Porto Alegre – Meu canto no mundo (2007)

Porto Alegre (RS)
Longa-metragem | Não ficção
35 mm, cor, 76 min

Direção: Jaime Lerner, Cícero Aragon.
Companhia produtora: Infoco Filmes

Primeira exibição: Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country Sala 1, 23 mar 2007, sex, 21h (lançamento)

 

Porto Alegre – Meu canto no mundo constrói um painel afetivo a respeito da capital do Rio Grande do Sul, falando do seu passado histórico, mas estabelecendo laços com os dias de hoje. Através de imagens de arquivo, cenas ficcionais, transcrições de textos literários, reprodução de músicas e depoimentos de personalidades, o documentário celebra a existência de uma metrópole com mais de 250 anos de vida. Lançado nos cinemas e logo em DVD, o filme pode ser dividido em temas como o nascimento e a fundação da cidade, a polarização política e esportiva entre seus habitantes, a forte vida cultural, a presença do positivismo e as modificações urbanas vivenciadas ao longo do tempo.

Alguns dos entrevistados são Moacyr Scliar, Eva Sopher, Jayme Sirotsky, Giba Giba, Sandra Jatahy Pesavento, Maria Camargo – já falecidos. Um dos depoimentos mais interessantes é feito pelo escritor Luis Fernando Verissimo, que destaca algumas peculiaridades sobre nomes de localidades porto-alegrenses: "É uma cidade que não está no mapa, porque todas as referências que a gente tem dela estão erradas. A gente diz Praça da Matriz, mas ela não se chama Praça da Matriz. Fala numa Rua da Ladeira, mas ela não tem o nome de Rua da Ladeira. Cita Rua da Praia, mas ela não leva para praia nenhuma. Então, é uma cidade cheia de enganos, mas que persistem em função de uma relação nossa com a Porto Alegre antiga", reflete.

Através de depoimentos de historiadores como Sérgio da Costa Franco (1926-2022), pode-se descobrir muito mais sobre a Porto Alegre provinciana, que possuía uma enorme variedade de becos, como o da Onça, do Leite e do Mijo, sem esquecer dos Sete Pecados Mortais (associado à prostituição). Também são exaltados alguns dos patrimônios mais queridos pela comunidade – materiais ou imateriais – como o clássico Grenal, o Brique da Redenção, a Feira do Livro, o Theatro São Pedro, o MARGS Museu de Arte do Rio Grande do Sul. Quando se pede uma comparação entre a POA (diminutivo da capital) de antes e de hoje, o filme oferece espaço para ambas as linhas de pensamento, preferindo não estabelecer uma resposta certa, dada a subjetividade da questão.

Os realizadores possuem bastante conexão com a comunidade gaúcha. Cícero Aragon, que assina a codireção e a produção executiva, fundou a Box Brazil, programadora de TV por assinatura sediada no município, que distribui canais temáticos como Prime Box (cinema), Music Box (música) e Travel Box (viagens). Enquanto Jaime Lerner – responsável pelo roteiro, direção de fotografia e codireção – também fez Harmonia (2000) e Dyonelio (2013), centrados no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho e no autor Dyonelio Machado (1895-1985), respectivamente.

Outros documentários longos sobre a capital dos gaúchos são O Bicentenário de Porto Alegre – Apoteose de vida, civismo e cultura da grande cidade do sul (I. M. Leopoldis, 1941) ou Filme sobre um Bom Fim (B. Migotto, 2015). As imagens que abrem Porto Alegre – Meu canto no mundo pertencem a outro filme de Leopoldis, Novos horizontes (1934).

Sinopse


Imagens de arquivo, em preto e branco, apresentam o cotidiano de uma Porto Alegre do passado. Na sequência, uma tomada área, feita a bordo de um helicóptero, traz cenas da Porto Alegre contemporânea. Vozes de entrevistados começam a aparecer, refletindo sobre como pode ser definida a relação de uma pessoa com a sua cidade: ela pode ser tanto um lar acolhedor, quanto um inferno urbano, a depender do olhar e do sentimento. O historiador Sérgio da Costa Franco registra que a primeira nomenclatura da capital gaúcha foi Porto de Dorneles, em alusão a Jerônimo de Ornelas (1691-1771), proprietário rural português responsável pelo povoamento da região, a partir de 1732. A denominação Porto dos Casais surgiu em 1752, por conta da chegada de famílias açorianas que vieram ajudar na colonização. O nome Porto Alegre foi instituído apenas em 26 de março de 1772.

