-metragem de Giovani Borba é selecionado para participar da mostra Goes to Cannes Marché du Film. Esta edição exibiu uma seleção especial de 25 produções audiovisuais da Europa, Ásia e América Latina escolhidas a partir de cinco grandes festivais – Asia Film Financing Forum, New Horizons International Film Festival, Thessaloniki International Film Festival, SanFic Industria, e Tallinn Black Nights. É a primeira vez que o mercado de cinema de SanFic, evento em que Casa vazia foi selecionado, participa do Goes to Cannes.

Fotografia e operação de câmera excepcionais do cearense Ivo Lopes Araújo. Integrante do Coletivo Alumbramento, ele é um dos mais premiados e requisitados diretores de fotografia em filmes como o cearense O Grão (Petrus Cariry, 2007), os mineiros O Céu sobre os ombros (2011) e Coiote (2019), ambos de Sérgio Borges, O Homem das multidões (Marcelo Gomes, Cao Guimarães, 2013) ou os pernambucanos Tatuagem (2013) e Fim de festa (2019), de Hilton Lacerda.

  

       

Sinopse


Raúl é um peão desempregado e pai de família que vive numa casa isolada na imensidão solitária dos campos. A mão de obra tradicional da lida no campo já não serve mais aos patrões, donos das terras. A paisagem de imensas pastagens com o gado estão sendo sobrepostas por gigantescas lavouras de soja. Assolado pela pobreza e a falta de trabalho, ele se junta a outros peões para roubar gado durante a escuridão das noites no campo. Ao retornar de mais uma madrugada, encontra sua casa vazia. Sua mulher e filhos desapareceram.

Ficha técnica


ELENCO
Hugo Noguera (Raúl),
Araci Esteves (Mãe), Nelson Diniz (Juan), Roberto Salerno de Oliveira (Barreto),
Lucas Daniel Soares Rodrigues (Lucas, ladrão), Mariton Alves Correa (Carlito), Viviane Velozo (Dona da mercearia),
Alexandre Accorssi (Irmão), José Newton Canabarro (Motorista caminhão), Liane Venturella (Irmã), Soila Mar Ribeiro do Prado (Benzedeira),
Nilton Vaquero (Peão), Matheus Bragança, Ormuz Trindade, Carlos Ibar Martins Silveira, Said Joaquim Fajardini, Giovane Gonzalez, Andrea Machado dos Santos, Violeta Resende, Suziley Cuña dos Santos.
Figuração:
Crianças e menores de idade: Ana Lara Mendes da Rosa, Andrei Pereira Ignacio, Brenda Andrielly Correa, Breno Arend Albeche, Danielly Machado Wilkinson, Emily Camila Varela, Estefhani Gabrielly Correa, Evertom Mateus Estabarrachel, Kauã Moura Borges, Kauan Cesar Cavalheiro, Kauan Felipe Ocano, Kayane Tayna Quevedo, Lyndara Peres Gonçalves, Manuella Raquel Machado Wilkinson, Mariana Echeverriaga Mendes, Vanessa Graziele Quevedo, Welingtom Mauricio Moreira.
Maiores de idade: Adair Gonzáles Fonseca, Adão Henrique Porto Pinto, Alaides Martins Maciel, Aldo Nunes Borba, Alex Junior da Silva, Alisson da Costa Ribeiro, Amália Marlete Borba, Ana Nelly Amaral Mergel, Ana Potira Mendes da Rosa, Anderson Agostinho de Pinto, Antenor Trindade, Antonio Carlos Barreto, Antonio Carlos Barreto Filho, Antonio Goulart de Andrade, Antonio Moreira Vieira, Antonio Obrakat Salgado, Assis Renan M. Magalhães Filho, Assis Renan Medeiros Magalhães, Bruna Alviene de Souza, Carlos Ivan Vargas Pinho, Carlos Leonardo Avila Trindade, Cibele Cristiane Wilkinson, Claudio Luiz da Silva Babetzke, Cleber da Costa Guandet, Cleber Montezano, Cleomar Avila, Dalva Nilda Xavier, Delma Alves, Derly Alaor Degues Teixeira, Diego Gabriel Fagundez, Dionéia de Macedo Fernandes, Diva Beatriz Silveira, Dominique Meléu Mendes, Elmo Muller, Elso Everaldo Fernandes Figueira, Felipe Ramos Serpa, Fernanda Magalhães, Fernando Rodrigues Leites, Florencia Valentina Planas Brun, Gabriel Gonçalves Paz, Gasparina Soares Trindade, Giliel Alaor Pereira Teixeira, Gilson Sales Remedi, Gladis Terezinha Soares Castro, Gretche Juliana Quevedo, Guiomar Ayres da Silva, Gustavo Ibarra Martins, Ilson Rodrigues Pereira, Isaias Gonçalves Gomes, Jacy Martins, Jair André de Oliveira, Jan Lucca Bitancourt, Jeanete Peres Vargas, Jorge Antônio Pina, Jorge Eduardo de Menezes, José Antonio Andrade Maia, José Bento Ignacio Falcão, José Luiz Borges dos Santos, José Willian Peres Izaguirre, Jovita Meline Meleu, Juan Carlos Muzzi, Karolaine Cardoso Pereira, Leonardo Alendes Rodrigues, Leonardo F. Maciel Barros, Lucas Gabriel Xavier, Luis Carlos Alves Soares, Luis Carlos Guedes Maria, Luis Eduardo de La Rosa D'Avila, Luis Fernando Cruz da Silva, Luis Francisco Machado, Maicon Douglas Machado, Marcos Gabriel Silva Mendonça, Marcus Vinicius Godoy Pinto, Maria Ceci dos Santos, Maria de Jesus Alves, Maria Del Rosário Pirez, Marta Odete Mendonça, Matheus Montezano, Nereo Rodrigues Mendes, Nildo Gabriel Correa Souza, Nina Botelho Perez, Orosvaldo Galarca Vieira, Paulo Ezaú Dias Ribeiro, Paulo Renato Rodrigues do Santos, Paulo Sergio Paz, Renata Rodrigues, Rodrigo Cremonini Fagundez, Rossul Chaudon Padilha, Suelen Amaral Teixeira, Syrlei Maciel Barros, Taline Naiara Soares, Valdeir Severo Espinosa, Vinicius Magalhães, Wagner de Araújo Nunes, Wagner Luis da Rosa, William Fialho Nunes, Yara Antunes.
Policiais: Elio Ricardo Cremonini da Costa, Estevam Serero dos Santos, Fabricio da Silva Caetano, Lucas Pinto, Milton Junior Quevedo Costa, Tiago de Souza Camargo.

