O Milagre de Sta Luzia (2008)

Brasil (SP)
Longa-metragem | Não ficção
35 mm, cor, 101 min

Direção: Sergio Roizenblit.
Companhia produtora: Miração Filmes

Primeira exibição: Brasília (DF), 41º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro [18-25 nov]-Mostra Competitiva 35 mm, Cine Brasília, 19 nov 2008, qua, 20h30, 23h30
Primeira exibição RS: Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country, 30 set 2009, qua (pré-estreia)

 

Depoimento de Sergio Roizenblit em sergioroizenblit.wordpress.com:
"Eu, a Myriam Taubkin e a fotógrafa Angélica del Nery, saímos pelo Brasil pra preparar material pra série de espetáculos. Estávamos em Exu, local do nascimento de Luiz Gonzaga. Estamos eu e a Angélica de carro na estrada, quando vemos um senhor com uma mesa na cabeça.
Corta pra um mês antes: eu estava em Serrita e comecei a conhecer a história de um vaqueiro mítico no sertão. Seu nome: Raimundo Jacó. Sua história: era conhecido como o maior vaqueiro do sertão. Um dia sai com outros vaqueiros e não volta. É descoberto morto, assassinado. O padre da região decide criar em sua homenagem a missa do vaqueiro. O patrono é Luis Gonzaga, primo de Raimundo Jacó, o principal personagem de serrita.
Corta pra estrada novamente, eu e a Angélica e o senhor com a mesa na cabeça e uma mula atrás de nome Bebeto. Vamos conversar com ele, não consigo compreender quase que nenhuma palavra daquele senhor de cara judiada e quase sem dentes. Estou desistindo e pergunto seu nome. Francisco Jacó. Pergunto se ele tem algum parentesco com Raimundo Jacó. Ele conta que é filho do Raimundo Jacó. Penso que deve ser um dos muitos filhos e ele conta que é o único filho. Minha câmera treme, gaguejo. Estou diante do filho do maior mito do sertão, depois de Luiz Gonzaga. Pergunto sobre a mesa na cabeça dele, ele explica que está indo pra sua casa pra preparar uma novena pra Santa Luzia. Não acredito, estou diante do filho de Raimundo Jacó e numa novena de Santa Luzia dia 13 de dezembro, dia do nascimento de Luiz Gonzaga. Gravamos a novena à noite, linda. A casa muito humilde, tem uma parede inteira só com imagens de santos e outra parede inteira com fotos do Vasco da Gama. A novena é uma promessa por um milagre acontecido com seu filho. Seu nome: Raimundo Jacó. Santa Luzia, a santa dos olhos, a padroeira dos que trabalham com os olhos, fotógrafos, cineastas. A cena mesmo antiga e com uma qualidade menor está garantida no meu longa.
Quando fizemos os espetáculos, o show abria sempre com essa novena, o DVD do Brasil da sanfona, idem. Foi muito bonito aquele evento recheado de coincidencias. Na época nem imaginava que o nome seria O Milagre de Sta Luzia, mas as vezes penso que a Santa sempre soube".

Trata-se de um registro basicamente em quatro estados, nesta ordem: PE, MS, RS e SP.

O trecho dedicado à música gaúcha ocupa c.22 minutos e faz um apanhado bem generoso com figuras de destaque a começar por Renato Borghetti