No início do século XIX, vários visitantes estrangeiros circulam pelo Rio Grande do Sul, a fim de mapear o território. Um deles é o botânico francês Auguste de Saint-Hilaire (1779-1853), que escreve um livro a respeito da fauna, flora e costumes gaúchos. O estudioso refere que a área em questão era um entreposto, habitado por negociantes que adquiriam muitas mercadorias do Rio de Janeiro. Em contrapartida, eles exportavam couro, trigo e carne seca. A população era composta por escravos pretos e homens brancos ("grandes, belos e robustos"). As mulheres eram "claras, coradas e bonitas", com a observação de que não se furtavam a conversar com as pessoas. Não havia tanta vida social quanto a existente na Europa, mas a badalação era maior do que a registrada em outras cidades brasileiras, em comparação.

Depoimentos destacam que Porto Alegre fica na beira de um rio, emoldurada por muitos morros, ao fundo. Com isso, possui suas partes altas e baixas, gerando sempre bastante movimento – não é plana ou linear. A arborização e a vegetação criam luzes, sombras e reflexos. Trata-se de um espaço geográfico que muda de fisionomia, a cada época do ano, indo do verão escaldante ao inverno rigoroso. Uma das suas principais características é a polarização, que pode ser verificada nos âmbitos esportivo e político. É uma das poucas capitais a ter dois clubes campeões mundiais de futebol (Grêmio Football Porto-Alegrense e Sport Club Internacional), sendo que a rivalidade entre eles ajudou a sepultar as outras equipes existentes (Sete de Setembro, Renner, Força e Luz). Antigamente, as disputas tinham uma função mais social do que competitiva – o jogo era uma ocasião para encontros, cenário diferente dos aguerridos grenais atuais.

No campo político, Porto Alegre foi berço de importantes movimentos, como a cadeia da Legalidade, iniciativa do então governador Leonel Brizola (1922-2004) assegurar a posse de João Goulart na presidência da República, após a renúncia de Jânio Quadros, em 1961. Em um dos momentos mais tensos de sua história, a capital gaúcha foi alvo de um intenso cerco, a partir da eclosão da Revolução Farroupilha (1935). Apoiados no interior do estado, os generais Bento Gonçalves (1788-1847) e Antônio de Sousa Neto (1803-1866) submeteram os porto-alegrenses a intensos bombardeios, porque não havia interesse dos moradores em aderirem à emancipação do Brasil – em virtude dos laços comerciais com o centro do país.

Capítulos (cf. DVD): 01. Introdução. 02. Nascimento da cidade. 03. O viajante. 04. A cidade verde. 05. Polarização futebol e política. 06. Porto Alegre cultural. 07. Positivismo e desenvolvimento humano. 08. Crimes e exclusão. 09. A cidade dos mortos. 10. Degradação do Centro e nostalgia. 11. Relação com a cidade e mistério. 12. Créditos finais.

