Novos horizontes (1934)

Brasil (RS)
Longa-metragem silencioso | Não ficção
35 mm, pb, 96 min

Direção: Italo Majeroni Leopoldis.
Companhia produtora: Leopoldis Film

Primeira exibição: São Leopoldo (RS), Cinema Independência, 30 maio 1934, qua

 

Novos horizontes foi realizado por ocasião da Exposição São Leopoldo – Agrícola, Industrial e Avícola, de 1934, que prestava uma homenagem aos imigrantes alemães que ajudaram na colonização do Rio Grande do Sul. Mistura de documentário, alguma ficção e publicidade, o filme começa em Porto Alegre, onde um casal toma a decisão de viajar pelas cidades próximas (São Leopoldo, Novo Hamburgo), vindo a se encantar com aquilo que encontra pelo caminho. Em São Leopoldo, a câmera passeia por locais famosos, como a casa do primeiro colono, o Seminário provincial (o mais importante do país), a Praça Centenário, o Horto Florestal, o Tennis Club São Leopoldo, o Club Nautico Itapuí, o Colégio São José e o Rio dos Sinos. Um momento relevante é o encontro com Miguel Carlos Kauer, um idoso de 82 anos, que era o mais velho sobrevivente da Revolta dos Muckers (1873-1874), ocorrida no Morro Ferrabraz. Em Novo Hamburgo, descrito como "o menor município do Rio Grande, mas um dos maiores centros industriais do país", o itinerário inclui visitas aos morros Dois Irmãos, ao Colégio Evangélico Stift, à Sociedade Ginástica, ao Matadouro de Provenzano, Sanchez & Cia. José Antônio Flores da Cunha (1880-1959), então nomeado interventor do Rio Grande do Sul por Getúlio Vargas, aparece prestigiando a exposição que fecha o filme. Jornais da época mencionavam as cenas de destaque da "vida esportiva, social, industrial e comercial" das comunidades.

Sinopse


Intertítulos completos:

// Leopoldis-Film, Porto Alegre, apresenta: // Novos horizontes // Film documentário por ocasião da Exposição de São Leopoldo de 1934 ... // ... em homenagem do trabalho da colonização alemã ... // ... no Rio Grande do Sul. // Dedicado aos Municípios de São Leopoldo e Novo Hamburgo e ... // ... a todos os que, com seu trabalho, ... // ... cooperam pela grandeza de nossa pátria. // Fotografias de I. M. Leopoldis // Legendas de Ney Camara // Executado exclusivamente com o insuperável material fotográfico: Agfa //

// Na capital gaúcha // [Vista geral de Porto Alegre. Movimento de carros, bondes, pessoas. Realejo. O comércio. Grande Hotel (Rua dos Andradas com Caldas Júnior): fachada e interior; restaurante com pessoas às mesas, comendo; garçons. Um casal sentado a uma mesa dialoga. Legenda da mulher: "Afinal, o que faremos hoje?" Legenda do homem: "A propósito, olha este anúncio." // Anúncio no jornal Diário de Notícias: "Empresa de transporte Catelli & Cia. Ltda. - de 15 em 15 minutos - Viagens para São Leopoldo - Conforto máximo - Saídas: Fundos do Mercado" // [O casal se levanta e sai do restaurante. Elevador. Os dois saindo à rua. Pegam o ônibus nos fundos do Mercado] // Sapucaia // [a figueira] // Em palestra com o sub-prefeito, sr. José Athanazio Dias // O Matadouro e Saladeiro "Progresso" de Caetano Difini & Cia. localizado em Sapucaia (fundado em 1903) // Abate anualmente cerca de 10.000 cabeças de gado bovino e 6.000 de suíno. // Os sócios // Caetano Difini - fundador da firma // Amor materno!.. // [entre porcos] // O capim 'Elefante' ótimo para alimento dos suínos. // O gado que vai ser abatido // Para o consumo. // Continua. //