Oscar dos Reis: Seu instrumento é o bayan, variedade do acordeão russo. Inspirado na alma da musica regional do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguay, sempre presente em seu trabalho, considera-se um homem do mundo, sujeito às mais diversas influências musicais. É um defensor da difusão da música erudita para o acordeão e um dos mais capazes professores do instrumento.
Luciano Maia: Revelação da gaita do Rio Grande do Sul, autodidata e filho de gaiteiro. Busca como compositor e intérprete inserir elementos contemporâneos do jazz e da música brasileira na música regional gaúcha
Luiz Carlos Borges: Os pais e os tios eram gaiteiros e trovadores. Filho mais novo de sete irmãos criaram o grupo Os Irmãos Borges, que durante 30 anos animou festas e bailes. Permaneceu com o grupo durante 20 anos, para depois seguir carreira solo. Em constante intercâmbio com músicos da Argentina, da Colômbia e de outros Países da América Latina, traz esta influência de maneira marcante para a sua música. Com 24 discos, já gravou na Argentina e Europa e fez turnês pelos Estados Unidos e Europa.
Edson Dutra: Incentivador da musica tradicional gaúcha, fundou há 35 anos o grupo Os serranos que se caracteriza por tocar essencialmente composições próprias com a marca do autêntico Rio Grande. Um dos grupos mais importantes nos bailões e festas do estado, procura criar intercambio com músicos da Argentina, Paraguai e Uruguai.
Renato Borghetti: Procura, partindo da tradicional música gaúcha, criar uma linguagem universal tendo como desafio a limitação do seu instrumento, a gaita ponto diatônica. É compositor, tem diversos discos gravados e grande reconhecimento no Brasil e exterior. É o responsável pela difusão da gaita do Rio Grande do Sul por todo país.
Geraldo Corrêa: Começou a tocar ainda criança. Durante 8 anos viveu entre Rio e São Paulo. Tocou com Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, tendo gravado alguns discos pela Canta Galo. Lançou 14 discos e suas composições já foram gravadas por vários sanfoneiros. Começou tocando acordeão, mas há 30 anos toca fole de 8 baixos.
Genaro: Filho de sanfoneiro, aprendeu a tocar ainda criança.Criado no Rio de Janeiro, conheceu e tocou com grandes nomes como Orlando Silva, Dominguinhos, Oswaldinho do Acordeon, e Severo. Em apresentações em bares, na noite, tocou rock, bossa nova e MPB. Participou de shows de diversos artistas, entre os quais Zé Ramalho e Amelinha. Hoje morando em Recife, é muito requisitado em gravações como instrumentista e arranjador;
Camarão: um típico representante da música do nordeste, tocando e compondo xotes, pé de serra e frevos, com um toque forte e marcante. No início de sua carreira foi integrante de regionais de rádio, onde tocou de tudo: choros, música clássica e acompanhou artistas diversos. É uma referência rítmica do acordeão nordestino
Joquinha Gonzaga: Apesar de ter nascido e sido criado no rio de Janeiro, Joquinha se considera um nordestino. Mora há 8 anos em exu e além de fazer seu trabalho com sanfoneiro, cantador e compositor, é uma espécie de defensor/fiscal das história de Luiz Gonzaga, seu tio, com quem aprendeu a tocar e cantar forró pé de serra, xotes e baiões.
Arlindo dos 8 Baixos: uma das maiores referências no oito baixos. Forrozeiro de raiz, domina os ritmos nordestinos. É consertador e afinador de sanfonas e professor do instrumento. Há 3 anos realiza em sua casa um dos mais importantes forrós de Recife, por onde passam todos os sanfoneiros do Nordeste
Dominguinhos: Dominguinhos se considera "um sanfoneiro da musica brasileira", que apesar da influência do centro urbano onde se formou (RJ) e onde conheceu diversos estilos musicais como tangos, rumbas e até conga, optou pelos ritmos brasileiros. Instrumentista com uma grande capacidade harmônica e de improvisação, escolhe o caminho da simplicidade e a linguagem popular para seu trabalho. Grande compositor e cantador – herança de Luiz Gonzaga – também procura cantar as cosias da sua terra. É a maior referência atual da sanfona.

Sinopse


Em estrada muito perto da divisa de Serrita com Exu, vem Dominguinhos caminhando e tocando "Lamento sertanejo" em sua sanfona.
Há 30 anos sem viajar de avião, Dominguinhos roda o país em sua picape falando sobre o Brasil que toca sanfona (ou acordeon, como é conhecido na região sul), mostrando sanfoneiros conhecidos e anônimos e o jeito de tocar de cada região.

