No pampa ensanguentado (1924)

Brasil (RS) 
Longa-metragem silencioso | Não ficção 
35 mm, pb, ("5 longas partes, 2 horas de projeção")

Direção: Carlos Comelli.
Companhia produtora: Pátria Film

Primeira exibição: Porto Alegre (RS), Theatro Carlos Gomes, 29 mar 1924, sab, 19h15

 

Este é outro longa-metragem que aborda a Revolução de 1923 no Rio Grande do Sul. Trechos de periódicos da época oferecem uma sinopse básica do conteúdo, mais abaixo. O jornal Última Hora, jul 1923, publicou uma nota de repúdio dos maragatos, por supostamente adulterar cenas como as do combate de Santa Maria Chico, em que os comunicados oficiais forneciam a conta de 100 mortos, sendo que "o sr. Comelli filmou cerca de 200". O jornal afirma também que No pampa ensanguentado foi encomendado por Borges de Medeiros (1863-1961) para fazer propaganda a seu favor no Rio de Janeiro. Ao fim da revolta, Borges saiu-se mesmo vitorioso, permanecendo à frente do governo. O filme encontra-se desaparecido.

Sinopse


Revolução de 1923 no Rio Grande do Sul. "O Combate de Santa Maria Chico, apanhado com risco de vida do operador. O Combate de Capão Bonito. A passagem de uma coluna de 1.800 homens pelo Ibicuhysinho. A retomada de São Sepé. E muitos outros episódios". "10 meses na revolução. Vida nos acampamentos. Recebimento de armas e munições. Colunas em marcha. Detalhes desconhecidos. Paisagens magníficas. Na fronteira e na coxilha". (Correio do Povo, Porto Alegre, 29 mar 1924) "(...) encerra esse filme uma bela coleção de paisagens pitorescas das coxilhas e fronteira deste Estado". (Correio do Povo, Porto Alegre, 30 mar 1924)

Ficha técnica


IDENTIDADES
Flores da Cunha, Oswaldo Aranha, Claudino Pereira.

DIREÇÃO
Direção: Carlos Comelli.

PRODUÇÃO
Produção: Carlos Comelli.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Pátria Film (Porto Alegre).

FILMAGENS
Brasil / RS.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: ("5 longas partes, 2 horas de projeção") ("5 nítidas partes, com letreiros elucidativos")
Metragem:
Número de rolos:
Som: silencioso
Imagem: pb
Proporção de tela: 1.33
Formato de captação: 35 mm
Formato de exibição: 35 mm

OBSERVAÇÕES
Jornal Última Hora, jul 1923, publicou uma nota de repúdio dos maragatos, por adulterar cenas como as do combate de Santa Maria Chico, em que os comunicados oficiais davam como tendo 100 mortos, sendo que o sr. Comelli filmou cerca de 200. Para isso juntou dez cadáveres e os filmou em diversas posições dando vários aspectos, fingindo assim uma grande quantidade de mortos só do lado dos libertadores... Outra cena criticada é a apresentação do coronel Adão Latorre agonizante, que na explicação do jornal não condizia com a verdade pois tratava-se de um preto velho, encontrado ao acaso e que o Sr. Comelli apresenta como o herói negro... O jornal afirma também que o filme foi encomendado por Borges de Medeiros para fazer propaganda a seu favor no Rio de Janeiro.

Títulos alternativos: O Pampa ensanguentado | [No] [O] Pampa sangrento (Antonio Jesus Pfeil)

BIBLIOGRAFIA
Guia de filmes – Produzidos no Brasil entre 1921 e 1925: terceiro fascículo da série Filmografia brasileira. Rio de Janeiro: Embrafilme, dez 1987, p.49, como No pampa sangrento.
PFEIL, Antonio Jesus. Cinema gaúcho dos anos 20. Porto Alegre: Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa, Susec, 19??.

Noticiário:
Anúncio [como O Pampa ensanguentado]. A Federação, Porto Alegre, 21 mar 1924, p.3, ano XLI, n.69.
Anúncio [como O Pampa ensanguentado]. A Federação, Porto Alegre, 22 mar 1924, p.4, ano XLI, n.70.
Anúncio. A Federação, Porto Alegre, 25 mar 1924, p.2, ano XLI, n.72.
Theatros e diversões: O Pampa ensanguentado. A Federação, Porto Alegre, 25 mar 1924, p.5, ano XLI, n.72.
Anúncio. A Federação, Porto Alegre, 26 mar 1924, p.5, ano XLI, n.73.
Anúncio. A Federação, Porto Alegre, 27 mar 1924, p.5, ano XLI, n.74.
Anúncio. A Federação, Porto Alegre, 28 mar 1924, p.6, ano XLI, n.75.
Anúncio. A Federação, Porto Alegre, 29 mar 1924, p.5, ano XLI, n.76.

