Legal paca!... (1988)

Brasil (PR-RS)
Longa-metragem | Ficção
35 mm, cor, c.85 min

Direção: Pereira Dias.
Companhia produtora: Rolândia Produções Cinematográficas; Objetiva Filmes

Primeira exibição: Londrina (PR), Cine-Teatro Ouro Verde, 23 mar 1988, qua (pré-estreia)
Primeira exibição RS: desconhecida

 

Antonio Pedro da Costa Filho nasceu em Uberaba (MG) em 1936. Filho de Antonio e de Etelvina de Jesus, desde cedo se destacava entre os sete filhos do casal. Quando aprontava alguma coisa, os pais o chamavam de Jeca Tatu, personagem criado por Monteiro Lobato em 1918. Quando tinha 8 anos, um circo chegou à cidade e a vida de Antonio se transformou: ele descobriu que queria ser artista. Trabalhando no circo, ganhou a sua primeira moeda como uma espécie de palhaço vendendo pirulitos. Começava a nascer o Jeca Tatu. Em 1950, depois de passar por outras cidades, a família de Antonio chegou à Rolândia e foi morar na fazenda Veseroda, trabalhando com café, mas o destino tinha outros planos para o menino mineiro que gostava de fazer os outros rirem. Em 2016 é lançada sua biografia, Jeca Tatu: 70 anos de história, escrita por Laércio José da Silva.

Ele participa de Lá no meu sertão (Eduardo Llorente, 1962) com Tonico e Tinoco, tem seus próprios filmes Legal paca!... e Jeca Tatu e o filho do coronel (Roberto Carlos de Araújo, 2013, 105 min). Ainda atua em Um Voo para a liberdade (2014). Gravou cinco LPs e oito CDs. Legal paga!... conta a história de um fazendeiro que, afundado em dívidas, vende suas terras para pagá-las, desempregando quase trezentas pessoas. A partir daí, o Jeca Tatu passa a interferir na situação.

As filmagens aconteceram em Patrimônio Regina, em Londrina, com atores e técnicos locais. As exceções são o diretor Pereira Dias e o fotógrafo Ivo Czamanski, gaúchos. Também do RS, a Objetiva Filmes entrou como produtora associada (cf. ficha da Cinemateca Brasileira).

 

Sinopse


Jeca Tatu é um trabalhador rural pressionado por um empresário, que ao resolver trocar a cultura de café por soja e milho acarreta desemprego em centenas de pessoas que vivem em função das colheitas.

Ficha técnica


ELENCO
Jeca Tatu,
Lázaro Câmara, Jangadeiro, Francisco Salles, Vick Turi, José Carlos Stuani, Izilda Ferreira, Sofia Carvalho, Lázaro Antonio Filho, Jucinet Cardoso, Benê Costa, Terezinha Ferreira, Tonimar, Pai Tomé, Paulo Souza, Alexandre Koccis, Sérgio Catharino, Vera Kussler, Roberto Barros, Wanderley Souza, Helga Stil, Canaro.
Participação especial: Preferido e Predileto, Teodoro e Sampaio,
Luiz Carlos Alborghetti, Matãozinho, Pinga Fogo, José Domingues, Siqueira Martins, Luciano Costa, José Jabur.

DIREÇÃO
Direção: Pereira Dias.
Assistência de direção: Rubens Rosa, Carlos Baratz.
Continuidade: Ana Felipe.

ROTEIRO
Argumento: Pedro Pereira Dias Neto.
Roteiro: Pereira Dias.

PRODUÇÃO
Produção executiva: Pedro Pereira Dias Neto.
Produção associada: Francisco Cardoso, Pereira Dias, Ari Lopes Soares, Antonio Pedro da Costa Filho [Jeca Tatu], Rubens Verpa.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia e operação de câmera: Ivo Czamanski.
Assistência de câmera: Valdir Coelho.

Eletricista chefe: Geraldo Borges.
Assistência de elétrica: Ronaldo Borges.

Fotografia de cena: Josias.

ARTE
Contrarregragem / acessórios de cenografia: Jorge Ventura.

SOM
Técnico de som: Carlos Bonfim.