DIREÇÃO
Direção: Giovani Borba.
Primeira assistência de direção: Roberto Burd.
Segunda assistência de direção: Ruana Nunes.
Preparação de elenco / Assistência de platô: Liane Venturella.

ROTEIRO
Roteiro: Giovani Borba.
Consultoria de roteiro: Miguel Machalski, Renato Dornelles.
Tradução: Eduardo Mendes Dornelles (espanhol), Carolina Prola (espanhol), Ana Sager Rodrigues (inglês), Analice Alves Siqueira (inglês).

PRODUÇÃO
Produção: Tatiana Sager, Beto Rodrigues, Giovani Borba.
Produção executiva: Raquel Sager, Tatiana Sager.
Assistência de produção executiva: Tanize Cardoso.
Direção de produção: Federico Bonani.
Coordenação de produção: Raquel Sager.
Assistência de produção: Luis Alberto Muniz, Nereo Rodrigues Mendes, Cátia Muller, Sandra Mendonça.
Produção de elenco: Dani Fogliatto, Juliana Brum, Simone Buttelli.
Produção de animais: Cléo Ávila, Assis Renan Medeiros Magalhães Filho.
Produção de locação: Nereo Rodrigues Mendes, Thales Tavares.

Platô: Celso Martins.
Assistência de platô: Tiago Alves.
Produção de set: Tiago Pintaúde.
Produção de alimentação: Patricia Saul.
Motoristas: Luiz Alberto Muniz (Pajero – equipe), Federico Bonani (Doblò – produção), Nereo Rodrigues Mendes (Gol – produção), Tiago Pintaúde (Montana – set), Cléo Ávila (Maindra – equipe), Alexandre Pinho e Silva (van – elenco), Léo da Silva Melo (van – arte), Hugo Guimarães (van – equipamento), Paulo Roberto Silveira (caminhão – elétrica), Luiz Leonardo Muniz (Focus – produção), Marcia C. K. Vaccari (Kwid – equipe).