Ficha técnica


ELENCO
Roberto Birindelli (Saint-Hilaire),
Emilio Speck (Qorpo Santo),
Luiz Paulo Vasconcellos (Senhor do rádio),
Denis Lascano (Escravo fujão),
Wagner Lascano (Fugitivo),
João Fernando (Maestro),
Juremir Neto (Soldado farrapo),
Jorge Alves (Capitão do mato),
Denis Schwartz (Padre casamento),
Camilo de Lélis (Padre enforcamento),
Luiz Carlos Vieira, Paulo Silva (Policiais BPM).
Elenco de apoio: Alessandro Padilha, Alba Brun, Antonio Mainieri, Adão Gomes, Ana Paula Kuhn, Ana Guasque, Alexandre Mourão, Ângela Beatriz, Alessandra Malheiro, Amora Marzulo, Aline Mansur, Andréa Oliveira, Birajara Mansilho, Bruno Cutin, Camila Medaglia, Celmis Alessandro, Carlos Rizotto, Carlos Alexandre, Douglas Ávila, Cláudio Luza, Daniel Terra, Denise Santos, Duda Diniz, Denizeli Cardoso, Douglas Carvalho, Eduardo Steinmentz, Evelena Boening, Francisco Garrone, Fátima Poeta, Fernando Braz, Flavio Silva, Fernando dos Santos, Felipe Boose, Gisele Leite, Gerson Capitão, Gisele Bassani, Gerson Figueiredo Antunes, Homero Dorneles, Henrique Guedes, Idalan Machado, Juliano Gonzales, Josiane Cruz, Julia Cardoso, Jorge Cunha, Jéferson Machado, Jorge Amaral, Jonas Rafael, Katiucia Ribeiro, Leonardo Gaubert, Luciano Oliveira, Lena Hoffmann, Leonardo Silva, Lívia Pires, Larissa Scalabrine, Leonardo Parisson, Luis Marcelo, Lazaro Rosa, Loremar Nunes, Marcus Weber, Marcio Taiguara, Maricelo Militao, Marcus Bahroni, Maneco Chembo, Mikael Azambuja, Micheli Pazolini, Marcelli Oliveira, Melissa Rabelo, Nicolás Monasterio, Nilsson Asp, Osmar Junior, Paloma Dellavecha, Pedro Macedo, Paula Souto, Paulo Mattos, Plínio Marcos Rodrigues, Paula Poeta, Rosana Rocha, Rafael Rodrigues, Rodrigo Simch, Rubia Marques, Ravena Dutra, Rafael Silveira, Roberto Bittencourt, Renato Mello, Renata Schivit, Rafael Monticelli, Sergio Maciel, Sabrina Mayer, Sandra Alencar, Simone Telecchi, Salomão Souza, Salomão Souza Filho, Taicia Barbosa, Tahne Martins, Taiane Staubert, Tatiane Medeiros, Ulisses Pimentel, Vanderlei Santos, Viriato Azevedo, Vanessa Lima, Vinicius Teixeira, Vitória Benevides, Willian Padilha, Wagner Alexon.

IDENTIDADES
Ordem de identificação: Sérgio da Costa Franco, Luis Felipe Escosteguy, Arnoldo Doberstein, Ediolanda Liedke, Briane Bicca, Abraão Aspis, Luis Fernando Verissimo, Luiz Antonio de Assis Brasil, Jayme Sirotsky, Moacyr Scliar, Arthur de Faria, Jane Cravo Souza, Ricardo Mitidieri, Giba Giba, Eva Sopher, Rosa Campos Velho, Sandra Jatahy Pesavento, Celia Ferraz, Maria Camargo.
Não identificados: Itacir Rossi, Lupicínio Rodrigues Filho, Luiz Coronel, Mutuca, Suzana Brochado, Varceli Freitas Filho (Lambe-lambe).
Locuções: Antonio Czamanski, Edegar Paschoal Schmidt, Haroldo de Souza (narrador Grenal), Isaias Alves Porto, João Wianey Carlet (comentarista Grenal), João Antonio Lopes Garcia, Lauro Quadros, Lasier Martins (narração conflito sem terra e acontecimentos de 1961), Luiz Paulo Vasconcellos, Lila Vieira, Luiz Carlos Reche, Mary Mezzari, Mauro Roberto Saraiva Junior, Ramiro Estevão Casa Nova, Renato de Oliveira Martins, Tânia Carvalho.

DIREÇÃO
Direção: Cícero Aragon, Jaime Lerner.
Primeira assistência de direção: Alan Mendonça.
Segunda assistência de direção: Fábio Farias.

ROTEIRO
Roteiro: João Knijnik, Jaime Lerner.
Pesquisa histórica: Naida Lena Menezes D'Avil, Maria Lucia Streck, Maria Lucia Ricardo Souto, Luciano D'Avila.
Consultoria histórica: Dionete Streck, Augusto Franke Bier.