Trechos editados de Os Sertões, de Euclides da Cunha [narrado por João Miguel]: "O homem jamais se afeiçoa às calamidades naturais que o rodeiam. [...] O sertanejo, no entanto, é uma exceção à regra. A seca não o apavora. É um complemento à sua vida tormentosa, emoldurando-a em cenários tremendos. Enfrenta-a, estoico. [...] Volve o olhar nas alturas; atenta longamente nos quadrantes; e perquire os traços mais fugitivos das paisagens. [...] E ao descer das tardes, dia a dia menores e sem crepúsculos, considera, entristecido, nos ares, as primeiras aves migrantes, transvoando a outros climas. É o prelúdio de sua desgraça. [...] E espera, resignado, o dia 13 de dezembro e a experiência tradicional de Santa Luzia. No dia 12 ao anoitecer expõe ao relento, em linha, seis pedrinhas de sal, que representam, em ordem sucessiva da esquerda para a direita, os seis meses vindouros, de janeiro a junho. Ao alvorecer de 13 observa-as: se estão intactas, pressagiam a seca; se a primeira se deliu, transmudada em gota d'água límpida, é certa a chuva em janeiro; se a segunda, em fevereiro; se a maioria ou todas, é inevitável o inverno benfazejo".

Trecho de O Tempo e o vento, de Erico Verissimo [narrado por Rochelle Hudson]: "O vento uiva fazendo matraquear as vidraças. Bibiana Terra Cambará sorri e leva o indicador aos lábios como a pedir silêncio. E estendendo a mão em direção à janela, sussurra: 'Está ouvindo?'".

Epígrafe final: // Eu anuncio o fim da cegueira. Eu anuncio a paz. Santa Luzia. //