Produção de base e secretaria de produção: Camila Freire.
Apoio / Auxiliar de escritório: Gabriel Sager Rodrigues, Fernanda Rezende dos Santos.
Controle financeiro: Raquel Sager, Tanize Cardoso.
Administrativo financeiro: Cátia Muller.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Ivo Lopes Araújo.
Primeira assistência de câmera: Leandro Gomes.
Segunda assistência de câmera: Mari Desconsi.
Logger: Felipe Toledo.

Eletricista chefe: Diego Amorim Teixeira.
Maquinista: André Campanhol.
Assistência de elétrica e geradorista: Paulo Roberto Silveira.

ARTE
Direção de arte e cenografia: Eduardo Antunes.
Assistência de arte: Cléo Ávila.
Ajudante de arte: Mauro Ferrugem.
Produção de objetos: Nina Perez.
Contrarregragem: Gabriel Echeveste.
Cenotécnica: Assis Renan Medeiros Magalhães (mestre de obra), Assis Renan Medeiros Magalhães Filho, Iara Freire Antunes, Rodrigo Cremonini Fagundes, Diego Gabriel Urbim Fagundes, Jacó Léo Krutz.

Produção de armas: major Ivan Keller.
Produção de efeitos mecânicos e pirotécnicos: Tiago Kraemer.

Figurino: Ana Paula Gularte.
Maquiagem e caracterização: Rosana Antunes.

SOM
Som direto: Rafael Rodrigues.
Microfonista: Guilherme Cássio.

MÚSICA
Música original: Renan Franzen.
Músicos: Sasko Temelkoski (clarinete, clarone), Francesco Bruno (bandoneon), Nai Han Cheng (contrabaixo), Max Fellermann (tímpano), Victor Huggo (acordeon), Fabricio Gomez (violão, percussão), Renan Franzen (sintetizadores, percussão).

Músicas:
• "Herança de domador" (Giovani Dodo González, Alex Har) por Robson Garcia e os músicos Daniel Cavalheiro, Isaac Menezes, Marcio Rosado [Álbum: 2013]

FINALIZAÇÃO
Montagem: Bruno Carboni, Marina Meliande.
Assistência de montagem: Felipe Toledo, Gabriel Sager Rodrigues.

Design créditos: Alice Neumann.
Legendagem: Gabriel Sager Rodrigues.

Supervisão de pós-produção de imagem: Daniel Dode.
Assistência de pós-produção: Arthur Bovo, Jonas Costa.
Coloristas: Daniel Dode, Gustavo Zuchowski.
Efeitos visuais: Daniel Dode.
Geração e aferição de DCP: Gustavo Zuchowski.
Deliverables: Gustavo Zuchowski.

Desenho de som: Tiago Bello, Marcos Lopes.
Foley: Ivan Lemos, Daniel de Bem.
Edição de sons ambientes: Cristiano Scherer.
Mixagem: Tiago Bello.

ACESSIBILIDADE
LIBRAS Língua Brasileira de Sinais: Flávia Frassa.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Assessoria jurídica: Cunha e Correa Advogados, Tatiane Chalupka.
Hospedagem: Hotel Comodoro Santana Livramento; Jandaia Turismo Hotel Ltda.; Verde Plaza Hotéis Ltda.; Master Hotéis.
Locações: Flávio Gonçalves Cardoso, Maria Rosa da Silva Alves, Carlos Abreu Campos, Círculo Policial de Riveira, Oriosvaldo Galaça Vieira, Greicy Trindade, Nelson Alves da Silva, Delma Alves, Renê Rosa Rosa, Dalva Nilda Mazui Xavier, Violeta Resende, Hilda Garcia Machado, Beltran Echeveria Roballo.

Locação de equipamento de filmagem: Linha de Produção (Porto Alegre); Batoke Filmes (Porto Alegre); ARC Filmes.
Locação de equipamento de som: Sonora Cultural (Porto Alegre).
Locação de maquinaria e luz: Linha de Produção (Porto Alegre); Locall de Cinema e Televisão.
Locação de gerador: Claro Iluminação (Porto Alegre).

Estúdio de pós-produção: Post Frontier (Porto Alegre).
Estúdio de edição de som e mixagem: Gogó (Porto Alegre).
Estúdio de mixagem final: TECNOPUC TECNA (Viamão).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Panda Filmes (Porto Alegre).
Financiamento (BR): Chamada Pública BRDE/FSA PRODECINE 05/2016 – Inovação de linguagem. Recursos públicos geridos pela ANCINE Agência Nacional do Cinema. Investimentos do FSA Fundo Setorial do Audiovisual administrados pelo BRDE Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. Proponente: Panda Filmes Ltda.. Valor: R$ 1.481.447,00.
Apoio: TECNOPUC TECNA (Viamão).

