O Vinho do Rio Grande (1932)

Brasil (RJ-RS)
Longa-metragem silencioso | Não ficção
35 mm, pb, c.52min?

Direção: Ramon Garcia.
Companhia produtora: A. Botelho Film

Primeira exibição: Rio de Janeiro (DF), Cinema Odeon, 19 jun 1932, dom, 10h30 (especial, com a presença do chefe do governo provisório Getúlio Vargas)
Primeira exibição RS: desconhecida

 

Filme desaparecido.
Cinearte apesar de não ter sido convidado, também foi assistir ao filme e associa-se à impressão agradável que essa película deixou a quantos a viram na tela.
Embora seja um filme de matéria paga, é bastante interessante e mostra, na verdade, o progresso de uma das nossas indústrias, não deixando de ser muito significativo o fato do dr. Getúlio Vargas achar-se presente à exibição, o que serviu para mostrar, mais uma vez, o interesse que o governo vem demonstrando pelos filmes brasileiros.
O Vinho do Rio Grande não está filmado com a técnica dos filmes naturais, pela qual tanto nos temos batido, há vários anos, e nós sabemos que foi feito muito às pressas e apanhado em vários lugares, entretanto serviu para mostrar qualquer cousa do nosso progresso industrial. (Cinearte, Rio de Janeiro, 27 jul 1932, p.14, n.335)

Sinopse


Preparo do terreno para a plantação da vinha, o desenvolvimento da cultura, a formidável área cultivada em Caxias e seus arredores, a colheita, e transporte, as cantinas, em número de 60, o fabrico dos barris, a embalagem etc.. A última parte mostra as interessantíssimas festas realizadas no início das colheitas.

Ficha técnica


DIREÇÃO
Direção: Ramon Garcia.

FOTOGRAFIA
Operação de câmera: Ramon Garcia.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: A. Botelho Film (Rio de Janeiro).
Produzido para a Sociedade Vinícola Rio-grandense Ltda. (Caxias do Sul, com sede em Porto Alegre).

FILMAGENS
Brasil / RS, em Caxias do Sul e região.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração:
Metragem: 1.433 metros
Número de rolos:
Som: silencioso
Imagem: pb
Proporção de tela: 1.33
Formato de captação: 35 mm
Formato de exibição: 35 mm

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: Livre.

OBSERVAÇÕES

BIBLIOGRAFIA
Noticiário:
Interessante filme sobre a vinocultura rio-grandenese. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 21 jun 1932, p.14, ano XLII, n.146.
Cinearte, Rio de Janeiro, 27 jul 1932, p.14, n.335.
O Vinho do Rio Grande. Diário Carioca, Rio de Janeiro, 21 out 1933, p.5, ano VI, n.1.600.

Exibições


• Rio de Janeiro (DF), Cinema Odeon, 19 jun 1932, dom, 10h30 (especial, com a presença do chefe do governo provisório Getúlio Vargas)

• Rio de Janeiro (DF), Mundial, 30 set 1932, sex

• Rio de Janeiro (DF), Feira de Amostras, out 1933, todas as noites

Arquivos especiais


Noticiário:

O Vinho do Rio Grande. Diário Carioca, Rio de Janeiro, 21 out 1933, p.5, ano VI, n.1.600.
Assistimos ontem no recinto da Feira de Amostras, um lindo filme natural, patrocinado pela Sociedade Vinícola Rio-grandense que se intitula: O Vinho do Rio Grande.
O filme que foi dirigido pelo hábil operador Ramon Garcia mostra-nos a florescente indústria vinícola, no Rio Grande do Sul, e a Festa da Uva em Caxias, que sem dúvida revestiu-se de um brilhantismo notável.
Esse lindo filme natural, que honra a Sociedade Vinícola Rio-grandense está sendo exibido todas as noites, no recinto da Feira de Amostras.

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
O Vinho do Rio Grande. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/148/o-vinho-do-rio-grande. Acesso em: 18 de maio de 2024.