As Filhas do fogo (1979)

Brasil (SP)
Longa-metragem | Ficção
35 mm, cor, 93 min

Direção: Walter Hugo Khouri.
Companhia produtora: Lynxfilm; Editora Três

Primeira exibição: Gramado (RS), VII Festival do Cinema Brasileiro de Gramado [22-27 jan]-Fora de concurso-Noite encerramento, 27 jan 1979, sab

 

Walter Hugo Khouri: "Escolhi a cidade de Gramado, verdadeiro paraíso incrustado nas serras do Rio Grande do Sul, porque desde a minha primeira visita àquela cidade algo de estranho, insólito e diferente me foi sugerido pela sua atmosfera. Ao mesmo tempo achei que um contraste entre a beleza deslumbrante do local e o clima denso, mórbido e quase fantasmagórico da história poderia resultar numa síntese que intensificaria a poesia, o sensualismo e o sentido de alucinação, crueldade e fatalismo que compõem a estrutura do filme". (Correio de Notícias, Curitiba, 2 fev 1979, p.17, ano II, n.518)

Merten em seu blog: "Tenho para mim que Khouri armou uma história em função do cenário, porque o que ele queria realmente era filmar numa casa na região de Gramado e Canela, que foi construída como um puzzle. Toda ela foi montada por encaixes de madeira. Nenhum prego". (Meu amigo Khouri, o homem que filmou Odete, Norma e Lilian. Blog do Merten, São Paulo, 4 fev 2021)

Cf. anúncio: Inspirado nas estarrecedoras revelações da revista Planeta.
Em dicionários e filmografias, geralmente este filme aparece datado como sendo de 1978, mas este é o ano de sua finalização (e do certificado de censura); são desconhecidas exibições em 1978 (é provável que tenham acontecido exibições privadas ou até pré-estreia). A primeira exibição documentada acontece no Festival do Cinema Brasileiro de Gramado em 1979, portanto este é o ano a ser fixado.

Sinopse


Ana visita sua amiga Diana em um grande casarão localizado em Gramado. Diana está acompanhada da governanta Mariana e dois empregados. As duas conversam sobre Silvia, mãe de Diana, que faleceu há alguns anos. Um homem estranho aparece na casa e pede um prato de comida. Mariana lhe dá comida e vinho e ele parte. Em um passeio pela região encontram Dagmar, amiga de Silvia, que lhes convida para uma visita à sua casa. Dagmar recebe as garotas e as convida para a tradicional festa à fantasia que vai acontecer em alguns dias, incumbindo Tia Gertrudes de ajudá-las com as roupas. Dagmar causa espanto nas garotas ao revelar que realiza o trabalho de gravar vozes de pessoas que já morreram. O estranho volta à casa e Mariana o recebe. As amigas voltam à casa de Dagmar que mostra a Ana uma de suas fitas. A moça se impressiona ao reconhecer nas gravações as mesmas vozes que ela escuta, em especial a que lhe dá a sensação de ser a voz de Silvia. Ana conta para Diana seu dom e também que reconheceu a voz de Silvia em fitas de Dagmar. Diana assusta-se com a presença do estranho que caminha pela casa à procura de vinho. Ela o obriga a deixar a casa. No dia seguinte ele aparece morto junto a um lago próximo. Ana e Diana preparam-se para a festa. Elas chegam ao local e um homem lhes informa que a festa vai começar somente em algumas horas e elas aproveitam para visitar Dagmar. Lá descobrem que a festa em questão deixou de ser realizada há dez anos e que Tia Gertrudes estava morta há alguns anos. Ana vê Silvia ao lado de Dagmar e se apavora. Ela morre misteriosamente e Diana, após também sentir a presença de sua falecida mãe, mata Dagmar com um tiro. Ela tenta sair da casa e encontra as portas trancadas e as janelas cobertas por uma estranha vegetação. O dia amanhece e, entre as árvores, Mariana prepara-se para ir embora.

Ficha técnica


ELENCO
Paola Morra (Diana), Karin Rodrigues (Dagmar), Rosina Malbouisson (Ana), Maria Rosa (Mariana), Serafim Gonzales (Forasteiro), Selma Egrei (Sílvia),
Maria Hussemann (Tia Gertrudes), Helmut Hosse (Mordomo), Karin Haas (Costureira), Rudolf Machalowsky (Caseiro).

DIREÇÃO
Direção: Walter Hugo Khouri.
Assistência de direção: Iracema Nogueira Lima.

ROTEIRO
Argumento e roteiro: Walter Hugo Khouri.