Trechos das seguintes obras:
Viagem ao Rio Grande do Sul (1820-1821), de Auguste de Saint-Hilaire
Camilo Mortágua, de Josué Guimarães // Cedido por Nydia Guimarães.
Netto perde sua alma, romance de Tabajara Ruas // Direitos cedidos por Ligia Walper.
Solo de clarineta, de Erico Verissimo // Cedido por Lúcia Riff.
O Resto é silêncio, de Erico Verissimo // Cedido por Lúcia Riff.
As Relações naturais, de Qorpo Santo.
Os Ratos, de Dyonelio Machado // Cedido por Cecília Machado e Amanda Machado.
Segredos da infância, de Augusto Meyer // Direitos cedidos por Alberto Crusius.
O Mapa, poema de Mario Quintana // Cedido por Lúcia Riff.

PRODUÇÃO
Produção executiva: Cícero Aragon.
Direção de produção: Julio Venturella.
Coordenação de produção: Eduardo Pocos.
Primeira assistência de produção: Eduardo Bello.
Assistência de produção: Sandra Rossoni, Cynthia Flach, Jorge Luis da Silva, Tiaguinho, Carlos Alberto Oravec, Marcelo Quadros de Oliveira.
Secretaria de produção: Deise Campos.
Produção de elenco: Ana Horn, Nora Carús.
Assistência de produção de elenco: Julia Soares.

Financeiro e Contabilidade: Letícia Aragon.
Escritório de advocacia: Crescente & Pinto Advogados, Marco Antonio Campos.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Jaime Lerner.
Primeira assistência de câmera: Newland Silva, Giomara Piacentini, Marcelo Figueiró Leite, Samuel Kobaiashy.
Segunda assistência de câmera: Gerson Fagundes.

Eletricista: Carlos Lima Corrêa.
Assistência de elétrica: Eduardo Argolo.
Maquinista: José Enio Chaves 'Zé da Grua'.

Fotografia de cena: Alan Mendonça, Felipe Bozzetti Moreira.
Making of: Operação de câmera: João Seggiaro, Felipe Bozzetti Moreira, Carlinhos Mattos. Edição: Márcio Papel.

ARTE
Direção de arte: Renata Schivit.
Produção de objetos: Nani.
Pesquisa de arte: Sérgio Heineck Reis.
Consultoria de arte: Paulo Leonidas.

Produção de figurino: Simara Zamprogna.
Primeira assistência de figurino: Gisele Faresin, Aline Mansur.
Segunda assistência de figurino: Carolina Sudati.
Costureira: Doris Camillo, Vera Lúcia da Cruz, Maria Rosa Oliveira, Nilce Barth, Rita de Cássia Veledo.
Camareira/costureira: Neli Silva dos Santos.
Alfaiataria: Alexandre Silva.

Maquiagem: Ana Denise Kuhn Jamono, Adriana Baratz.

SOM
Som direto: Guilherme Santos, Cleber Neutzling.
Microfonista: Anderson Martins.

MÚSICA
Música original: Daniel Sá.
Pesquisa musical histórica: Laura Saraiva.

Músicas:
• "Hino Rio-Grandense" (música: Joaquim José Mendanha, letra: Francisco Pinto da Fontoura) [instrumental]
• "IV Tractus para Sábado Santo" (arranjo: José Emerico Lobo de Mesquita) por Coral 25 de Julho
• "Berlim Bom Fim" (música: Hique Gomez, Nei Lisboa, letra: Nei Lisboa) por Hique Gomez (voz), Nico Nicolaiewsky (piano)
• "Rapsódica reminiscência do mundo do faz de conta" (José Barbosa Gomes 'Zé Gomes da Janaina') por Sambasfalto (puxador) [samba-enredo da Academia de Samba Praiana do carnaval de 1981]
• "Areal da Baronesa" (música, letra: Giba Giba) por Rádio Esmeralda
• "Declaração" (música: Mutuca, letra: Nei Duclós) por Mutuca (voz)
• "Ramilonga" (música, letra: Vitor Ramil) por Vitor Ramil (voz)
• "Porto Alegre" (Veco Marques, Thedy Corrêa) por Nenhum de Nós [créditos finais]

