Paixão gaúcha (1985)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção
35 mm, cor, 73 min

Direção: J. Naymaier.
Companhia produtora: Naymaier Produções Cinematográficas

Primeira exibição: desconhecida
 

Mencionado algumas raras vezes – inclusive por Antonio Jesus Pfeil – e indexado por Leão na p.765 em quatro linhas e meia no seu fabuloso Dicionário de filmes brasileiros – Longa metragem, Paixão gaúcha sempre foi um filme obscuro, pairando a dúvida se realmente existia ou se foi concluído. Em maio de 2021, esta pesquisa localizou uma cópia em VHS no Mercado Livre. O filme existe! A cópia comprada que chegou foi um DVD! A cópia é péssima, mal dá para ver as imagens descoloridas, com problemas de velocidade e som; estaria completa? Leão fala em 90 min e na contracapa também consta esta duração, mas a cópia adquirida tem 73 min (que já são mais do que suficientes). Os rolos estão na ordem certa? É o que se tem. Os créditos iniciais não são legíveis em alguns momentos e um deles – Argumentos e roteiro – aparece duas vezes – com argumentos assim mesmo no plural... Talvez o plural venha do filme ter muitas histórias (que mal se juntam). Poderia-se justificar o emaranhado na medida em que é contada por um certo Tio Tomas – que será um dos personagens, idoso e bêbado – então essa é a história que ele poderia contar, se lembrar do jeito que fosse, porque muitas pontas ficam soltas... O roteiro "é confuso e mal escrito, frequentemente tem-se que adivinhar e só chega-se a compreender o fio das ideias ordenando com algum esforço, cenas descontínuas e mal alinhavadas" [adaptação e apropriação de uma esplêndida análise de Maria Rita Galvão sobre um outro contexto]. Ao final trata-se de manjada história tantas vezes já explorada: crimes de um poderoso que é descoberto e punido e uma história de amor entre o injustiçado e a mocinha que ficam juntos. A qualidade da cópia disponível não nos permite avançar ou aprofundar a análise. A descontinuidade das ações é angustiante: quem é quem? A ordem das cenas é essa mesma? Lutas e tiroteios a esmo, quebras de eixo que confundem cada vez mais, pouco se enxerga nesta cópia. Cinco meses se passam? Interessante a reação da mãe ao saber da gravidez de Angélica – sem moralismo, por que ela não se cuidou?
Com o filme descobre-se Melinho e Mariazinha. Seria o filme um veículo para o casal de músicos? Eles tinham até então pelos menos dois LPs lançados, dos quais são extraídas algumas músicas que compõem a trilha sonora. Outro casal sertanejo em participação especial são Benjamin e Rosinha Valim numa espécie de clipe deslocado como tudo neste primitivo Paixão gaúcha.
Frase lapidar do roteiro dita pelo personagem do Juiz: "Jonatan é um assassino sanguinário, mas nunca teve problemas com a justiça".
No elenco, El Condor, de filmes com Teixeirinha.

Sinopse


Em volta de uma fogueira, a pedido de uma criança, Tio Tomas inicia a contar uma história que aconteceu nos pagos do Rio Grande, no município de Candelária onde está o Cerro do Botucaraí e a Ponte do Império, construída em 1853. Nesta região vivia o solitário Jonatan, o Caçador. Também moravam ali Melinho e Mariazinha e a filha Angélica. / Baile. / Um homem é morto. / Na delegacia, o auxiliar reclama do café preparado pelo Delegado. Um homem informa do ocorrido. / Na fazenda, Delegado conclui ser um assassinato. / Melinho e Mariazinha visitam Orlando, que oferece café; ela diz que o "café Carioca é o melhor", mas que sua ameaça não mete medo. / Angélica surge no ambiente em que vive Jonatan. / Orlando pede para seu capanga El Tigre que conte as novidades; na sala uma reprodução da Mona Lisa. Orlando contrata um grupo de bandidos para apanhar Jonatan. / No Salão, a filha de Mario Fernandes procura e acha um documento que esconde na roupa. Orlando flagra a mulher. Ela diz que quer trabalhar, que sabe dançar e cantar. Ele pede para ver suas pernas, chama-a de cachorra. Ela é presa num depósito e torturada. / Orlando combina com Valéria para que ela ocupe o lugar da sobrinha de Tio Tomas, já que ele está sempre bêbado e assim não perceberá a diferença. Orlando está atrás de um amuleto e de um mapa. / Angélica despede-se do Jonatan e encontra Ramires, capataz da fazenda da sua família. / Jonatan encontra o amigo Facundo. / No Salão, homem quer falar com Orlando e é morto pelos capangas. / Ramires? conta para o patrão Melinho que estão impedindo a chegada da madeira, os homens de Orlando construíram remanso de troncos. / Auxiliar conta para Juiz que delegado Ronaldo está envolvido com Orlando nos crimes. Juiz: "Jonatan é um assassino sanguinário, mas nunca teve problemas com a justiça". / Juiz expulsa o delegado. / Ramires entrega para os homens de Orlando que haverá um carregamento amanhã e que eles devem fazer o desvio como de costume. / Jonatan surpreende Tomas espionando seu acampamento onde está com Angélica. Tomas, irmão de Mário Fernandes, informa que estão à sua procura por causa do amuleto e mapa que ele não sabe onde estão. Jonatan quer conhecer Ramires. / No rancho de Tomas, na Picada Escura, El Tigre e outro bandido ameaçam matá-lo. / Benjamin e Rosinha Valim cantam "Linda natureza". / Angélica comenta com a mãe Mariazinha dos cartazes de 'procura-se Jonatan'. Ele teria matado Davi, auxiliar do delegado. / Jonatan consegue emprego na fazenda de Melinho. / Angélica pede a Jonatan que ele não vá ao povoado. Beijam-se. / No Salão, Jonatan interroga Orlando, que confessa. Jonatan mata os capangas Gomes e Sabata. / Mulher toma banho no rio. Chegam dois bêbados. Outro homem atira e eles fogem. / Luta entre Jonatan e os bandidos. / Valéria entrega amuleto e mapa para Orlando. / Continuação da luta e tiroteio. / No Salão, o baile é interrompido com uma grande briga. / No rancho de Tomas, ele e a sobrinha são torturados quando chega Jonatan que mata os bandidos. / A sobrinha é atingida. / Cinco meses depois: Angélica volta para a fazenda, grávida. / Lutas e brigas. / Orlando com o mapa se dá conta que foi enganado. / Bandido confessa que foi Ramires. Mariazinha ordena que todos se armem. / Valéria mostra a caverna com ouro para o namorado, mas este a mata e em seguida também é morto por um bandido. / Continuação de tiroteio. / Orlando mata mulher. / Jonatan atira no bandido Ursus e lutam no rio. Depois Jonatan luta com Orlando. / Alguém diz: "A justiça sempre triunfa". / Angélica e o pai Melinho entram na igreja onde espera Jonatan. O padre passa as alianças. Angélica e Jonatan beijam-se. / Festa. / Em volta da fogueira, Tio Tomas pergunta se gostaram da história. A criança responde: "Sim, é linda a história".