PRODUÇÃO
Produção: Cesar Mêmolo Júnior.
Direção de produção: Yara Nesti.
Gerência de produção: Milton Lino Bittencourt.
Assistência de produção: Paulo Cardoso.
Estagiária de produção (não creditada): Flávia Moraes.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Geraldo Gabriel.
Operação de câmera: Walter Hugo Khouri.
Assistência de câmera: Eurípedes Branco Araújo.

Eletricista: Nelson Vochikoski, Edgar Ferreira da Silva.
Maquinista: João Carlos Reis, Aldovrando Barbosa.

Fotografia de cena: José Amaral.

ARTE
Cenografia: Marcos Weinstock.
Contrarregragem / acessórios de cenografia: Clovis Lourenço.

SOM
Som guia: Ubirajara de Castro, Ronaldo Noerngen.

MÚSICA
Música: Rogério Duprat.

Músicas (não creditadas):
• "Das Lied der Trennung" ["Canto da separação"] [K.519] (Wolfgang Amadeus Mozart) por Teresa Stich-Randall (soprano) & Jacqueline Bonneau (piano)
• "Nacht und Träume, Op. 43 Nº. 2" (Franz Schubert) [D.827] por Teresa Stich-Randall (soprano) & Jacqueline Bonneau (piano)

FINALIZAÇÃO
Montagem: João Ramiro Mello.
Assistência de montagem: Laura Imperiale.

Efeitos especiais de som: Geraldo José.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Película: Kodak Eastmancolor.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Lynxfilm (São Paulo); Editora Três (São Paulo).

AGRADECIMENTOS

FILMAGENS
Brasil / RS, em Gramado e Canela, na antiga casa dos Knorr, sede do Parque Knorr, e numa casa no caminho da Cascata do Caracol; externas no Parque Knorr e na cidade;
Brasil / SP, em São Paulo, em estúdio (sequência da sauna).
Período: entre 7 e 23 de dezembro de 1977.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 93 min
Metragem: 2.540 metros
Número de rolos:
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação: 35 mm
Formato de exibição: 35 mm

PREMIAÇÃO
• 5º Prêmio Waldemar Seisel (Arrelia) – criado pela agência de publicidade Syta Produções, 1979: categoria cinema: Karin Rodrigues.

DISTRIBUIÇÃO
Certificados: Censura Federal 98317 de 15.09.1978, proibido para menores de 18 anos. Certificado de Produto Brasileiro LM/216/78 (Conselho Nacional de Cinema) de 23.08.1978. Certificado de Produto Brasileiro: B0500263100000 de 13.05.2005.
Classificação indicativa: 18 anos.
Contato:

OBSERVAÇÕES
Grafias alternativas: Lino Bittencourt | Rupert Khouri [pseudônimo de Walter Hugo Khouri, em operação de câmera]

BIBLIOGRAFIA
Noticiário:
HOHLFELDT, Antonio. As Filhas do fogo, de Khouri, em filmagens em Gramado. Jornal de Caxias, Caxias do Sul, 19 nov 1977, p.38 [BN, p.41], ano 5, n.249.
SANTOS, Francisco Alves dos. Khouri e o terror parapsicológico – Entra em cartaz hoje, no Cine Vitória, o filme de Walter Hugo Khouri, exibido no Festival de Gramado como hors concours. Correio de Notícias, Curitiba, 3 fev 1979, p.17, ano II, n.519.
SILVEIRA, Marilu. Filhas do fogo. Correio de Notícias, Curitiba, 6 fev 1979, p.11, ano II, n.521.

Crítica:
Crítica: In: MOTTA, Carlos M. (org). Críticas de Rubem Biáfora – A coragem de ser. São Paulo: Imprensa Oficial, 2006. 196p. (Coleção Aplauso Cinema), p.58-59.
JACOBSEN, Rafael Bán. As Filhas do fogo, de Walter Hugo Khouri: uma leitura literária. In: JACOBSEN, Rafael Bán; NEUBERGER, Lotário (org). Literatura & cinema. Porto Alegre: Ediplat-Editora Plátano, CIPEL-Círculo de Pesquisas Literárias, 2017. 135p.
BEZERRA, Julio. As Filhas do fogo. In: CARNEIRO, Gabriel; SILVA, Paulo Henrique (org). Cinema fantástico brasileiro: 100 filmes essenciais. Belo Horizonte: Editora Letramento, 2023. 375p., p.26-28.

