Além do limite – Quando a meta é sobreviver (2022)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Não ficção
cor, 102 min

Direção: Marcelo Monteiro.
Companhia produtora: Olho Humano; SindBancários Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região

Primeira exibição: São Luís (MA), 45º Festival Guarnicê de Cinema [23-30 set]-Mostra O Preço do feijão não cabe no cinema – cujo título é inspirado no poema "Não há vagas" do escritor maranhense Ferreira Gullar; mostra composta por quatro filmes que retratam a desigualdade social e a precarização do trabalho, online, entre 24-29 set 2022
Primeira exibição RS: Porto Alegre (RS), 1ª Conferência Intersetorial sobre Saúde e Trabalho Bancário, CineBancários, 13 abr 2023, qui, 9h (lançamento; debate com diretor)

 

Documentário sobre o drama dos bancários que cometeram (ou tentaram) suicídio em razão da pressão sofrida no ambiente de trabalho. Depoimentos, alguns com nomes fictícios e imagens fora de foco. O diretor é jornalista e bancário.

Sinopse


Cartelas iniciais:
// Nos anos 1990, a informatização e a consequente restruturação (sic) dos bancos resultaram em demissões em massa no setor financeiro. / Ao mesmo tempo, sobrecarregaram os bancários que permaneceram em seus postos. / Espremidos entre a sobrecarga de trabalho e o medo do desemprego, centenas cometeram suicídio. / Nos últimos anos, metas comerciais inatingíveis e práticas gerenciais abusivas têm colocado os bancários novamente entre a cruz e a espada. / E muitos trabalhadores de bancos sucumbiram à ideia de dar cabo à própria vida. / Enquanto você lia este texto, em algum lugar do Brasil um bancário pensava em se suicidar. //

Frases em tela e vozes distorcidas:
Eu tentei suicídio três vezes.
Queria que toda minha família morresse.
Eu ia me dar um tiro.
Eu ia despencar o meu carro.
Bater numa árvore e já era.
Comecei a cortar meus pulsos.
Seria melhor se todos nós morrêssemos.
Ameacei cortar meu pescoço.
Ele se enforcou dentro do almoxarifado.
Já tava com o revólver engatilhado.
Então, me joguei da escada.
Pensei em me jogar da janela do prédio.
Eu pensava em me jogar dos cânions.
Eu vou dormir e não vou acordar.
Queria que não tivesse falha.
Acelerei e fechei os olhos.

// Para preservar os entrevistados, alguns nomes foram trocados. Mas os personagens e suas histórias são reais. //

Ficha técnica


IDENTIDADES
Ordem de identificação:
Cláudia (nome fictício; viúva de gerente do Banco do Brasil),
Mauro Machado (bancário Santander),
Jailson Prodes (bancário Caixa),
Jorge (nome fictício; bancário Bradesco),
André Guerra (doutor em Psicologia Social),
Jaceia Netz (coordenadora de Saúde do SindBancários),
Jamile Chamum (bancária Itaú/Unibanco),
Sandra (nome fictício; bancária Itaú/Unibanco),
Rosemari da Rosa (ex-bancária Banco do Brasil),
Carlos Lima (bancário Bradesco),
Marta (nome fictício; ex-bancária Itaú-Unibanco),
Júlia (nome fictício; bancária Bradesco),
Paula Escobar (ex-bancária).

DIREÇÃO
Direção: Marcelo Monteiro.
Entrevistas: Marcelo Monteiro, Rosecler Carvalho.

ROTEIRO
Roteiro: Marcelo Monteiro.

PRODUÇÃO
Produção: Jaceia Netz, Jamile Chamum, André Guerra / Grupo de Ação Solidária-SindBancários.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Marcelo Monteiro.

SOM
Som: não creditado.