• "Lugarejo" (música, letra: Giba Giba, Wanderlei Falkenberg)
• "Branquinho" (música: Arthur de Faria) [instrumental] por Arthur de Faria
• "Latitude 33" (música: Claudio Sander) [instrumental] por Claudio Sander, Geraldo Werk, Dúnia Elias, Giovanni Berti
• "Pontal da Barra" (música: Renato Borghetti, Hilton Vaccari) [instrumental] por Renato Borghetti, Hilton Vaccari
• "Moinhos de Vento" (música: Daniel Sá, Frank Solari) [instrumental] por Daniel Sá, Frank Solari

ARQUIVO
Consultoria filmes históricos: Glênio Póvoas.
Filme: Novos horizontes (Italo Majeroni Leopoldis, 1934), trecho 'Na capital gaúcha' // Autorizado pela Cinemateca Brasileira
Filme: Porto Alegre, a cidade sorriso // Autorizado pela Cinemateca Brasileira
Filme: Agosto 13 sexta-feira (Camillo Tedaldi, 1955, Tomazoni-Films) // Autorizado por Elvira Fortuna
Documentários e cinejornais // Autorizados pela Cinemateca Brasileira

Não creditados:
Reportagem de TV: Conflito dos agricultores sem terra, na Praça da Matriz, em 8 ago 1990
ago 1961: Jango, Jânio Quadros
Legalidade: Brizola + áudio discurso Brizola
Filme: Duelo (Jaime Lerner)
carnaval

Fotografias: Acervo Fotográfico do Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa, Arivaldo Chaves, Armênio Abascal Meireles, Assis Hoffmann, Ronaldo Bernardi, Genaro Joner, Valdir Friorin, Shigueru Nagassawa, Jorge Mendes, Santos, Jussara Porto, Alberto Etchart, Paulina Laks Eizirik (Arquivo Pessoal), Ricardo Lage, Ivonei Freitas, Fabiano Towes.
Não creditadas: Fotografias de Lunara.

Citações:
Não creditados: Quadros de Iberê Camargo e fotografias dele pintando

FINALIZAÇÃO
Montagem: Rogério Brasil Ferrari.
Assistência de montagem (moviola): Luciano Koch.

Coordenação de finalização: Fabio Donzelini.
Créditos e animação de fotografias: Eduardo Muniz.

Edição de diálogos: Alberto Junior.
Assistência de ruídos de sala: Felipe Burger Marques.
Edição de som: Pedrinho Figueiredo.

EQUIPE Estúdios Mega
Supervisão de operações: Bia Ambrogi.
Assistência de operações: Priscila M. Zerillo.
Colorista: Alex Yoshinaga.
Assistência telecine: Luciano Sanches, Rogério Moraes.
Supervisão de pós-produção: Giba Yamashiro.
Coordenação de pós-produção: Lauro Santhiago.
Equipe Inferno: Ricardo Odo 'Kodó', Mario Cassiano, Eduardo Y. Igawa, Antonio Carlos Tomaselli.
Equipe Avid: Willian Searginotto, Eugen Pfister, Gael Werve D'Immerseel, André M. de Mello.
Central técnica: Fabiano Mastelaro, Douglas Terciano, Roberto Felipe Pereira, Rogerio Luiz Santos.
Engenharia: Claudio Prange.
Mixagem Dolby 5.1: Pedro Lima.
Coordenação de atendimento: Ricardo Rozzino.
Atendimento comercial: Stefano Deho.
Assistência de atendimento comercial: Claudia Villar.
Coordenação de pauta: Selma Melo.
Pauta: Sabrina Comar, Marcelo dos Santos Oliveira, Robson Schunk.

EQUIPE Megacolor
Supervisão geral: David Trejo.
Gerência de operações: Martha Reis.
Supervisão de pós-produção: Jesus Fernandez.
Coordenação de transfer: Joaquim R. Santana.
Adaptação e arte: Vander de Sousa.
Operação de Color Analyzer Dixi: Norio Oshikawa, Anderson Barbosa.
Operação de truca: Wanderlei Gomes.
Montagem e sincronização: Maria Nilza de Moraes, Cristina Camargo.
Assistência de montagem: Paulo Ferreira Lima.
Supervisão de revelação: Jony Hideki Hirakata Sugo.
Coordenação de atendimento: Silvia Levy.
Finalização interna: Rosangela Amorim.