Ficha técnica


IDENTIDADES
Dominguinhos.
Ordem de identificação:
PE: Francisco Jacó, Joquinha Gonzaga, Patativa do Assaré, Arlindo dos 8 Baixos, Helder Vasconcelos, Camarão, Genaro, Juarez, Pinto do Acordeon.
MS: Dino Rocha, Elias Filho.
RS: Renato Borghetti, Miro, Telmo de Lima Freitas, Ricardo Arenhaldt (percussionista do Quartchêto), Edson Dutra, Luiz Carlos Borges, Luciano Maia (acordeonista do Quartchêto), Daniel Hack, Julio Cesar Rizzo (trombonista do Quartchêto), Gilberto Monteiro, Bagre Fagundes, Oscar dos Reis.
SP: Mario Zan, Toninho Ferragutti, Gabriel Levy, Osvaldinho do Acordeon, Grupo Mawaca, Zinho Trindade, Raimundo Campos (produtor cultural), Sivuca.
Músicos registrados (não identificados): Augusto Freitas, Cesinha, Chiquinha Gonzaga, Claudio Rogério de Queiroz, David Saidel, Ernesto Fagundes, Geraldo Correia, Hilton Vaccari (violão Quartchêto), José Bazziotti, Leonardo Jardim, Lula do Acordeon, Marinês, Mirco Patarini, Nando Cordel, Pereira da Viola, Raminho da Zabumba, Regina Weissman, Renata Sbrighi, Ricardo Martins, Rudi Kasper 'Kaspinha', Sadi Vaz Lacerda, Sami EI. K. Bordokan, Sanfoneiro Nenê, Thiago Beat Box, Vitor Trindade, William Bordokan, Zé Bicudo.
Homens na estrada: João Henrique Dias da Cunha, Ari Garcia.
Participação: Albanita Maria Alencar da Silva, Alessandro Bravo, Alessandro Paranhos Santos, Ana Karina Morais de S. Alus, Ana Lúcia G. Vilarim Neto, Andréa Dolores Barros Certório, Andressa Pimentel, Angela Mery, Antonio Alves 'Corró', Antonio UC. Pereira, Arimatea Ayres, Aurênio Mordes, Autobelle, Ayrton Felix Olinto de Souza, Barbara Maria de Albuquerque, Beto Birger, Carlos Alberto Soares, Carlos Eduardo P. Vasconcelos, Carlos Gomes Lima e Sá, Carlos Lacerda, Carmen Vânia, Celeste Nunes dos Santos Silveira, Cesar Holanda da Costa, Christiano Martinos, Cicero Gomes da Silva, Claudia Fernanda, Cláudio Cabral de Melo, Claudio José Moreira da Silva, Clodomiro Gonzáles Antunes 'Miro', Damares Bezerra Montenegro, Damião Calisto Montenegro, Daniel Ricardo Teixeira Rodrigues, Daniele do Amaral, Deane, Edilza de Souza Queiroz, Edinaldo Gonçalves de Medeiros Junior, Edineide Silvestre, Ednalva Barros, Eduardo França, Eduardo Henrique de Araujo Silva, Esio de Siqueira Alves, Esio Moraes S. Alves, Etiene Costa 'Vampiro Diabo Lour', Euclides Fagundes Filho, Eulina Gomes Costa, Expedito M. Lourenço, Fabio de Lima Peralta, Fábio Oliveira Silva, Fabíola Simões, Fabricio Augusto Mattos de Souza, Fagner de Souza Silva, Fernanda M. Simões, Flavia Analine Gonçalves Porpino, Flávio Roberto, Francisco Cordeiro, Francisco de Assis Calixto Montenegro, Francisco de Assis Garcia Pires, Francisco José Bizerra de Carvalho, François de Souza Silva, Frederico A. de Albuquerque, Gilberto Vila Nova, Gildo Bezerra de Oliveira, Gilmara Bezerra Santiago, Glaucia Bezerra, Glaucyane Chagas de Oliveira, Grace Mary Lima de Souza, Grilena Bezerra Santiago Silva, Helaine Alves Pimenta, Heuly Alves Pimenta Mattos, Ilma Maria Bezerra Montenegro, Irene Marques, Itamar Lopes Santos, Ivaldo Cavalcanti Britto, Ivan Ferraz, Jaci Quirino Teixeira, Janeide do Vale, Jefferson Ricardo S. Santos, Jeuzuita do Acordeon, João Batista de Carvalho, João Betão, João Candido de Souza, João Carmelo, João Hildefonso Pinheiro Murano, Joaquim Pereira de Almeida, Jocelia Maria da Silva, Jorge Candido do Amaral Neto, José Anselmo Alves de Oliveira, José Carlos da Silva, José de Souza Lima, José Denivaldo Amorim, José Divonaldo Amorim, José Egenaldo Marcelino da Silva, José Evandro de Siqueira Melo, José Fernando de Souza, José Gildemar, José Hilton Amorim de Souza, José Jurandir Luis, José Luciano de Lira, José Micheles da Silva, José Ricardo Barros, José Travassos Junior, Joselita Gomes da Silva, Josiane Teodoro Mora, Josival Amorim de Souza, Julian Lucas da Rocha, Juliana Santos, Julio Cesar Mendes de Melo, Junior José Vieira, Juzil Correa Neves, Karla B. de Albuquerque Vasquez Soares, Leandro Rodrigues, Leda de Oliveira Dias, Leonardo de Oliveira, Lídio Luiz Frantz, Lilian Alves, Lúcia Jerônimo, Lúcia Souza, Luis Ceará, Luiz Henrique Marx Gonçalves, Magali José Valentim, Manoel Abilio Olinto T. de Souza, Manoel Guilhermino Mota Rodrigue, Manuela Raposo Dias Carneiro, Manuelle V. C. Lira, Marcelo Jota Gomes, Marcia Maria Gonçalves da Silva, Marcilio Jota Gomes, Maria Amélia B. Santiago, Maria de Lourdes B. de Siqueira, Maria de Lourdes Bezerra Montenegro, Maria de Lourdes Gomes Lima, Maria de Nazaré F. P. de Melo, Maria do Socorro Brito Raros, Maria Idaiane Bezerra Montenegro, Maria Iraci Ramires Cavalheiro, Maria Iran Bezerra Montenegro, Mariana Rafaela de Lima Leite, Mario Mendonça, Mauricio do Nascimento, Mônica Oliveira, Neuma Adriana C. S. Abreu, Ney Rodrigues Araújo, Olintho Monteiro Rodrigues Junior, Osvaldinha de L. da Silva, Oziel Fonceca Junior, Paula Forrozeira, Paulina Carmela, Paulo Alves de Barros, Paulo Brossard Vilaverde Fagundes, Paulo Freitas Lima, Pedro Gomes Vilarim Neto, Pedro Pereira de Lira Neto, Pedro Sá, Péricles Gonçalves, Rafael Barros Soares, Raul da Silva dos Ramos, Raul da Silva Gomes dos Ramos, Rebeca Oliveira Duarte, Rejane Ramos Lima, Rizaleide Maria da Silva, Roberto Angerosa de Souza Lima, Robson Silva Borges, Robson Souza Soares, Rodrigo de Oliveira Antunes, Rodrigo Vasquez Soares, Romualdo José de Moura, Rosa Maria Araújo, Rosália Simões, Rosaria de Almeida Ramos, Roseane Souza, Rudy Ernesto Reinaldo Kasper, Sandes Ribeiro, Sergio Batista de Araújo, Sergio Costa, Sergio Gonzaga, Sergio Lins, Severino Américo da Silva, Silvia Carneiro do Nascimento, Silvia Valesca Olivella Oliveira, Tácio Dias de Souza Rocha, Tércio Lira de Melo, Thiago de Andrade, Valdemir Pininga de Souza, Valéria C. de Luiza, Valmir Leite da Silva, Vanessa Saije, Vera Lúcia Pinheiro Lima, Vilmar Pereira de Fontes, Vinicius Brignol Leite, Vitor Israel Trindade de Souza, Wagner Luna Fernandes, Zé Lira, Zé Nobre, Zeilton Ernesto Ferraz, Zenaide Bezerra Oliveira.
Vozes: João Miguel, Rochelle Hudson.