Sobre Walter Hugo Khouri:
PUCCI JR., Renato Luiz. O Equilíbrio das estrelas: filosofia e imagens no cinema de Walter Hugo Khouri. São Paulo: Annablume / Fapesp, 2001. 258p. Orelhas: Ismail Xavier.
Retrospectiva Walter Hugo Khouri: meio século de cinema. São Paulo: CCBB Centro Cultural Banco do Brasil, 2001.

Exibições


EXIBIÇÕES
• Gramado (RS), VII Festival do Cinema Brasileiro de Gramado [22-27 jan]-Fora de concurso-Noite encerramento, 27 jan 1979, sab

Lançamento comercial:
• Caxias do Sul (RS), Cine Vêneto (Av. Júlio de Castilhos, 768, Bairro de Lourdes), 2-7 fev 1979, sex, 20h30, sab, dom, 20h, 22h, seg-qui, 20h30

• Curitiba (PR), Vitória (R. Pedro Ivo, 522),
3-9 fev 1979, sab-sex, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h
10-16 fev 1979, sab-sex, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h

• Curitiba (PR), Rivoli (R. Emiliano Perneta, 93),
5-11 fev 1979, seg-dom, 14h, 16h, 20h, 22h
12-18 fev 1979, seg-dom, 14h, 16h, 20h, 22h

• Caxias do Sul (RS), Cine Imperial, 23 fev-1º mar 1979, sex, 20h15, sab, dom, 20h, 22h, seg-qui, 20h15

• São Paulo (SP), Ipiranga Sala 1, 5 mar 1979, seg, 12h,
• São Paulo (SP), Paissandú Sala Independência, 5 mar 1979, seg, 12h
• São Paulo (SP), Cinespacial, 5 mar 1979, seg
• São Paulo (SP), Joia, 5 mar 1979, seg
• São Paulo (SP), Belas Artes Centro 1, 5 mar 1979, seg
• São Paulo (SP), Belas Artes Sala Villa-Lobos, 5 mar 1979, seg
• São Paulo (SP), Astor, 5 mar 1979, seg
• São Paulo (SP), Top Cine, 5 mar 1979, seg
• São Paulo (SP), Splendid, 5 mar 1979, seg, 14h
• São Paulo (SP), Vila Rica, 5 mar 1979, seg

• São Caetano (SP), Vitória, 5 mar 1979, seg

• Mogi das Cruzes (SP), Avenida, 5 mar 1979, seg

• Santos (SP), Roxy (Av. Ana Costa), 26 mar-1º abr 1979, seg-dom, 14h, 16h, 20h, 22h
+ em Santos

• Curitiba (PR), Cinemateca do Museu Guido Viaro, 28 jul 1979, sab, 20h30

• Rio de Janeiro (RJ), Vitória (R. Senador Dantas, 45), 13-19 ago 1979, seg-dom, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h

• Rio de Janeiro (RJ), Carioca (R. Conde de Bonfim, 338), 13-19 ago 1979, seg-dom, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h

• • Rio de Janeiro (RJ), Rian (Av. Atlântica, 2.964), 13-19 ago 1979, seg, ter, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h, qua, 14h, 16h, 18h, qui-dom, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h

• Rio de Janeiro (RJ), Caruso (Av. Copacabana, 1.326), 13-19 ago 1979, seg-dom, 18h, 20h, 22h

• Niterói (RJ), Center (R. Coronel Moreira César, 265, Icaraí), 13-19 ago 1979, seg-dom, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h

• São João de Meriti (RJ), Glória (R. da matriz, 37), 13-19 ago 1979, seg-dom, 14h, 17h30, 21h (+ O Chefe Búfalo Azul)

• Nilópolis (RJ), Nilópolis, 13-19 ago 1979, seg-dom, 14h, 17h30, 21h (+ Condenados a viver)

• Irajá (RJ)

• Brasília (DF), Karim Cinema Um (Conjunto Nacional, 2º andar), 27 set-3 out 1979, qui, sex, 16h, 18h, 20h, 22h, sab, dom, 14h, 16h, 18h, 20h, 22h, seg-qua, 16h, 18h, 20h, 22h

• Brasília (DF), Karim Criança (Conjunto Nacional, 2º andar), 4-10 out 1979, qui-qua, 20h, 22h

• São Paulo (SP), Mostra Melhores Filmes da Década de 70, CineSesc (R. Augusta, 2.075, Cerqueira César), 9 fev 1980, sab

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
As Filhas do fogo. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/192/as-filhas-do-fogo. Acesso em: 17 de junho de 2024.