 Participação em fase de pré-produção:
• MAFIZ Malaga Festival Industry Zone, na Espanha.
• Brasil CineMundi 11º Encontro Internacional de Coprodução / 11th International Coproduction Meeting / Mostra CineBH 14th International Film Festival, Belo Horizonte, 29 out-2 nov 2020.
• Berlinale 7 Talents Buenos Aires / Universidad del Cine (script development) BAFICI Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente, Argentina.
• Doculab Guadalajara – FICG.
• Taller Andino do Ibermedia.
• SanFic Industria (WIP) Festival Internacional de Cinema de Santiago 2020.
• 9 Goes to Cannes – Marché du Film, FR, 6-12 jul 2021. // www.marchedufilm.com/projects/

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos da produção: Viação Ouro e Prata; Prefeitura Municipal de Sant'Ana do Livramento; Gabinete da Primeira Dama Governo Ico Charopen; CBMRS – 10 Batalhão de Bombeiro Militar (Sant'Ana do Livramento); ICMbio – Unidade Sant'Ana do Livramento; Brigada Militar – CRPO FO Comando Regional de Polícia Ostensiva da Fronteira Oeste; Polícia Rodoviária Federal Unidade Sant'Ana do Livramento; Nereo Rodrigues (in memoriam); Tamara Cubas; Família Flavio Gonçalves Cardoso e Carmen Padilha Ortiz (in memoriam); Claudio da Fontoura Arteche; Jerri Adriano Guimarães Simões; Carlos Eden Padilha Borba; Clara Abreu Campos; Caiço Campos (in memoriam); Estância Santa Clara; Marta Praia Correia; Manoel Bento da Silva Falcão; Parque Eólico Cerro Chato; engenheiro João Ramis; José Bento Ignácio Falcão.
Agradecimentos da direção e roteiro:
Agradecimento especial in memoriam ao meu camarada Nereo Mendes.
Agradecimento ao Hugo Noguera pela sua entrega.
Theo Anagnostopoulos de Borba, Orestina Gomes de Borba, Marlene Vargas de Oliveira, Alice Neumann, Gibran Dipp, Arauco Hernandez Holz, Martha Orozco, Tamara Cubas, Maria Cláudia Cabral, Gaúcho Barreto, Marcos Milton de Borba, Sidnei Borba, Valdir Borba, Mariano Silva, Solismar Renato, Jorge Cafrune, Giovani Dodo Gonzalez, Los Chalchaleros, Juan Villegas, Séverine Roinssard, Paulo de Carvalho, Raquel Hallak, Fernanda Hallak, Maria Marta Antin, Virginie Devessa, Philip Martin Lacroix, Luca Alverdi, Priscila Frehse, Gabriela Sandoval, Nicolas Comeau, Gustavo Spolidoro, Tarcísio Lara Puiati, Daniel Feix.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Sant'Ana do Livramento;
Uruguay, em Rivera.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:28:28
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela: 2.35
Formato de captação:
Formato de exibição: DCP
Acessibilidade disponível: LIBRAS Língua Brasileira de Sinais.

PREMIAÇÃO
• 23º Festival do Rio 2021: melhor fotografia.
• 50º Festival de Cinema de Gramado 2022: 2º Prêmio SEDAC/IECINE da Mostra Competitiva Longa-metragem Gaúcho: melhor roteiro + ator (Noguera) + fotografia + trilha musical + desenho de som.
• 13º Festival Internacional de Cinema da Fronteira 2022: menção honrosa: Eduardo Antunes (direção de arte) + Ivo Lopes Araújo (direção de fotografia).
• 17º Prêmio ACCIRS Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul 2023: melhor longa-metragem gaúcho.

DIVULGAÇÃO
Assessoria de imprensa: Léo Sant'Anna: 21 976 134 462 / 3988 0561 / leosantanna@hotmail.com
Design gráfico: Alice Neumann.
Trailer: https://vimeo.com/pandafilmes/casavaziatrailer

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: 12 / 14 anos.
Contato: Panda Filmes.