DIREÇÃO
Direção: Sergio Roizenblit.

ROTEIRO
Este filme foi baseado no projeto O Brasil da sanfona do projeto Memória brasileira, de Myriam Taubkin.
Roteiro: Sergio Roizenblit.
Consultoria e pesquisa: Myriam Taubkin.

PRODUÇÃO
Produção e produção executiva: Marilia Alvarez.
Produção associada: Fernando Fraiha.
Direção de produção: Marilia Alvarez.
Assistência de produção: Mariana Trevas, Rosemere Gonçalves Mendonça, Bruno Pontes, Thiago Barreto, Claudia Alcântara.
Controle financeiro: Fabio Figueiredo, Terezinha Tonolli.

Alimentação: Maura Aquino.
Motoristas: Anderson Pedrosa, Leandro Mercanti.
Motoboy: Edson Bernardo.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Sergio Roizenblit, Rinaldo Martinucci.
Direção de fotografia adicional: Humberto Bassanelli Junior.
Primeira assistência de câmera: Humberto Bassanelli Junior.
Segunda assistência de câmera: Fabiano Pierri.
Operação de câmera adicional: Tatiana Lohmann, Marilia Alvarez, Gabriel Cunha.
Assistência: Gabriel Cunha.

SOM
Som direto: João Godoy, René Brasil, Thiago Bittencourt.
Microfonista: Vinicius Casimiro.

MÚSICA
Músicas (ordem de inserção):
• "Lamento sertanejo" (Dominguinhos, Gilberto Gil) por Dominguinhos // Guilherme Araújo Produções Artísticas Ltda. (adm. por Warner Chappell Edições Ltda.) // GEGE Edições // Preta Music
• "Sanfona sentida" (Dominguinhos, Anastácia) por Dominguinhos // Universal Music Publishing Ltda.
• "Peguei a reta" (Porfírio Costa) por Arlindo dos Oito Baixos // Todamérica Música Ltda.-ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais
• "Do jeito que meu pai tocava" (Arlindo dos Oito Baixos) por Arlindo dos Oito Baixos, Heder Vasconcelos
• "Vê se gosta" (Waldir Azevedo, Otaviano Plácido Pitanga) gravação realizada no encontro do forró do Arlindo dos Oito Baixos // Todamérica Música Ltda.-ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais
• "Doce de côco" (Jacob do Bandolim) por Camarão // Editora Fermata do Brasil
• "Festejo" (Camarão) por Camarão
• "Escadaria" (Pedro Raimundo) por Genaro // ©1943 // Mangione, Filhos & Cia. Ltda.
• "Forró pro ano inteiro" (Juarez Rubens de Santana) por Juarez Rubens de Santana
• "Forró enfezado" (Pinto do Acordeon) por Pinto do Acordeon
• "Um Chorinho pra você" (Severino Araújo) por Dominguinhos, Geraldo Correia // Editora Musical Brasileira Ltda.-ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais

• "Tche rancho que" (Dino Rocha) por Dino Rocha
• "Curupi" (Dino Rocha) por Dominguinhos, Dino Rocha, Elias Filho // Editora Musical Panttanal
• "Oroite" (Samuel Aguayo) por Dino Rocha, Dominguinhos, Elias Filho // SADAIC Sociedad Argentina de Autores y Compositores de Música (ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais)
• "Malvita" (Herminio Gimenez) por Dino Rocha // SADAIC Sociedad Argentina de Autores y Compositores de Música (ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais)
• "Arara azul" (Dino Rocha) por Aurélio Miranda // Editora Musical Panttanal
• "Pé de cabra" (Elias Filho) por Elias Filho, Dominguinhos, Dino Rocha