// Segunda parte // Seguimos viagem para São Leopoldo. // [Ônibus na estrada. Out-door: "Confiança! Contra as dores: Cafiaspirina, o remédio de confiança. Bayer". O casal olhando a paisagem] // Legendas: As boas estradas... / ... encurtam as distâncias... / ... apertam os laços de amizade... intensificam o intercâmbio comercial... / ... facilitam a alfabetização... / ... são a alavanca do progresso. // As boas estradas abrem... / ... Novos Horizontes. // São Leopoldo // [Vista geral da cidade. O casal desce do ônibus. Vistas da cidade] // Seminário provincial. O mais importante do país. // Cel. Theodomiro Porto da Fonseca, prefeito municipal, em seu gabinete de trabalho. // A casa do primeiro colono. // Hidráulica Municipal. // O Hospital Centenário, próprio municipal, realizado sob a gestão do cel. Theodomiro Porto da Fonseca. // O pavilhão de isolamento, recentemente inaugurado. // Logo à entrada da cidade, numa pequena elevação ergue-se o Quartel do 8º B. C. // O senhor coronel Augusto Teles Ferreira, comandante do corpo, em palestra com o senhor major fiscal. // A oficialidade. // O rancho. // Continua. //

// Terceira parte // A praça Centenário, uma das tantas realizações do cel. Theodomiro Porto da Fonseca. // [O casal na praça] // O monumento erguido por ocasião do centenário da emigração alemã. // A Navegação Blauth & Cia. Ltda. liga, por via fluvial, São Leopoldo à capital. // Algumas lindas edificações construídas pela firma Corrêa, Barreiros & Cia. // projetadas e executadas sob a direção do engenheiro-construtor Germano Jacob Muller. // Os escritórios e depósitos da firma. // Seção de carpintaria. // Fabricação de mosaicos. // Manufatora de Artefatos de Borracha e Asbeto Ltda. inaugura o seu estabelecimento industrial. // O cel. Theodomiro Porto da Fonseca liga a tripla chave, movimentando as máquinas. // O churrasco oferecido aos convivas. // O dr. Benfica Filho fala agradecendo em nome dos convidados. // Os sócios da firma. // A fábrica de fósforos, um dos mais antigos estabelecimentos industriais da cidade, pertencente a Companhia Brasileira de fósforos marcas: "Duelo" e "Colombo". // Os toros de pinho que vão ser transformados em pequeninos palitos de fósforos... // O juramento à Bandeira, da turma de 1933 da Escola de Instrução Militar, anexa ao S. C. Nacional. // A fábrica de obras de serralheria, camas, fogões e geladeiras, de Emilio Hugo, donde saem os conhecidos produtos "marca Walter". //

// Quarta parte // O Horto Florestal de São Leopoldo, propriedade da Viação Férrea do R. G. S. e uma das maiores plantações de eucalitos do estado. // Viveiros de eucalitos. // Do eucalipto faz-se atualmente grande parte dos dormentes empregados na V. F. R. G. S. // A tradicional Festa da Páscoa, com fins beneficientes, é, anualmente, uma alegre nota na vida da cidade. // O Tennis Club São Leopoldo reúne a elite leopoldense em torno do elegante sport. // Circundadas por vastas extensões de terras encontram-se as afamadas Adegas Bier. // Legenda: Adegas Bier de Henrique Bier // O Club Nautico Itapuí grande animador da vida da cidade. // [O casal observa, anda de balanço] // Um salto verdadeiramente sensacional pelo esportman Adolfo Petrik. // Rio dos Sinos, o maravilhoso rio que banha São Leopoldo. //