Ficha técnica


ELENCO
Tupã Guarany (Jonatan, o Caçador),
Magali Silvertom (Angélica),
Melinho (Melinho, pai de Angélica), Mariazinha (Mariazinha, mãe de Angélica),
Joanito Fernandes, Breno Silveira,
El Condor (El Tigre), Telmo Maciel, Marco-Polo, Facundo Abalos (Facundo),
Dom José, Nina Prates, Nolasco, João Aguiar, Bimba de Esteio, Leotow Bolz.
Convidados: Jucélia Miranda, Roberto D'Paula, Catia Nolasco, Élida Cardoso, Sergio Portela, Alberi Borges, Kris Kraus, Pool Robert.
Especialmente convidados: Benjamin, Rosinha Valim.

DIREÇÃO
Direção: J. Naymaier.

ROTEIRO
Argumento e roteiro: J. Naymaier.

PRODUÇÃO
Produção executiva: Breno Silveira.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: J. Neimayer.

MÚSICA
Trilha: professor Massareth (solo violão).

Músicas (ordem de inserção):
• "Canto alegretense" (música: Bagre Fagundes, letra: Antonio Augusto Fagundes; chamamé) [créditos iniciais]
• "Passeando pelo pago" (Melinho, Mariazinha) por Melinho e Mariazinha [LP: Melinho & Mariazinha. Passeando pelo pago. 1983; faixa A4]
• "Assim é o xote" (Melinho, Mariazinha) por Melinho e Mariazinha [LP: Melinho & Mariazinha. Voltam cantando. 1985; faixa B3]
• "Linda natureza" (Benjamin, Rosinha Valim) por Benjamin e Rosinha Valim [LP: Benjamin e Rosinha Valim. Amor imigrante. Copacabana, 1984; faixa A6]
• "Assim é o xote" [reprise]

Músicas (não creditadas):
• "Volto cantando" (Melinho, Mariazinha) por Melinho e Mariazinha [LP: Melinho & Mariazinha. Voltam cantando. 1985; faixa B4]
• "Marcha nupcial" ["Hochzeitsmarsch", IN: Ein Sommernachtstraum] (música: Felix Mendelssohn Bartholdy)
• "Pombinha branca" (Melinho, Mariazinha) por Melinho e Mariazinha [não localizada, título a partir da primeira estrofe...]

FINALIZAÇÃO
Montagem: José G. Bassôa.
Mixagem: Carlos Borges.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Dublagem: Producentro (Porto Alegre).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Naymaier Produções Cinematográficas (Candelária?).

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Café Carioca, Bazar Bahia, Casa das Bandeiras, Armando Aguiar, Paulo Espindola, Babi Robson, Jorge Culau.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Candelária.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:13:07 (DVD) (contracapa VHS informa 90 min)
Metragem:
Número de rolos:
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela: 1.33
Formato de captação: 35 mm
Formato de exibição: 35 mm

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
VHS: Distribuição: Poderosa Filmes do Brasil Ltda..
R. Bento Sabino dos Reis, 26, São Paulo  SP  cep: 03277 / 011 910 9099
DVD [do VHS]: Autoração: 17 maio 2021.

OBSERVAÇÕES
Apenas os títulos de quatro músicas estão creditados.
Crédito Argumentos e roteiro: J. Neimayer, aparece duas vezes nos CI.

Grafias alternativas: Dom José de Poa | Jorge Neimayer (contracapa VHS) | Benjamim | "Assim é o chote"
Grafias alternativas (funções): Argumentos e roteiro

DISCOGRAFIA
Ver Discografias: Melinho & Mariazinha.

BIBLIOGRAFIA

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Paixão gaúcha. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/239/paixao-gaucha. Acesso em: 18 de maio de 2024.