• "Milonga para as Missões" (música: Gilberto Monteiro; milonga) por Gilberto Monteiro, Leonardo Jardim
• "Sétima do Pontal" (música: Renato Borghetti, Veco Marques) por Renato Borghetti // Universal Music Publishing Ltda.
• "Armando" (música: Renato Borghetti) por Renato Borghetti
• "Redomona" (Edson Dutra, Frutuoso Araújo) por Dominguinhos, Renato Borghetti
• "Querência amada" (música, letra: Teixeirinha; xote) por Família Cavalli // Editora Internacional Teixeirinha Ltda. / Fundação Vitor Mateus Teixeira
• "Pra você" (Orlando Rocha, José Orlando Rocha dos Reis) por Augusto Freitas
• "Pedro quebra" (Telmo de Lima Freitas) por Telmo de Lima Freitas
• "Baile de rancho" (Telmo de Lima Freitas) por Telmo de Lima Freitas
• "No costado do bugio" (Edson Dutra) por Edson Dutra
• "Engarupado" (Edson Dutra) por Edson Dutra
• "Galope do guara" (Hilton Vaccari, Luciano Maia, Julio Rizzo, Ricardo Arenhaldt) por Hilton Vaccari, Luciano Maia, Julio Rizzo, Ricardo Arenhaldt
• "De mano pra mano" (Luiz Carlos Borges) por Luiz Carlos Borges, Luciano Maia
• "Pra ti guria" (Gilberto Monteiro) por Gilberto Monteiro // Latino Editora Musical Ltda. (adm. por Warner Chappell Edições Musicais Ltda.)
• "Romance flor" (Ricardo Martins, Rogério Ávila) por Ricardo Martins
• "Cuatro caminos" (José Jimenez) por Bagre Fagundes // Sony Music Entertainment Mexico (Sony/ATV)
• "Origens" (música: Bagre Fagundes, letra: Antonio Augusto Fagundes; canção) por Bagre Fagundes // Universal Music Publishing Ltda.
• "Adiós nonino" (Astor Piazzolla) por Oscar dos Reis // Les Editions Universelles (France) / Fermata do Brasil
• "Canto alegretense" (música: Bagre Fagundes, letra: Antonio Augusto Fagundes; chamamé) por Bagre Fagundes // Universal Music Publishing Ltda.

• "Quadrilha completa" (Mario Zan) por Mario Zan // Fermata do Brasil / Editora Musical Santos Dummont Ltda.. Produtora fonográfica: VZ Multimídia Ltda.
• "Sapecando" (Mario Zan, José Manoel Alves) por Dominguinhos, Mario Zan, Oswaldinho do Acordeon // Bandeirante Editora Musical Ltda.-ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais
• "Festa pantaneira" (Mario Zan, Dino Franco) por Dominguinhos, Mario Zan, Oswaldinho do Acordeon // Paulinas-COMEP
• "Sanfoneiro folgado" (Mario Zan, Motinha; rancheira) por Dominguinhos, Mario Zan, Oswaldinho do Acordeon // Bandeirante Editora Musical Ltda.-ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais
• "Festa na roça" (Mario Zan, Palmeira) por Dominguinhos, Mario Zan, Oswaldinho do Acordeon // Bandeirante Editora Musical Ltda.-ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais
• "Quarto centenário" (Mario Zan, José Manoel Alves) por Dominguinhos, Mario Zan, Oswaldinho do Acordeon // Bandeirante Editora Musical Ltda.-ADDAF Associação Defensora de Direitos Autorais
• "Nem sol nem lua" (Toninho Ferragutti) por Toninho Ferragutti
• "Um Tom para Jobim" (Sivuca, Oswaldinho do Acordeon) por Toninho Ferragutti, Oswaldinho do Acordeon
• "Asa branca" (Luiz Gonzaga, Humberto Teixeira; baião-toada) por Oswaldinho do Acordeon // Fermata do Brasil / Rio Musical Ltda.
• "Soran Bushi" (Magda Dourado Pucci) por Grupo Mawaca, Gabriel Levy // Ethos Produtora de Arte e Cultura Ltda.
• "Freestyle improvisado" (Gabriel Levy, Zinho Trindade, Thiago Beat Box, Roberto Birger, Vitor Trindade) por Gabriel Levy, Zinho Trindade, Thiago Beat Box, Roberto Birger, Vitor Trindade
• "Mitli mitlac" (Sami Bordokan) por Sami Bordokan, Cláudio Queiroz, William Bordokan
• "Triste partida" (Patativa do Assaré) por Orquestra Brasileira de Forró com a participação de Dominguinhos [CD: Vozes da seca. Produtor fonográfico: Raimundo Campos.]
• "Adeus Maria Fulô" (Humberto Teixeira, Sivuca) por Dominguinhos, Sivuca // Fermata do Brasil / Editora Nossa Terra Ltda.
• "Improviso de Dominguinhos" (Dominguinhos) por Dominguinhos / concebido no Encontro de Sanfoneiros; residência de Gilda Montans (SP)
• "Aboios" Improvisos dos Vaqueiros da Família Amorim
• "Improviso de Dominguinhos para aboio" (Dominguinhos) por Dominguinhos
• "Improviso de Genaro" (Genaro) por Genaro
• "Improviso Dominguinhos e Sivuca" (Dominguinhos, Sivuca) por Dominguinhos e Sivuca