// [Quinta parte] // Num dos pontos mais pitorescos da cidade encontra-se o Colégio São José, equiparado às escolas complementares do Estado e dirigido pelas Irmãs Franciscanas. // Ginástica sueca. // Uma lição de solfejo. // Dormitório das menores. // Aula de costura. // Hora do café. // Hora do recreio. // No histórico morro do Ferrabraz, onde a sessenta anos desenrolou-se a sangrenta guerra dos Mukers ... // ... acha-se hoje instalada a pedreira do Amaral Ribeiro, explorada pela firma Corrêa, Barreiros & Cia.. // Miguel Carlos Kauer, com 82 anos de idade, o mais velho sobrevivente da guerra dos Mukers. // A pedreira antes das explosões. // A pedra britada é enviada a seu destino. // Continua. //

// Sexta parte // Novo Hamburgo // O menor município do Rio Grande e um dos maiores centros industriais do país. // Os morros Dois Irmãos. // O prefeito do município cel. José Gomes Ferreira, em seu gabinete de trabalho. // Os funcionários da prefeitura. // O monumento comemorativo da colonização alemã no Rio Grande. // As alunas do Colégio Evangélico Stift. // Flagrantes na praça principal. // O Matadouro de Provenzano, Sanchez & Cia.. // O "decantador" do serviço higiênico do estabelecimento. // Graxeira. // Fabricação de banha. // A chegada de uma tropa vinda de Vacaria. // Pesagem do gado. // A bengala elétrica que com vantagens substitui a aguilhada. // A matança. // Traição de irmãos!... // Continua. //

// Sétima parte // A Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo cuida com especial carinho da cultura física de seus associados. // O professor Walter Rick dirigindo suas alunas. // Os dirigentes da parte técnica da ginástica. // A grande exposição em homenagem ao trabalho da colonização alemã. // São Leopoldo, graças ao dinamismo de seu prefeito, dá uma formidável demonstração de sua força econômica, inaugurando a sua Exposição. // A ansiedade do povo à espera do gal. Interventor para o ato inaugural. // Para prestar as continências devidas ao gal. Flores da Cunha. // A chegada das altas autoridades. // O gal. Flores da Cunha e o sr. Froedrich Ried, representante do embaixador alemão, rodeados das altas autoridades do Estado. // [Pórtico com a inscrição: "Salve Rio G. do Sul – Exposição S. Leopoldo"] //

// [Oitava parte] // [faixa: "Exposição S. Leopoldo – Agrícola, Industrial e Avícola – em homenagem ao trabalho da colonização alemã no Rio Grande – 1824-1934"] // O gal. Flores da Cunha visita os stands. // Stand da fábrica de móveis: Vva. Rodolfo Renner, um dos mais admirados. // [Grande prêmio] // Schmeling & Herzfeldt Indústria Metalúrgica Porto Alegrense // Única fábrica de tesouras no Brasil. // Stand da Fábrica de Balanças "Santo Antonio". // Todos os produtos distinguidos com grande prêmio. // [placa: "Dahne, Conceição & Cia."] // São Leopoldo reconhecido presta merecida homenagem a seu prefeito. // O dr. Alfredo Lino Dias em eloquente alocução exalta os grandes feitos do edil leopoldense. // Glória ao trabalho dos filhos do Rio Grande // Novos horizontes // Fim //

Ficha técnica


IDENTIDADES
José Athanazio Dias (sub-prefeito de Sapucaia), Theodomiro Porto da Fonseca (coronel, prefeito de São Leopoldo), Augusto Teles Ferreira (coronel, comandante do 8º B. C.), Benfica Filho, Henrique Bier, Adolfo Petrik (esportista), Miguel Carlos Kauer (sobrevivente dos Muckers), José Gomes Ferreira (coronel, prefeito de Novo Hamburgo), Walter Rick (professor), Flores da Cunha (general, interventor), Froedrich Ried (representante do embaixador alemão), Alfredo Lino Dias

DIREÇÃO
Direção: Italo Majeroni Leopoldis.

ROTEIRO
Legendas [Intertítulos]: Ney Camara.

PRODUÇÃO
Produção: Italo Majeroni Leopoldis.