EQUIPE Cinecolor Brasil
Supervisão de copiagem: Wilson Regis.
Coordenação de atendimento: Silvio Porto.
Atendimento: Vilma Dias.

EQUIPE Vídeo CD para captação de recursos
Edição: Rodrigo Machado da Rosa, Stefan Hrymalak, Luciano Rodrigues, Juliano Ambrosine.
Locução: Carlos Fernando da Cunha Filho.
Computação e programação CD: Graffito.
Estúdio de som: Som Guia.

EQUIPE autoração DVD
Coordenação: Chaban Rolim.
Design e animação: Michelangelo Russo.
Autoração: Ariel Bertelo.
Controle de qualidade: André Blumenschein.
Remasterização 5.1: Pedro Lima.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Câmera: JKL (São Paulo); Air Cam (São Paulo).
Luz e estúdio: Rental Light (Porto Alegre).
Produção de alimentação: Castija (Porto Alegre).
Estúdio efeitos/ruídos de sala: Da Capo Estúdio (Porto Alegre).
Online: Estúdios Mega.
Laboratório: Megacolor.
Estúdio de mixagem: Estúdios Mega.
Telecine offline: Teleimage (São Paulo).
Autoração DVD: Autor In.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Infoco Filmes (Porto Alegre).
Captação de recursos: através das seguintes leis:
Lei do Audiovisual Lei nº 8.685/93 / ANCINE Agência Nacional do Cinema / MinC Ministério da Cultura;
Lei de Incentivo à Cultura Lei nº 8.313/91 (Lei Rouanet) / ANCINE Agência Nacional do Cinema / MinC Ministério da Cultura;
LIC-RS Lei de Incentivo à Cultura Lei nº 10.846/96 / SEDAC Secretaria de Estado da Cultura / Governo do Rio Grande do Sul – Estado que trabalha unido.
Patrocínio: CEEE; Refap-Alberto Pasqualini-Refap S.A.; Eletrobras Centrais Elétricas Brasileiras S.A.; SAv Secretaria do Audiovisual / MinC Ministério da Cultura / Governo Federal – Brasil – Um país de todos; Petroquímica Triunfo S.A.; Empresas Randon (apoio cultural); Banrisul Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.; BRDE Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – Parceiro para crescer; Banrisul S.A. Administradora de Consórcios; SulGás; CRM Companhia Riograndense de Mineração; Zaffari; Plaza-Hotéis, Resorts, Spas-Brasil; Sbardecar.
Apoio cultural: Prefeitura de Porto Alegre; Oceano Produções (Porto Alegre); Jinga.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Abdon Barreto Filho, Accorde Filmes, Adalberto Caino Silveira Netto, Alexandre Ourique, Ana Fagundes, Ancelmo Silva, Angela Baldino, Angelisa Stein, Anilson Costa, Arnildo Martinez Müller, Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho, Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Artur Lorentz, Azul Marinho, Base Aérea de Canoas, Beto Souza, Biblioteca Pública do Estado, Blue Tree Millenium Flat, Brigada Militar do Rio Grande do Sul 9º BPM Batalhão de Polícia Militar, Bruno Herrmann, Capela do Divino Espírito Santo, Carlos Henrique Ludwig, Companhia Carris Porto-Alegrense, Casa de Cultura Mario Quintana, Cemitério da Santa Casa, Centro Calabrese del Rio Grande do Sul, Centro Cenotécnico, Centro Universitário Feevale, Cinemateca Brasileira, Cláudio