Wood & Stock – Sexo, orégano e rock 'n' roll (2006)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção | Animação
35 mm, cor, 81 min

Direção: Otto Guerra.
Companhia produtora: Otto Desenhos Animados; Snif Snif Filmes

Primeira exibição: Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country Sala 1, 5 jan 2006, qui, 11h (cópia zero: para equipe e convidados especiais)

 

Após levar para o cinema os cowboys gays Rocky e Hudson, de Adão Iturrusgarai, em 1994, Otto Guerra se dedica a outras duas figuras ilustres dos quadrinhos brasileiros: Wood e Stock, os ripongas cinquentões criados no início dos anos 1980 por Angeli. Com as tirinhas da dupla, o cartunista escancara os estilhaços do sonho hippie e dos ideais de paz, amor e contracultura sessentistas justamente na década yuppie que representa o auge da futilidade comercial, do individualismo e da competição capitalista. A trama elaborada por Rodrigo John, Angeli, Otto, Marta Machado, Tomás Creus e Lucia Koch apresenta Wood e Stock festejando a virada para 1972 ao lado de amigos. Trinta anos depois e muitos quilos e cigarrinhos proibidos a mais, os personagens encontram-se às voltas com problemas burgueses como contas a pagar, o despejo de Stock e o descompasso geracional de Wood e Lady Jane com o filho Overall. Em meio aos desafios de um mundo careta, os amigos decidem ressuscitar sua antiga banda de rock 'n' roll para descolar algum dinheiro e reconhecimento. 

Irreverente, Wood & Stock – Sexo, orégano e rock 'n' roll é o primeiro longa de animação nacional considerado proibido para menores de 18 anos. Após recursos judiciais, a classificação indicativa fica em 16 anos, possibilitando que mais pessoas tenham acesso à obra editada pelo cineasta em parceria com John e Machado, produtora executiva deste longa e de Até que a Sbørnia nos separe (2013). A direção de animação é de José Maia, antigo parceiro de Otto responsável pela codireção do curta O Reino azul (1989). 

No elenco, Zé Victor Castiel dá voz a Wood, Sepeh de los Santos vive Stock, e Janaina Kremer interpreta Lady Jane. Rita Lee como Rê Bordosa e Tom Zé como Raulzito fazem participações especiais. Outros personagens famosos de Angeli aparecem na história, incluindo Rhalah Rikota, o guru espiritual sedutor de discípulas, Meia Oito, o esquerdista anacrônico, e seu parceiro gay enrustido, Nanico, bem como os Skrotinhos, gêmeos desbocados especialistas em constrangimento. Além da dublagem, Tom Zé e Rita Lee, escolhida melhor atriz coadjuvante no Cine PE 2006, também participam da trilha sonora psicodélica. Ao lado deles, há músicas de Arnaldo Baptista, Novos Baianos, Júpiter Maçã, Mopho e Yanto Laitano. Com canções originais de Matheus Walter e Flavio 'Flu' Santos, a trilha é premiada no mesmo festival pernambucano, onde a animação recebe o Grande Prêmio do Júri. 

Tão atrevido quanto Rocky & Hudson (1994), média-metragem composto por uma ficção científica sobre a luta do bem contra o mal e um falso road movie marcado por clichês do faroeste, Wood & Stock faz sucesso entre público e crítica. Após a adaptação dos quadrinhos de Angeli, Otto verte Piratas do Tietê, de Laerte Coutinho, para as telonas. O resultado é Cidade dos piratas (2018), uma parceria direta com Laerte, que anuncia publicamente sua transição de gênero em 2010 e declara seu afastamento dos personagens lançados em 1983, vistos pela cartunista como machistas homofóbicos.

Sinopse


Na virada para 1972, na casa de Cosmo, estão os jovens Wood, Stock, Lady Jane, Rê Bordosa, Rampal, Nanico e Meiaoito, que vivem intensamente o vapor barato total do flower power brasileiro ao explodir dos fogos de ano novo. Trinta anos se passam e os personagens, agora carecas e barrigudos, enfrentam as dificuldades de um mundo cada vez mais individual e consumista.