FOTOGRAFIA
Fotografia: Italo Majeroni Leopoldis.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Película: Agfa.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Leopoldis Film (Porto Alegre).

FILMAGENS
Brasil / RS, em Porto Alegre; Sapucaia; São Leopoldo; Ferrabraz; Novo Hamburgo.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:36:30 (DVD) / 93 min (cópia VHS)
Número de rolos: 8 rolos (8 partes)
Metragem: 1.938 metros [= 114 min]
Som: Mudo
Imagem: pb
Proporção de tela: 1.33
Formação de captação: 35 mm
Formação de exibição: 35 mm

DIVULGAÇÃO
Folheto: referente à exibição deste documentário em Caxias do Sul, 30 maio 1934; original no Museu do Trabalho.

DISTRIBUIÇÃO
Certificado de censura: em 18 de maio de 1934, do Gabinete de Censura Teatral e Cinematográfica de Porto Alegre; antecede o material examinado.

OBSERVAÇÕES
A exposição inaugurou em 1º de maio de 1934.
Cartela da cópia analisada: // Este filme foi restaurado no laboratório da Fundação Cinemateca Brasileira, São Paulo //.
De acordo com créditos iniciais, a película utilizada é da marca alemã Agfa.
Existe um trecho atribuído como Inauguração da faixa de cimento Canoas-São Leopoldo (2 min, cópia VHS com Antonio Jesus Pfeil), que provavelmente faz parte de Novos horizontes. O mesmo acontece com outros dois trechos depositados na Cinemateca Brasileira: Na capital gaúcha-1934 (96,5 metros = 4 min) e O coronel Theodomiro Porto da Fonseca (26,8 metros = 1 min), provavelmente pertencentes a Novos horizontes.
Fan, Porto Alegre, 7 jul 1934, n.8, informa das sessões no Thalia.

Grafias alternativas: Leopoldis-Film

BIBLIOGRAFIA
PFEIL, Antonio Jesus. Cinematógrafo e o cinema dos pioneiros. In: BECKER, Tuio (org.). Cinema no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Unidade Editorial, 1995, p.25.

Noticiário:
Do Teatro e do Cinema: Leopoldis Filmes e a película Novos horizontes. A Federação, Porto Alegre, 25 maio 1934, p.2, ano LI, n.119.
Novos horizontes e Graf Zeppelin sobre Porto Alegre: em primeira mão na capital amanhã, no Ypiranga. Correio do Povo, Porto Alegre, 1º jul 1934.
Do Teatro e do Cinema: Novos horizontes e Graf Zepelin em Porto Alegre, no Ipiranga – O Ipiranga apresentou-se ontem completamente cheio em suas duas sessões. A Federação, Porto Alegre, 3 jul 1934, p.2, ano LI, n.151.
Novos horizontes continua com grande sucesso no cartaz de Ypiranga. Diário de Notícias, Porto Alegre, 4 jul 1934.
Fan, Porto Alegre, 7 jul 1934, n.8.

Exibições


• São Leopoldo (RS), Cinema Independência, 30 maio 1934, qua

• Porto Alegre (RS), Imperial, 1934 (para autoridades e imprensa)

• Porto Alegre (RS), Ypiranga, 2, 3 jul 1934, seg, ter (+ Zepelin sobre Porto Alegre)

• Porto Alegre (RS), Thalia, 10, 11 jul 1934, ter, qua

Arquivos especiais


Noticiário e crítica:

Do Teatro e do Cinema: Leopoldis Filmes e a película Novos horizontes. A Federação, Porto Alegre, 25 maio 1934, p.2, ano LI, n.119.
São Leopoldo assistirá quarta-feira, dia 30 do corrente, no Cinema Independência, a exibição do filme Novos horizontes, apresentado pela Leopoldis Filme. Película feita em homenagem ao trabalho da colonização alemã no Rio Grande do Sul, por ocasião da Exposição de São Leopoldo, Novos horizontes está fadada a alcançar ruidosos sucessos.