Borba, Cleber Mendes, Clube Jangadeiros, CONCEPA, Corpo de Bombeiros de Porto Alegre, Correio do Povo, Diversi Calçados, Empório das Sedas, EPTC Empresa Pública de Transporte e Circulação / Prefeitura de Porto Alegre, Escola de Samba Praiana, Esdras Rubim, Eva Pivovaski, Exército Brasileiro, Fabiano Pereira, Fenac, Flávio Dutra, Fototeca Sioma Breitman, Fundação Iberê Camargo, FUNDACINE Fundação Cinema RS, Giba Giba, Gilberto della Giustina, Gustavo Fogaça, Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense-Museu do Grêmio, Grêmio Náutico União, Helisanta Taxi Aéreo, Hotel Umbu, IECINE Instituto Estadual de Cinema do RS, Instituto Estadual de Educação Flores da Cunha, IEL Instituto Estadual do Livro, Itacir Rossi, Ivo Czamanski, Jefferson Duarte, João César Padilha Filho, Joaquim Lucena, Jorge André Brittes, José da Costa, José Fogaça, Juliana Nardini, Lavanderia Chuá, Leo Iuchno, Leopoldina Juvenil, Luiz Carlos Pighini, Luiz Mello, Mariângela Machado, Marcello Caminha, Márcio Corá de Lima, Marcos Allan, MARGS Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Marione Leite, Memorial do RS – Arquivo Histórico do RS, Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa, Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo, Museu do Automóvel-ULBRA, Instituto Cultural Judaico Marc Chagall, Nilce Barth, OSPA Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Opus Promoções, Paim Comunicação, Panda Filmes, Paulo Busato, Paulo Odone, Paulo Sérgio Pinto, Pascoal Ianni, Pedro Guisso, Pérolas Maiorca, Prefeitura de Novo Hamburgo, Prefeitura de Porto Alegre, Prefeitura Municipal de Imbé, Projeto Monumenta Porto Alegre, 5ª Seção CMS Comando Militar do Sul, Rádio da UFRGS, Rádio Gaúcha, Regina Zilberman, Rogério Adolfo Dorneles, Rogerio Caldana, Roque Jacoby, Rui Spohr, Sandra de Deus, Santander Cultural, Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre, Secretaria de Estado da Cultura do RS, Sergius Gonzaga, Secretaria de Educação de Porto Alegre, Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre, Solar da Travessa Paraíso, Solar dos Câmara, Solar Lopo Gonçalves, Sport Club Internacional-Museu do Inter, Tania Gonçalves, Tatata Pimentel, Theatro São Pedro, Tecelagem Gaúcha, Telmo Kirst, Território Nacional, TVE RS, UFRGS Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Ritter dos Reis, Usina do Gasômetro, Victor Hugo, Zeppelin, Zero Hora-CDI.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Porto Alegre: terceira fase de filmagens: R. Duque de Caxias, no Centro, em frente à Casa Rosada, em 18 de julho de 2004 e à noite na Ilha da Pintada, sequência da chegada dos farrapos a Porto Alegre; encenação de As Relações naturais no TSP em 19 de julho; casamento na Capela do Divino Espírito Santo, no bairro Bom Fim, em 20 de julho; sequência do enforcamento em 21 de julho, no Centro (cf. Filmagem interrompe a Rua Duque de Caxias. Correio do Povo, Porto Alegre, 19 jul 2004).