Sinopse desenvolvida:
Na virada de ano para 1972, Wood, Stock e Lady Jane comemoram a data com amigos em uma festa de apartamento regada a muito álcool, música e cigarrinhos de maconha. Ao fim da noite, os convidados acabam jogados pelo chão, praticamente inconscientes. Um corte na narrativa leva a trama trinta anos adiante, mostrando Wood e Lady Jane casados e envelhecidos. Eles criam Overall, um adolescente careta. O pai de Stock morre e ele é despejado de casa. Não tendo onde morar, Stock pede abrigo a Wood, que não aceita nem nega. Stock se instala no sofá da família. Os amigos, agora barrigudos, são ainda idealistas, portanto o apoio mútuo é intrínseco, ainda que silencioso.

Em outro apartamento, em uma manhã como tantas outras, Rê Bordosa acorda de ressaca sem saber onde está e com quem dormiu. Trancada na residência, nua e sem álcool para tomar seu café da manhã, ela decide fugir pela janela. Se equilibrando nas alturas da fachada do prédio, Rê Bordosa invade o banheiro do vizinho que é, casualmente, Wood. Wood e Stock estão fumando orégano no local. Wood desmaia assombrado pela presença da amiga. Surpreso, Stock questiona se ela não havia morrido. Entre baforadas, Rê Bordosa desconversa e o convida para um drinque em um bar. Lady Jane vê a cena pela fechadura da porta e, chocada, parte para um retiro espiritual no templo de Rhalah Rikota. 

Os dias passam, a casa de Wood fica imunda sem os cuidados da esposa e a erva de supermercado acaba. Wood e Stock estão entediados. Reclamam que o mundo não é mais o mesmo, pois não há rebeldia nem rock 'n' roll. Em um bar, Raulzito surge para Wood em um copo de cerveja, inspirando-o a remontar sua antiga banda de rock para tocar em um festival. Para o protagonista, é a chance gravar um disco, fazer sucesso, ganhar dinheiro e partir em uma egotrip. Cansada da sbórnia, Rê Bordosa consulta um psiquiatra, analisa sua existência errática e decide ter uma vida normal. 

Wood e Stock procuram os antigos parceiros de banda. Descobrem com o baterista Rampal que o vocalista Cosmo está morto. Eles chamam Sunshine, um porquinho riponga, para assumir o vocal e pedem que Nanico e Meia Oito produzam sua banda, Chiqueiro Elétrico. O show é um desastre. Wood não tem mais dinheiro, a energia do apartamento é cortada, o local está mais sujo do que nunca e Lady Jane avisa que está voltando. 

Stock encontra Rê Bordosa comprando legumes no mercado e a convida para jantar. Ela aceita, trocando os alimentos por garrafas de bebida alcoólica. Na casa de Wood, os três acabam na cama. Lady Jane chega zen de seu retiro, encontra a casa revirada e os três pelados no quarto, mas não se importa com nada. O convívio entre todos fica ainda mais louco, fazendo Overall fugir da família. 

Wood descobre que Stock transou com Lady Jane e fica chateado. Mesmo assim, fazem um show inesperadamente bom na TV com Lady no vocal. O público vai à loucura e o som contagia as pessoas fora do estúdio. A cidade fica mais feliz, colorida e musical. Entre grafismos psicodélicos, Wood e Lady Jane reaparecem jovens no apartamento do início da trama, recobrando a consciência após o torpor festivo. Wood diz que estava viajando, dando a entender que toda a história foi fruto de sua imaginação psicotrópica. Lady diz a ele que está grávida.