OBSERVAÇÕES
Títulos alternativos: Empty house | Casa vacía
Grafias alternativas: Renato Nunes Dorneles  | Roberto Oliveira | Liane Venturella (no elenco) e Liane Venturela (preparação de elenco) | Hugo Leonardo Biolo Guimarães | Paulo Roberto S. da Silveira | André Luis Campanhol | Diego Teixeira | Tiago Kramer | Batoke Loc Equip Câmera [Batoke Locação de Equipamentos de Câmeras Ltda., razão social do nome fantasia Batoke Filmes]
Grafias alternativas (funções): Controller financeiro

BIBLIOGRAFIA
Noticiário:
Dois longas gaúchos em destaque – Casa vazia e Depois de ser cinza chegam aos cinemas para mostrar o talento das produções. Correio do Povo, Porto Alegre, 3 ago 2023.
Sessão comentada de Casa vazia. Zero Hora, Porto Alegre, 10 ago 2023, Segundo Caderno, p.2.

Crítica:
ARAUJO, Inácio. Casa vazia foge do filme social e vê solidão de boiadeiro nos pampas – Longa de Giovani Borba examina detidamente o homem, seu passado e a paisagem rural do Rio Grande do Sul. Folha de S. Paulo, São Paulo, 2 ago 2023.

Exibições


• Rio de Janeiro (RJ), 23º Festival do Rio [9-19 dez]-Première Brasil: Competição Longa-metragem Ficção,
Cinépolis Lagoon Sala 6, 14 dez 2021, ter, 20h30
Estação Net Botafogo Sala 1, 15 dez 2021, qua, 16h30

• Curitiba (PR), Olhar de Cinema 11º Festival Internacional de Curitiba [1º-9 jun]-Olhares Brasil, Cine Passeio Sala Luz, 4, 5 jun 2022, sab, 15h45, dom, 13h30

• Gramado (RS), 50º Festival de Cinema de Gramado [12-20 ago]-Mostra Competitiva Longa-metragem Gaúcho, Palácio dos Festivais, 19 ago 2022, sex, 14h

• Santiago (CL), SanFic 18. Santiago Festival Internacional de Cine [14-21 ago]-Competencia internacional, ago 2022

• Belo Horizonte (MG), Mostra CineBH 16th International Film Festival [20-25 set]-Mostra Continente, Una Cine Belas Artes, 24 set 2022, sab, 20h30

• Bagé (RS), 13º Festival Internacional de Cinema da Fronteira [8-11 dez]-Mostra Competitiva Internacional de Longas-metragens, Centro Histórico Vila de Santa Thereza-Teatro Santo Antônio (Av. Visconde Ribeiro de Magalhães), 8 dez 2022, qui, 20h

Lançamento comercial BR: 3 ago 2023, qui

• São Paulo (SP), Espaço Itaú de Cinema Augusta (R. Augusta, 1.470, Consolação) Anexo Sala 4, 3-9 ago 2023, qui-qua, 15h40

• Porto Alegre (RS), CineBancários, 10-13, 15, 16 ago 2023, qui-dom, ter, qua, 17h

• Porto Alegre (RS), Espaço de Cinema Bourbon Shopping Country
Sala 1, 3-9 ago 2023, qui-qua, 19h10
Sala 8, 10-16 ago 2023, qui-qua, 15h40

• Porto Alegre (RS), Cinemateca Paulo Amorim-
Sala Eduardo Hirtz,
3-6, 8, 9 ago 2023, qui-dom, ter, qua, 17h15
10-13, 15, 16 ago 2023, qui-dom, ter, qua, 19h15 (dia 10, debate com diretor + professor Luís Augusto Fischer, mediação: Mônica Kanitz)
17-20, 22, 23 ago 2023, qui-dom, ter, qua, 19h15 (dia 23, debate com diretor + jornalista Daniel Rodrigues, mediação: Mônica Kanitz)
24-27, 29, 30 ago 2023, qui-dom, ter, qua, 16h10
27 ago 2023, dom, 10h (para Clube de Cinema de Porto Alegre; presença do diretor)
Sala Paulo Amorim,
31 ago-1º-3, 5, 6 set 2023, qui-dom, ter, qua, 15h10
Sala Norberto Lubisco,
7-10, 12, 13 set 2023, qui-dom, ter, qua, 18h45
15-17, 19, 20 set 2023, sex-dom, ter, qua, 18h45
[7 semanas consecutivas neste espaço]

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Casa vazia. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1369/casa-vazia. Acesso em: 22 de fevereiro de 2024.