MÚSICA
Músicas:
• "Creep" (Emmit Fenn) // YouTube
• "A Baroque letter" (Aaron Kenny) // YouTube
• "Melancholia" (Godmode) // YouTube

ARQUIVO
Imagens de apoio: Agência Brasil; Pexels; Pixabay; Videvo; Videezy; YouTube;
Ernani Pereira Xavier (reprodução do livro Um Minuto de silêncio);
Okan Caliskan / Pixabay, Alef Zain Gama Sandoval / Pixabay, FlorenceCdeM / Pixabay, Pablo Cortes Alegria / Pixabay, Republica / Pixabay; Ron Lach / Pexels, Rholdan Ortiz / Pexels, Tima Miroshnichenko / Pexels, Ankit / Pexels, Artem Podrez / Pexels, Engin Akyur / Pexels, Cottonbro / Pexels, Mikhail Nilov / Pexels, Kindel Media / Pexels, Ivan Samkov / Pexels, Rodnae Productions / Pexels, Tiger Lily / Pexels; Driving time-lapse CC-BY NatureClip / www.natureclip.co.uk / Videevo.

FINALIZAÇÃO
Montagem: Marcelo Monteiro.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Assessoria jurídica: SindBancários, Antonio Vicente Martins.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Olho Humano (Porto Alegre).
Realização: SindBancários Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Grupo de Ação Solidária, Sindicato de Empregados em Estabelecimentos Bancários de Santa Maria e Região.
Agradecimentos especiais: Alexandre dos Santos, Cris Garbinatto, Jaceia Netz, Jamile Chamum, André Guerra.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Porto Alegre, na Praça da Alfândega (entrevista com Jailson Prodes) e fachadas de bancos do entorno: Banco do Brasil, Farol Santander, Meridional, Bradesco (R. General Câmara), Santander (R. Sete de Setembro), Banrisul, Caixa, Itaú e Banco Safra (R. dos Andradas); na R. 24 de Outubro, fachadas do Banco do Brasil (esquina com R. Luciana de Abreu) e Bradesco (esquina com R. Olavo Barreto Viana); prédio da Previdência Social.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:41:43 (YouTube)
Som:
Imagem: cor, trechos em pb
Proporção de tela: 1.77
Formato de captação:
Formato de exibição:

DIVULGAÇÃO

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: 14 anos.
Contato: Marcelo Monteiro; SindBancários Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região.

OBSERVAÇÕES
Cf. créditos finais:
// Cidades de origem dos entrevistados: Porto Alegre, Gravataí, Canoas, São Leopoldo e Camaquã (RS). //
// Porto Alegre – Janeiro de 2022. //
Em imagens de apoio, Alef Zain Gama Sandoval / Pixabay aparece duas vezes.

Título: Contradição entre créditos iniciais e finais: Acima do limite – Quando a meta é sobreviver (i) e Além do limite – Quando a meta é sobreviver (f); foi escolhido o segundo já que é o título que também está na página do YouTube onde está publicado e aquele com o qual participou de festivais.

Grafias alternativas: Rosemari da Rosa (identificação) e Rosemeri da Rosa (finais)
Grafias alternativas (funções): Imagens | Trilha sonora

BIBLIOGRAFIA

Exibições


• São Luís (MA), 45º Festival Guarnicê de Cinema [23-30 set]-Mostra O Preço do feijão não cabe no cinema – cujo título é inspirado no poema "Não há vagas" do escritor maranhense Ferreira Gullar; mostra composta por quatro filmes que retratam a desigualdade social e a precarização do trabalho, online, entre 24-29 set 2022

• Jaraguá do Sul (SC), 5º Festival de Cinema Jaraguá do Sul [6-9 out]-Documentário, out 2022

• Porto Alegre (RS), 1ª Conferência Intersetorial sobre Saúde e Trabalho Bancário, CineBancários, 13 abr 2023, qui, 9h (lançamento; debate com diretor)

• YouTube, disponível desde 13 abr 2023 (postado pelo diretor)

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Além do limite – Quando a meta é sobreviver. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/1650/alem-do-limite-quando-a-meta-e-sobreviver. Acesso em: 18 de abril de 2024.