Ficha técnica


ELENCO
Vozes:
Zé Victor Castiel (Wood),
Sepeh de los Santos (Stock),
Rita Lee (Rê Bordosa),
Janaina Kremer (Lady Jane),
Tom Zé (Raulzito),
Felipe Mônaco (Rhalah Rikota / Rampal), Leonardo Machado (MeiaOito / Funcionário empregos), Michele Frantz (Sunshine), Otto Guerra (Dr. Kosseritz), Heinz Limaverde (Nanico), Júlio Andrade (Overall), Geórgia Reck (Purpurina / Repórter), Cléo de Páris (Astróloga), John's (Juvenal), Getúlio da Boca (Zóio), Antonio Carlos Falcão (Preto Véio / Skrotinho), Cláudia Meneghetti (Secretária Dr. Kosseritz), Marta Machado (Atendente do Festival / Repórter), Cristiano Scherer (Fiel de Rhalah / Cara do banheiro), Fred Messias (Repórter), Bibiana Graeff (Apresentadora de auditório), Rodrigo Rheinheimer (Gemidos gerais), Matheus Walter (Elton John Cover), King Jim (Narração corrida de cavalo).

DIREÇÃO
Direção: Otto Guerra.
Assistência de direção: Rodrigo John, Marta Machado.
Direção de dublagem: Otto Guerra, Marta Machado, Cristiano Scherer, Rodrigo John, Felipe Mônaco.

ROTEIRO
Baseado na obra original de Angeli.
Roteiro: Rodrigo John.
Colaboração no roteiro: Angeli, Otto Guerra, Marta Machado, Tomás Creus, Lucia Koch.

PRODUÇÃO
Produção executiva: Marta Machado.
Produção: Marta Machado, Otto Guerra.
Assistência de produção: Marlei Machado, Virginia Simone, Matheus Walter, Aline Guerra, Giancarlo Zardo, Márcia Deretti, Lucimar Espinosa.

Captação de apoios: Muna Bjeije.
Coordenação administrativo: Alba Lisboa Berutti.
Assessoria jurídica: Andréa Francez, Paulo Scott.
Assessoria contábil: JC Ávila Gonzalez.
Refeições: Lisane Schneiders, Nádia dos Santos.

ARTE
Direção de arte: Angeli, Jack Kaminski, Marco Pilar.
Layouts de cena: Jack Kaminski.
Storyboard: José Maia, Otto Guerra, Rodrigo John.
Pintura dos cenários: Marco Pilar.
Telas Casa nova Overall: Elise Hill.
Calque: Guto Bozzetti, Henrique Hubner, Rogério de Almeida.
Coordenação arte final: Giancarlo Zardo.
Scanning e pintura: Giancarlo Zardo, Marcos Meneghetti, Geórgia Reck, Virginia Simone, Anderson Sudário.
Estagiários de arte final: Tiago Guerra, Rochele Zandavalli, Kellen Zinelli, Giovanna Maia.

ANIMAÇÃO
Direção de animação: José Maia.
Animação: Kyoko Yamashita.
Assistência de animação: José Maia, Fabiano Pandolfi, Salvador Oliva Júnior, Bernardo Thode, Diego Mera, Otto Guerra, Eduardo Medeiros.
Animação adicional: Tadao Miaqui, Fabiano Pandolfi.
Animação 3D: Anderson Sudário.

MÚSICA
Trilha sonora original: Matheus Walter, Flu.
Mixagem 5.1 das músicas: Fernando Dimenor.
Produção musical de copyright: Paola Oliveira.