ARQUIVO
Registro: Poema em homenagem ao rei do baião, de Patativa do Assaré, recitado por Patativa do Assaré.

Citações:
Trechos do livro: Os Sertões, de Euclides da Cunha, narrado por João Miguel // Domínio público.
Trecho do livro: O Tempo e o vento: O Continente – vol.2, de Erico Verissimo, narrado por Rochelle Hudson // Ed. Companhia das Letras. Agradecimento: Clarissa Jeffe Verissimo, Luis Fernando Verissimo e Agência Riff.

FINALIZAÇÃO
Montagem: Sergio Roizenblit.
Consultoria em montagem: Idê Lacreta.

Produção de finalização: Gustavo Ribeiro.
Coordenação de finalização: Marilia Alvarez.
Computação gráfica: João Martins.

Desenho de som: Pedro Noizyman.
Edição de som: Guile Martins.
Mixagem: Pedro Noizyman.
Consultor Dolby: Carlos Klachquin.
Masterização: José Luiz Sasso.
Gerência operacional: Daniel Sasso.

EQUIPE Teleimage
General manager: Patrick Siaretta.
Direção comercial: Jerome Merle.
Atendimento comercial: Darcy Cunha.
Assistência comercial: Roberta Paulucci.
Supervisão de pós-produção: Marcelo Siqueira, ABC.
Consultoria de pós-produção: Alex Pimentel.
Colorista: João Theodoro.
Assistência colorista: Carlos Eduardo Couto, Marcelo Alonso, Rodrigo Farias.
Coordenação de pós-produção: Karina Vanes, Mariana Zdravca, Robson Sartori.
Assistência de pós-produção: Claudio Colangello, Elton Leandro, Leandro Scorsafava, Raiser Vargas.
Data manager: Fabian Gamarra.
Efeitos digitais: Gabriel Lucio, Vanessa Mariano.
Telecine online: Samanta Nunes.
Assistência de edição: Fábio Fatorelli, Gabriel Alves Lobato, João Nathan.
Supervisão film recorder: Ariel Wollinger.
Film recorder: Anderson F. Penci, Carlos Eduardo Couto, Ricardo Imbelloni Vitor.
Assistência film recorder: Fábio Cavalcante.
Supervisão de laboratório: José Augusto De Blasiis, ABC.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Captação de áudio Encontro Sanfoneiros: Estúdio Fábrica.
Estúdio de mixagem: JLS Facilidades Sonoras (São Paulo).
Estúdio de intermediação digital: Teleimage (São Paulo).
Laboratório de copiagem: Cinecolor Brasil.
Design gráfico: Estúdio Infinito.