MÚSICA
Músicas:
• "Living in the past" (Ian Anderson) por London Symphony Orchestra
• "Ciranda, cirandinha" // domínio público
• "[Criança cante comigo, criança vamos cantar]" por Jeca Tatu
• "Vestido de seda" (Alcino Alves, Teodoro) por Teodoro e Sampaio
• "Thick as brick" (Ian Anderson) por London Symphony Orchestra
• "Mulher do meu vizinho" (Guaraçu, Pinga Fogo, J. Nascimento) por Jeca Tatu e coro
• "Vou vender meu burro" (Guaraçu, Mascarenhas de Moraes) por Jeca Tatu
• "Boneca falante" (Laércio Malaquias, Francisco A. do Carmo) por Preferido e Predileto
• "Tapinha do Jeca" (Jeca Tatu, Nico Pinheiro) instrumental por Jeca Tatu (acordeon), participação: Ademir Licce
• "Elegy" (Dee Palmer)
• "Locomotive breath" (Dee Palmer)
• "Papagaio no galinheiro" (Jeca Tatu; bugio) instrumental por Jeca Tatu (acordeon)
• "Fanfare for Rocky" (Bill Conti)
• "Tristeza do Jeca" (Angelino de Oliveira) por Jeca Tatu

Não fica claro se as músicas estrangeiras pertencem à trilha sonora original ou se foram acrescentadas na versão do YouTube.

FINALIZAÇÃO
Montagem: Pereira Dias.
Consultoria de cor: Jurandir Pizzo.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Rolândia Produções Cinematográficas (Rolândia, PR).
Produção associada: Objetiva Filmes (Porto Alegre, RS).

AGRADECIMENTOS

FILMAGENS
Brasil / PR, Patrimônio Regina, em Londrina.
Período: a partir de 2 de janeiro de 1987.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: c.85 min (YouTube) / 80 min (Cinemateca Brasileira)
Metragem: 2.180 metros
Número de rolos:
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação: 35 mm
Formato de exibição: 35 mm

DIVULGAÇÃO

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
Distribuição: Rolândia Distribuidora.
Contato:

OBSERVAÇÕES
Cópia disponível no YouTube sem créditos originais. As informações de ficha técnica são de Filmografia Brasileira (Cinemateca Brasileira).
Acompanha a versão do YouTube um documentário (sem título, sem créditos), em que Jeca Tatu comenta aspectos e cenas do filme. Identidades: Jeca Tatu, Ademir Licce, Rosângela Licce, Apparecida Micheletti Licce, Matãozinho, Nico Scatâmbulo, Siqueira Martins, Preferido e Predileto, Eliane Camargo, Antônio e Amado, Luiz Henrique 'Dedo de Ouro', J. Silva, Sebastião Gonçalves, João Mosconi, dr. Osni Domingos Giordani, Deodato Serafim Baião, Lázara Cândida dos Prazeres, Nico Pinheiro, Teodoro. Duração: c.30 min.
Certificado de Produto Brasileiro: 1.083, de 19.01.1988.

Grafias alternativas:

DISCOGRAFIA
Discografia Jeca Tatu:
LP:
Jeca Tatu. Itaipu Gravações GILP 280, ℗ 1982.
Jeca Tatu. Vol. II. Itaipu Gravações GILP 310, ℗ 1984.
Jeca Tatu. Vou vender meu burro: vol. III. Itaipu Gravações GILP 350, 1984.
Jeca Tatu. Solo acordeon: volume 4. Itaipu Gravações, 198?.

BIBLIOGRAFIA
Noticiário:
Um dia de filmagens – Faltam poucas cenas para terminar as filmagens de Legal paca!, que está sendo rodado em Londrina e região. A Folha acompanhou, na última quarta-feira [28 jan], algumas cenas do filme. Folha de Londrina, Londrina, 3 fev 1987, Caderno 2.
CÂNDIDO, Flávio. Ainda tem ouro neste filão. O Fluminense, Niterói, 31 maio-1º jun 1987, Encontro, p.10 [BN, p.54], ano CX, n.25.715.
GROTA, Rodrigo. História do cinema em Londrina. Taturana, Londrina, verão 2009, p.4-9, n.4.

Exibições


• Londrina (PR), Cine-Teatro Ouro Verde, 23 mar 1988, qua (pré-estreia)

• YouTube, disponível desde 5 maio 2015

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Legal paca!.... In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1590/legal-paca. Acesso em: 18 de abril de 2024.