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:15:45 (DVD)
Metragem:
Número de rolos:
Som: Dolby Digital 5.1 – em alguns cinemas
Imagem: cor
Proporção de tela: 1.85
Película: Fuji.
Formato de captação:
Formato de exibição: 35 mm
Tiragem (DVD): Não consta.
Legendas (DVD): Português, español, english, français.

DIVULGAÇÃO
Assessoria de imprensa: Fine Arts Assessoria de Comunicação.
Site: Alessandro Ventura.
www.portoalegremeucantonomundo.com.br

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
DVD: Distribuição: Infoco Filmes, © 2007. Autoração: 26 nov 2007. Extras. Não inclui encarte.
Contato:

EXTRAS DVD
Making of: Edição: Marcio Papel. Música: Daniel Sá. Duração: 05:54.
Entrevista com os diretores. Direção e fotografia: Maurício Borges de Medeiros. Identidades: Cícero Aragon (diretor), Jaime Lerner (codiretor). Música: Daniel Sá. Edição: Marcio Papel. Duração: 07:30.
Fotos das filmagens. Música: "Naquele tempo do Julinho" (música, letra: Nelson Coelho de Castro) por Nelson Coelho de Castro. Duração: 04:37.
Créditos do DVD. Duração: 01:00.

OBSERVAÇÕES
"Hino Rio-Grandense" não está creditado entre as músicas.
Cf. créditos finais: // Copyright – Infoco Filmes – Todos os direitos reservados.
94.355.484.001-35 //
// Finalizado em março de 2007. //
Contracapa do DVD inclui entre os locutores Luis Carlos Reck e Pedro Ernesto.

Grafias alternativas: Luiz Paulo Vasconcelos (iniciais) e Luiz Paulo Vasconcellos (finais) | Denisele Cardoso | Nilson Asp | Theddy Correa | Qorpo Santo e Corpo Santo | Ana Denise Kunh Jamono | Ana Paula Kunh | Zé da Grua | Augusto Frank Bier | Plino Marcos | Mary Beatriz Silva Mezzari | Jaime Sirotsky | Rogério Ferrari | Paulina Lacks Eizerik | Sandra Pesavento | Vanderley Falkenberg | Eduardo Argolo Ferrão | Giovani Berti | Roberto F. Pereira | Gael M. G. Van de W. D'Immerseel | Pedro Figueiredo | Felipe Marques | Simone Telec | João Knijinik | Banrisul Consórcio | JKL Cine [Razão social: JKL Cinematográfica Ltda.] | Da Capo | Kastija | Museu Judaico de Porto Alegre | Varceli Freitas | Luiz Emilio Speck
Grafias alternativas (funções): Still | Técnico de operação de truca (cf. créditos).

BIBLIOGRAFIA
SAINT-HILAIRE, Auguste de. Viagem ao Rio Grande do Sul (1820-1821). 2.ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1939. (Coleção Brasiliana, vol.167) Tradução: Leonam de Azeredo Pena. / Outra edição: Belo Horizonte: Itatiaia, 1999.
GUIMARÃES, Josué. Camilo Mortágua. Porto Alegre: L&PM, 1980. 454p. [romance]
RUAS, Tabajara. Netto perde sua alma. Porto Alegre: Editora Mercado Aberto, 1995. [romance]
VERISSIMO, Erico. Solo de clarineta. Porto Alegre: Globo, 1973.
VERISSIMO, Erico. O Resto é silêncio.
SANTO, Qorpo. As Relações naturais.
MACHADO, Dyonelio. Os Ratos.
MEYER, Augusto. Segredos da infância. Porto Alegre: Globo, 1949.
QUINTANA, Mario. O Mapa. In: Apontamentos de história sobrenatural. Porto Alegre: Globo, IEL Instituto Estadual do Livro, 1976.

CORRÊA, Thedy. Livro de astro-ajuda. Porto Alegre: L&PM Editores, 2010. 159p. [crônicas; inlcui a letra de "Porto Alegre" e o texto "Viagem em um dia frio", p.55-57, que estão nos créditos finais]

Noticiário:
Filmagem interrompe a Rua Duque de Caxias. Correio do Povo, Porto Alegre, 19 jul 2004.

Exibições


Versão em processo, apresentada em:
• Gramado (RS), 34º Festival de Cinema de Gramado [14-19 ago],
Sessão Especial, Centro Municipal de Cultura Prefeito Arno Michaelsen (R. Leopoldo Rosenfeld, 818)-Teatro Elisabeth Rosenfeld, 18 ago 2006, sex, 10h
Exibição Especial, Palácio dos Festivais, 18 ago 2006, sex, 20h

Versão final:
• Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country Sala 1, 23 mar 2007, sex, 21h (lançamento)

• Porto Alegre (RS), Largo Glênio Peres, 24 mar 2007, sab, 20h (na Semana de Porto Alegre, 234 anos)

• Porto Alegre (RS), Sessões da 53ª Feira do Livro [27 out-11 nov], Cine Santander Cultural, 5 nov 2008, seg, 19h (comentada com diretores)

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Porto Alegre – Meu canto no mundo. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/483/porto-alegre-meu-canto-no-mundo. Acesso em: 18 de abril de 2024.