Músicas:
• "Woody Woodpecker: Everybody thinks I'm crazy" (Darrell W. Calker) por Arnaldo Baptista // Edição cedida por Lantz Music Corp / Universal Music Publishing. Fonograma cedido por Rotomusic
• "Ferro na boneca" (Moraes Moreira, Galvão) por Novos Baianos // Edição cedida por Fermata do Brasil. Fonograma cedido por Som Livre
• "Eu vou me salvar" (Rita Lee, Élcio Decário) por Rita Lee // Edição cedida por Warner Chappell Edições Musicais. Fonograma cedido por Universal
• "Hulla-hulla" (Rita Lee, Élcio Decário) por Rita Lee // Edição cedida por Warner Chappell Edições Musicais / Fonograma cedido por Universal
• "Querida Superhist x Mr. Frog" (Júpiter Maçã) por Júpiter Maçã // Edição cedida por Universal Music Publishing. Fonograma cedido por Júpiter Maçã
• "Canção para dormir" (Júpiter Maçã, Egisto 2) por Júpiter Maçã // Edição cedida por Universal Music Publishing. Fonograma cedido por Júpiter Maçã
• "Um Lugar do caralho" (Júpiter Maçã) por Marietti Fialho (vocal), Júpiter Maçã // Edição cedida por Universal Music Publishing. Fonograma cedido por Júpiter Maçã
• "The Freaking Alice (Hippie under groove)" (Júpiter Maçã) por Júpiter Maçã // Edição cedida por Universal Music Publishing. Fonograma cedido por Júpiter Maçã
• "A Marchinha psicótica de Dr. Soup" (Júpiter Maçã) por Júpiter Maçã // Edição e fonograma cedidos por Júpiter Maçã
• "Quando você me disse adeus" (João Paulo) por Mopho // Edição e fonograma cedidos por Baratos Afins
• "Um Oh! E um ah!" (Tom Zé) por Tom Zé // Edição cedida por Universal Music Publishing. Fonograma cedido por Warner Chappell
• "Chão de estrelas" (Orestes Barbosa, Silvio Caldas) por Flu // Edição cedida por ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais / Irmãos Vitale. Fonograma cedido por Flu
• "Onde está a bazuca?" (Diego Medina) por Medina Brothers Orteskra // Edição e fonograma cedidos por Diego Medina
• "Just can't feed the boys" (Diego Medina) por Medina Brothers Orteskra // Edição e fonograma cedidos por Diego Medina
• "Balada do pato mandarim" (Os Massa) por Os Massa // Edição e fonograma cedidos por Os Massa
• "Invenção a duas vozes nº 13 em lá menor" (música: Johann Sebastian Bach) por Yanto Laitano // Domínio público
• "1 paranormal (Matheus Walter) por Matheus Walter // Edição e fonograma cedidos por Matheus Walter
• "Sujinho" (Matheus Walter) por Matheus Walter // Edição e fonograma cedidos por Matheus Walter
• "Preto Véio da Santana" (Júlio Cascaes) por Júlio Cascaes // Edição e fonograma cedidos por Júlio Cascaes
• "As Mesmas coisas" (Júpiter Maçã) por Júpiter Maçã // Edição e fonograma cedidos por Júpiter Maçã

FINALIZAÇÃO
Edição: Rodrigo John, Otto Guerra, Marta Machado.
Edição de animações: Marcos Meneghetti, Virginia Simone, Moisés Leidens, Elise Hill, Anderson Sudário.
Manutenção computadores: Filipi Viana, Ruy/Barbosa/Rô.

Desenho de som: Cristiano Scherer.
Edição de dublagem: Thaís Vieira, Cristiano Scherer, Fernando Dimenor.
Ruídos de sala: Celso Coelho.
Gravação e mixagem de ruídos de sala: Sanjai Cardoso.
Edição de som: Cristiano Scherer, Sanjai Cardoso.
Mixagem: Cristiano Scherer, Rodrigo Noronha.
Consultor Dolby: Carlos Klachquin.

EQUIPE Tec Áudio
Atendimento e coordenação: Marcelo Corsetti.
Agendamento: Kátia Regina Severo.
Apoio técnico: Egon Alscher, Renato Alscher.
Assistência de estúdio: Rodrigo Rheinheimer, Fernando Dimenor.

EQUIPE Estúdios Mega
Coordenação de atendimento: Ricardo Rozzino.
Atendimento: Cacá de Carvalho, Adriana Copetti.
Supervisão de pós-produção: Leonardo de Moraes.
Planejamento e coordenação de produção: Celestes Mattos.
Print master: Rodrigo Noronha.
Assistência de mixagem: Jesse Marmo, Ricardo Cutz.