Folheto de propaganda, 30 maio 1934.
Cinema INDEPENDÊNCIA – HOJE 30 de maio – Grandioso acontecimento. A OBRA PRIMA NACIONAL orgulho dos leopoldenses. Será exibido o GRANDE FILME documentário da Exposição de São Leopoldo – EM 8 PARTES – NOVOS HORIZONTES da Leopoldis Film – Dedicado ao trabalho da Colonização Alemã no R. G. do Sul. A maior parada de trabalho no Rio Grande no melhor filme nacional. Senhorinhas – Senhoras – Cavalheiros – V SS. tambem FORAM FILMADOS. Não deixem pois, de assistir a este grandioso filme, onde encontrarão em magistrais quadros: A URBE DA CAPITAL GAUCHA – A VIAGEM PITORESCA DE PORTO ALEGRE A SÃO LEOPOLDO. – NO HISTÓRICO MORRO DO FERRABRAZ DOS TEMPOS DE JACOBINA MAURER (ÉPOCA DOS MUKERS) e uma infinidade de cenas da vida esportiva, social industrial e comercial de São Leopoldo e Novo Hamburgo. No mesmo programa a grandiosíssima comédia sonora da Universal, em duas partes: Só a patroa sabe – Preço 2$000 – NOTA – Suspensas as entradas de favor.

Novos horizontes e Graf Zeppelin sobre Porto Alegre: em primeira mão na capital amanhã, no Ypiranga. Correio do Povo, Porto Alegre, 1º jul 1934.
Estreia amanhã no Ypiranga a produção da Leopoldis-Film, Novos horizontes, filme gaúcho, em homenagem a colonização alemã de Porto Alegre.
Trata-se de uma película que traz diversos aspectos de Porto Alegre e uma viagem pitoresca até São Leopoldo, aspectos da exposição de São Leopoldo, vida esportiva, festas, ginásticas, o general Flores da Cunha acompanhado de autoridades estaduais e federais e o cônsul alemão etc. etc.
Oferecem especial atenção os quadros de Novo Hamburgo onde as meninas da sociedade hamburguense fazem inúmeros exercícios de ginástica sueca.
No mesmo programa serão focados diversos aspectos da passagem do Graf Zeppelin sobre Porto Alegre, e as suas evoluções sobre nossa capital.
O trabalho da Leopoldis Film, todo sincronizado, é um dos melhores trabalhos da cinematografia nacional, e merece aplausos por se tratar de um filme puramente nacional. Novos horizontes e Graf Zeppelin serão levados hoje, à noite, no Ypiranga em primeira mão na capital.

Novos horizontes continua com grande sucesso no cartaz de Ypiranga. Diário de Notícias, Porto Alegre, 4 jul 1934.
Alcançou grande sucesso nas duas exibições de segunda a terça-feira no Ypiranga, o filme "gaúcho", feito pela Leolpodis-Film, por ocasião da Exposição de São Leopoldo. O referido filme é dedicado à colônia alemã no Rio Grande do Sul. Foi um verdadeiro sucesso, pois, que no segundo dia de exibição ultrapassou toda a expectativa. Novos horizontes, é um filme que demonstra as nossas possibilidades cinematográficas.
Obra de um esforço formidável, esse filme é perfeito na fotografia e no arranjo.
Além disso, mostra o grandiosa operosidade do povo germânico na nossa pátria.
São Leopoldo, com sua grande exposição, deu uma demonstração do seu progresso sempre crescente e todo esse monumento de trabalho foi focado pela Leopoldis-Film.
Nesse mesmo trabalho, a Leopoldis Filme, apresenta a passagem do Graf Zeppelin pela nossa capital, em instantâneos esplêndidos.
O Ypiranga é exibido desses "capo lavoro" dum punhado de rio-grandenses.

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Novos horizontes. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/150/novos-horizontes. Acesso em: 18 de abril de 2024.