Correio do Povo, Porto Alegre, 27 a 30 mar 1924.
Theatros e artistas: Carlos Gomes. Correio do Povo, Porto Alegre, 29 mar 1924, p.3.
Theatros e artistas: Carlos Gomes. Correio do Povo, Porto Alegre, 30 mar 1924, p.14.
Anúncio. Correio do Povo, Porto Alegre, 27 mar 1924, p.11.
Anúncio. Correio do Povo, Porto Alegre, 28 mar 1924, p.7.
Anúncio. Correio do Povo, Porto Alegre, 30 mar 1924, p.15.
Correio do Povo, Porto Alegre, 4, 5, 9 e 10 abr 1924.

Exibições


• interior do RS: meados de 1923, durante a Revolução, provavelmente trechos

• Porto Alegre (RS), Theatro Carlos Gomes, 29, 30 mar 1924, sab, dom, 19h15, 21h15

• Porto Alegre (RS), Orion, 4 abr 1924, sex

• Porto Alegre (RS), Palacio, 5 abr 1924, sab (em "6 longas partes")

• Porto Alegre (RS), Thalia, 9 abr 1924, qua

• Porto Alegre (RS), Orpheu, 10 abr 1924, qui

Arquivos especiais


Noticiário e crítica:

Theatros e diversões: O Pampa ensanguentado. A Federação, Porto Alegre, 25 mar 1924, p.5, ano XLI, n.72.
O seu operador, esteve, durante dois meses, com as forças sob o comando do bravo coronel dr. Flores da Cunha, tendo, sob o fogo inimigo, filmado o combate de Maria Chica e muitos outros feitos da heroica Brigada do Oeste. Conseguiu, também, o sr. Comelli filmar, entre outros combates das forças legais, o do Capão Bonito, feito pela gloriosa Brigada do Nordeste, sob o comando do bravo coronel dr. Paim Filho. Além desses dois importantes combates, filmou o sr. Comelli, vários aspectos e marchas das forças legais.

Anúncio. Correio do Povo, Porto Alegre, 27 mar 1924, p.11.
Theatro Carlos Gomes: Nos dias 29 e 30 do corrente será apresentado ao público desta capital o formidável trabalho, cinematográfico, que reproduz os mais importantes episódios da revolução no Estado, de 1923, No pampa ensanguentado, 5 longas partes, 2 horas de projeção. (...) Documento histórico de incalculável valor. Dez meses vivendo nas coxilhas. Um filme que demonstra o valor e a heroicidade rio-grandense. Outra parte emocionante de No pampa ensanguentado é o combate de Capão Bonito, no qual o operador mostra o sangue frio de que se revestiu para filmar tão horríveis cenas.

Anúncio. Correio do Povo, Porto Alegre, 28 mar 1924, p.7.
O filme autêntico inconfundível, sem reprodução de fotografias paradas.

Theatros e artistas: Carlos Gomes. Correio do Povo, Porto Alegre, 29 mar 1924, p.3.
Esse centro de diversões reabrir-se-á, hoje, afim de exibir um filme natural, tirado nas coxilhas do Rio Grande do Sul, denominado, No pampa ensanguentado.
Divide-se esse trabalho em 5 partes e nesse serão mostradas partes dos combates que ficaram denominação “Santa Maria Chica” e “Capão Bonito”.
Esse filme será passado hoje e amanhã.

Theatros e artistas: Carlos Gomes. Correio do Povo, Porto Alegre, 30 mar 1924, p.14.
No Theatro Carlos Gomes tiveram lugar ontem as primeiras exibições do filme natural No pampa ensanguentado.
Essa película, dividida em 5 longas partes, contém vários episódios da recente revolução ocorrida neste Estado, três (?) como o Combate de Santa Maria Chica, o Combate de Capão Bonito, a retomada de S. Sepé.
Ao par das lutas e movimentos de tropas, encerra esse filme uma bela coleção de paisagens pitorescas das coxilhas e fronteira deste Estado.
Esse filme será exibido ainda hoje, nas duas sessões da noite.

Anúncio. Correio do Povo, Porto Alegre, 30 mar 1924, p.15.
Continuação do extraordinário sucesso alcançado ontem. (...) Todo o público que assistiu esse formidável trabalho cinematográfico foi unânime em classificá-lo de ótimo.

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
No pampa ensanguentado. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/49/no-pampa-ensanguentado. Acesso em: 23 de maio de 2024.