EQUIPE Megacolor
Supervisão geral: David Trejo.
Coordenação de atendimento: Cacá de Carvalho.
Atendimento: Cristiane França.
Gerência de operações: Martha Reis.
Supervisão de pós-produção: Jesus Fernandez.
Operação de Color Analyzer Dixi: Norio Oshikawa, Anderson Barbosa.
Montagem e sincronização: Maria Nilza de Moraes, Cristina Camargo.
Assistência de montagem: Paulo Ferreira Lima.
Supervisão de revelação: Jony Hideki Hirakata Sugo.
Pauta de pós-produção: Rosangela Amorim.

EQUIPE Cinecolor Brasil
Coordenação de atendimento: Silvio Porto.
Atendimento: Vilma Dias.
Supervisão de copiagem: Wilson Regis.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Captação de recursos: Jac Sanchotene Marketing Cultural (Porto Alegre) / Jacqueline Sanchotene (não creditada).
Auditoria: Martinelli Auditores.
Película: Kodak.
Estúdios de dublagem: Plug Produções (Porto Alegre); Tec Áudio (Porto Alegre).
Estúdios de gravação da música: Deff Oficina Sonora (Porto Alegre); Estúdio Dreher (Porto Alegre).
Estúdio de ruídos de sala e edição de som: Som de Cinema (Porto Alegre).
Atendimento Som de Cinema: Fernando Basso.
Estúdios de mixagem 5.1: Tec Áudio (Porto Alegre); Megacine (Rio de Janeiro).
Fornecedor de negativos: Martins Produções Ltda. (Porto Alegre).
Transferência de digital para película: Animation Ltda..
Laboratório de transfer: Labo Cine (São Paulo).
Laboratórios de finalização: Megacolor; Cinecolor Brasil.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Otto Desenhos Animados (Porto Alegre); Snif Snif Filmes (Porto Alegre).
Financiamento (BR): Projeto viabilizado com recursos do 1º Concurso para Filmes de Baixo Orçamento do MinC Ministério da Cultura / Governo Federal – Brasil – Um país de todos [Programa Cinema Brasil de Apoio a Projetos Audiovisuais de Longa-metragem com orçamento até R$1 milhão, MinC, 2000].
Financiamento (BR): Concurso Público de Finalização e Distribuição de Projetos de Obras Cinematográficas Brasileiras de Longa-metragem, ANCINE Agência Nacional do Cinema, 2004 (não creditado).
Financiamento de transfer para película (BR/RS): FUMPROARTE Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural / Secretaria Municipal da Cultura / Prefeitura de Porto Alegre. Concurso 2002/2, categoria: cinema. Proponente: Marta Corrêa Machado.
Captação de recursos: através das seguintes leis:
Lei do Audiovisual Lei nº 8.685/93 / ANCINE Agência Nacional do Cinema / MinC Ministério da Cultura;
Lei de Incentivo à Cultura Lei nº 8.313/91 (Lei Rouanet) / ANCINE Agência Nacional do Cinema / MinC Ministério da Cultura;
LIC-RS Lei de Incentivo à Cultura Lei nº 10.846/96 / SEDAC Secretaria de Estado da Cultura / Governo do Rio Grande do Sul.
Patrocínio: BNDES; Petrobras; Banco Santander Banespa; CEEE; Banrisul Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.; Banrisul S.A. Corretora de Valores Mobiliários e Câmbio; Eny Calçados.
Apoio: Martins Produções; Gum Restaurante Bar; Fitasul; Central Cópias; Restaurante Birra & Pasta; Mormaii; IECINE Instituto Estadual de Cinema do RS; Animation Ltda..
Estúdios Mega.

Participação em fase de pré-produção:
• V Laboratório de Roteiros Sundance-RioFilme 2001.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Alex Germani, Adão Iturrusgarai, André 'Nervoso', Angelisa Stein, Ariadne Costa, Amildo Miller, Alunos de Produção em Rádio 1 do curso Publicidade e Propaganda PUCRS 2004/1-2, Avalanche, Betina Rupp, Bema, Bete Lacerda, Carlos Reichenbach, Carolina Scherer e seus brinquedos, Carolina Guaycuru, Chave Marin, Claus Pupp, Darlan Rosa, Di Moretti, Diretoria APTC-ABD-RS 2005, Duda e Dani pela casinha no Rosa, Eduardo Friedrich, Eduardo Haesbaert, Fábio Mentz, Fábio Rangel pelos apitos, Fabio Zimbres, Federico Olivari e Diego Olivari, Felipe Batista, Frank Coe, Gisele Guaglianoni e família, Glauco Firpo, Gopala, Grace Luzzi, Gus Jahn, Gustavo Menezes, Hélio Coelho, Iris Germano, Iuri Freiberger, João Batista / MinC, Joice Giacomoni, José Álvaro Moisés, José Araújo da Silva, Kassin, Kátia Mileski, Kellen e Dani, Kika Seixas, Liana Keller, Lucas Lozada, Luiz Carlos Calanca, Lurdete Ertel, Mano Brum, Marcia Boeira, Marcos Fábio Katudjian, Maria, Márcia, Marlei & Raquel Machado, Mauro Pinheiro Jr., Mike Vontobel, Monoaural, Morongo, Naildo de Britto, Neusa Martins, Orlando Senna, Pepi Gonçalves, Pessoal do Laboratório Sundance/RioFilme 2001, Rafael Crespo, Regina Martins, Rita Lee, Roberta Cantarino, Roberto Salgado, Rodrigo Najar, Rogério / Toca do Disco, Sandra Veiga, Sergio Salatino Schenkel, Sharlene, Fernanda & Cia., Sueli Soares, Thomas Dreher, Tom Zé, Tula Anagnostopoulos, Vanessa Borges, Velha Grinn, Victor Hugo, Wagner Mariano, Walter Dall'Agnol.
E a todos que, de alguma forma, contribuíram para a realização desse filme.

Dedicatória: Em memória de Bernardo Roberto Aydos Thode.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Porto Alegre, 2001.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:20:39 (DVD)
Metragem: 1.838 metros
Número de rolos: 4
Som: Dolby Digital 2.0 / Dolby Digital 5.1 / (DVD)
Imagem: cor
Proporção de tela: 1.66
Formato de captação
Formato de exibição: 35 mm
Tiragem (DVD): Não consta.
Legendas (DVD): Español, english.

DIVULGAÇÃO
Produção de material gráfico: Fr3D Design (Porto Alegre) / Fred Messias (não creditado).
Edição de trailer: Alfredo Barros.

PREMIAÇÃO
• Cine PE 10º Festival do Audiovisual 2006: prêmio especial do júri + atriz coadjuvante (Lee) + música.
• Animacor 2º Festival Internacional de Animación de Córdoba 2006: melhor longa-metragem.
• FicBrasília 8º Festival Internacional de Cinema de Brasília: Prêmio Itamaraty para o Cinema Brasileiro (júri popular).
• 10º Festival de Cinema Luso-brasileiro de Santa Maria da Feira 2006: melhor filme (júri popular).
• 3º FestCineBelém: melhor filme (júri popular).
• 12º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro [aos melhores de 2006] / Papo de Cinema: indicação: roteiro adaptado.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: 16 anos.
DVD: Distribuição: VideoFilmes VFD143. Autoração: 4 jun 2007. Extras.
Contato: Otto Desenhos Animados.

EXTRAS DVD
Áudio comentários da equipe – ou boa parte dela. Duração: 1:20:39 [Áudio: trilha 1].
Entrevista com a voz de Rê Bordosa (Rita Lee). Identidades: Rita Lee. Imagens gentilmente cedidas pelo Canal Brasil e Paidéia Comunicação. Agradecimentos: Renata e Kleber / Paidéia, Marcelo Machado / Canal Brasil, Oswaldo, Mazinho e Rita Lee. Duração: 05:04.
Entrevista com o pai das crianças – Angeli. Identidades: Angeli. Operação de câmera e edição: Fernando Coster. Duração: 13:05.
Galeria de fotos: Fotogramas do filme. / Fotos da equipe.
Cenas que caíram fora: Sunshine ao prato / Planejando a invasão da TV / Em que ano você vive? Duração: 01:25.
Trailer. Duração: 02:00.
Quatro comerciais de TV para o lançamento nos cinemas em 12 de outubro de 2006. Apoio: RBS TV; TVCOM. Duração total: 02:04.
Andanças: prêmios e eventos por onde o filme passou. Duração: cinco telas.
Curta-metragem: Animação: Deu no jornal. Direção: Yanko del Pino. Maio de 2005. Duração: 02:57.

OBSERVAÇÕES
Cf. créditos finais: // © Otto Desenhos Animados Ltda., Porto Alegre – RS – Brasil, 2005. //

Grafias alternativas: Jony Hideki Hirakata | Tula Anagnostopoulus | Darrel W. Calker | Zé Vitor Castiel (créditos iniciais) e Zé Victor Castiel (créditos finais) | Antônio Falcão | Jack Kaminski e Jack Kamisnki | Léo Machado | Sepé Tiaraju de los Santos | Rodrigo Reinheimer | Carlão Reichenbach | Vitale | "Um oh! Um ah!" | "Paranormal" | Cinecolor
Grafias alternativas (funções): Artista de ruído de sala | Produção de copyright | Estúdios de gravação da trilha sonora

DISCOGRAFIA
CD: Wood & Stock – Sexo, orégano e rock 'n' roll – Trilha sonora do filme. Deckdisc 12034-2, ℗ & © 2006. Inclui encarte com as letras das músicas. Tiragem: AA0001000.
Trilha sonora original: Matheus Walter, Flu. Masterização: Marcos Sabóia (Estúdio Tambor, RJ). Projeto gráfico: Alberto Vilar (L&A Studio). Produção de copyright: Paola Oliveira.
Capa e miolo: Fotogramas do filme baseados na obra de Angeli.
Não constam do CD as seguintes músicas: "Onde está a bazuca?" + "Just can't feed the boys" + "Balada do pato mandarim" + "Invenção a duas vozes nº 13 em lá menor" + "Sujinho" + "Preto Véio da Santana".

BIBLIOGRAFIA
Noticiário:
LIGOCKI, Stefan. Wood & Stock vão ao cinema – O gaúcho Otto Guerra prepara um desenho animado de longa-metragem com os personagens de Angeli. Zero Hora, Porto Alegre, 15 mar 2001, Segundo Caderno, p.1.
ARANTES, Silvana. Wood e Stock saltam das tiras às telas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 mar 2001, Ilustrada, p.8.
Estreia Wood & Stock – Sexo, orégano e rock 'n' roll. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 12 out 2006.
COURA, Kalleo. Wood & Stock - Sexo, orégano e rock 'n' roll. Omelete, São Paulo, 12 out 2006.
OLIVEIRA, Rodrigo de. Wood & Stock – Sexo, orégano e rock 'n' roll. Papo de Cinema, Porto Alegre, 2006.
Otto Guerra libera Wood & Stock – Sexo, orégano e rock 'n' roll no YouTube. Correio do Povo, Porto Alegre, 19 mar 2020.
FINOTTI, Ivan. Sexo, drogas e rock 'n' roll inspiraram Angeli a criar dupla hippie Wood e Stock. Folha de S. Paulo, São Paulo, 25 jun 2020.

Exibições


• Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country Sala 1, 5 jan 2006, qui, 11h (cópia zero, para equipe e convidados)

• Olinda (PE), Cine PE 10º Festival do Audiovisual-Concurso Longa-metragem de Ficção, Teatro Guararapes no CECON-PE Centro de Convenções de Pernambuco (Av. Professor Andrade Bezerra, Salgadinho), abr 2006

• Fortaleza (CE), 16º Cine Ceará Festival Ibero-americano de Cinema [jun]-Mostra Première Fortaleza, jun 2006

• Ouro Preto (MG), CineOP 1ª Mostra de Cinema de Ouro Preto [14-18 jun]-Mostra Novo Cinema, Cine Vila Rica, 17 jun 2006, sab, 22h

• Porto Alegre (RS), Cine Santander Cultural, 1º, 2 mar 2008, sab, 15h, dom, 19h

• Madrid (ES), Animadrid 7. International Animated Film Festival of Madrid-Competição Longas, jul 2006

• Rio de Janeiro (RJ), Animamundi 14º Festival Internacional de Animação-Fora da competição, jul 2006

• São Paulo (SP), Animamundi 14º Festival Internacional de Animação-Fora da competição, jul 2006

• Gramado (RS), 34º Festival de Cinema de Gramado [14-19 ago]-Exibição Especial, Palácio dos Festivais, 17 ago 2006, qui, 20h

• Weiterstadt (DE), 30. Weiterstadt Open Air Filmfest-Convidado, ago 2006

• Romênia (Bucarest), Animest 1st Animation International Film Festival-Competição, set 2006

• Rio de Janeiro (RJ), 8º Festival do Rio [21 set-5 out]-Mostra Midnight Movies, set 2006

Lançamento comercial: 12 out 2006, qui

• Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country, 9 out 2006, seg, 21h (pré-estreia)

• Córdoba (ES), Animacor 2º Festival Internacional de Animación-competição, out 2006

• Belém (PA), 3ª Mostra Curta Pará Cine Brasil-Convidado, out 2006

• Brasília (DF), FicBrasília 8º Festival Internacional de Cinema de Brasília [nov], nov 2006

• Vitória (ES), 13º Vitória Cine Vídeo-Convidado, nov 2006

• Espinho (PT), Cinanima 30º Festival Internacional de Cinema de Animação-Competição, nov 2006

• Ouro Preto (MG), Imagens dos Povos Mostra Internacional Audiovisual-Convidado, nov 2006

• Porto Alegre (RS), Cine Santander Cultural,
12-18 nov 2006, dom-qua, 15h, 19h, qui, 15h, sex, sab, 17h
19-24 nov 2006, dom, 15h, seg, ter, 17h, qua-sex, 19h

• Santa Maria da Feira (PT), 10º Festival de Cinema Luso-brasileiro de Santa Maria da Feira-Competição, dez 2006

• Belém (PA), 3º FestCineBelém-Competição, jan 2007

• Porto Alegre (RS), 4º Encontro do público com o cinema brasileiro [15 jan-8 fev], Cine Santander Cultural,
15-17 jan 2007, seg-qua, 17h
28-31 jan-1º fev 2007, dom-qua, 19h, qui, 15h

• Punta del Este (UY), 10º Festival Internacional de Cine de Punta del Este-Convidado, fev 2007

• Porto Alegre (RS), Cine Santander Cultural,
1º-7 mar 2007, qui-qua, 17h
10-12 mar 2007, sab-seg, 15h

• Cuiabá (MT), 14º Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá [24-30 maio]-Mostra Competitiva de Longas, Multiplex Pantanal, 29, 30 maio 2007, ter, 18h, qua, 10h

• Rio de Janeiro (RJ), MOPA Mostra Polo Audiovisual RS [19 nov-1º dez], CCBB Centro Cultural Banco do Brasil, 30 nov 2014, dom 17h

• Porto Alegre (RS), MOPA Mostra Polo Audiovisual RS [4-10 dez], Cinespaço Bourbon Shopping Wallig, 5 dez 2014, sex, 20h

• Porto Alegre (RS), Mostra Vero de Cinema: Porto Alegre como cenário [24-27, 29, 30 mar], Cinemateca Paulo Amorim-Sala Paulo Amorim, 27 mar 2022, dom, 19h (com apresentação da trilha sonora ao vivo por Matheus Walter e banda em comemoração ao Dia do Cinema Gaúcho e aos 15 anos do filme)

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Wood & Stock – Sexo, orégano e rock 'n' roll. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/429/wood-stock-sexo-oregano-e-rock-039-n-039-roll. Acesso em: 17 de junho de 2024.