Sagres DTVM Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. (São Paulo).
Escritório de contabilidade: Service Keep.
Assessoria jurídica: Tourinho, Werneck – Sociedade de Advogados.
Seguros: Ellery & Morley (Rio de Janeiro).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Miração Filmes (São Paulo).
Captação de recursos: através da Lei do Audiovisual Lei nº 8.685/93 / ANCINE Agência Nacional do Cinema / MinC Ministério da Cultura;
Patrocínio: BNDES – O banco do desenvolvimento de todos os brasileiros; MinC Ministério da Cultura / Governo Federal – Brasil – Um país de todos; Banco BMG; Banco Itaú BBA; Agenor Barreto Parente; Nelson Rothstein Barreto Parente.
Apoio: Fazenda Capoava; Choppsente Arriégua.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos especiais: Ademar Oliveira, Agência Riff, Ajalmar Maia, Alicia Alvarez, Ana Maria Alvarez Melo, Ana Vitória Vieira Monteiro, Arthur de Faria, Carlos Augusto Braccini / Estância São José, Caru Alves de Souza, Casa/Restaurante Aman, Ciça Gobeth, Cinema / Zeca, CineSesc, Clarissa Jeffe Verissimo, Clement Zular, Clube Farrapos, Daniel Lima, Dantas Suassuna, Demetrio Fraiha, Emater Galpão Crioulo, Da Capo Estúdio, Estúdio Palavra Cantada, Família de Arlindo dos Oito Baixos, Família de Clodomiro Gonzáles Antunes, Família Pereira da Viola, Fazenda Santa Fé (Bagé), Flavia Guimarães, Flavio Guimarães, Francisco Bilé, Gilda Montans, Humberto Neiva, Joana Reiss Fernandes, João Henrique Dias da Cunha / Fazenda Santa Fé, João Miguel Pinheiro, José Roizenblit, Julia Schwarcz, Jurandir Müller, Kiko Goifman, Leandro Feigenblat, Leon Gobeth Roizenblit, Leona Cavalli, Lilian Roizenblit, Luis Ceará, Luis Fernando Verissimo, Marcio Alaor, Marcio Melo, Mauricio e todos os funcionários dos restaurantes Arriegua e Paidégua, Meire Genaro, Miguel Salvador Lima, Nonato, Norberto Soraciles, Olívio Araujo, Orquestra Sinfônica de São Paulo, Paulinho / Canto da Ema, Paulo Alves, Paulo Tatit, Prefeitura Municipal do Recife, Rec Produções, Ricardo Guimaraes, Rilávia Cardoso, Roberto Andrade / Projeto Confraria do Forró, Robson Souza, Sandra Oksman, Sanfoneiro Nenê, Santa Cruz do Sul, Sapopemba, Tata Amaral, Tilly Roizenblit, Tomaz Fujita Klotzel, Toni Venturi, Zorro.

Dedicatória: In memoriam: Sivuca (26 maio 1930. 14 dez 2006), Patativa do Assaré (5 mar 1909. 8 jul 2002), Mario Zan (9 out 1920. 9 nov 2006), Marinês (16 nov 1935. 14 maio 2007). / Este filme é dedicado a Carlos Renato de Souza 'Nanato'.

FILMAGENS
Brasil / PE, em Exu; Recife; Caruaru;
Brasil / MS, no Pantanal;
Brasil / RS, em Bagé; Bento Gonçalves;
Brasil / MG, em Turmalina;
Brasil / SP, em São Paulo.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:41:11 (YouTube)
Metragem:
Número de rolos:
Som: Dolby Digital 2.0 / Dolby Digital 5.1 – em salas equipadas
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação:
Formato de exibição: 35 mm
Legendas (DVD): Español, english.

DIVULGAÇÃO
www.omilagredesantaluzia.com.br

PREMIAÇÃO
• 41º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2008: melhor trilha sonora // Prêmio Vagalume (troféu conferido por integrantes do projeto Cinema para Cegos): melhor longa 35 mm.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
DVD: Distribuição: Miração Filmes. Extras
Contato:

EXTRAS DVD
• A sanfona.
• Afinadores.
• Amazam – Fábrica de Sanfona.
• Geraldo Correia, uma homenagem.

OBSERVAÇÕES
Frutuoso Araújo não está creditado como um dos autores de "Redomona".
Cf. créditos finais: // São Paulo, 2008. //

Grafias alternativas: Arthur de Farias | Humberto Bassanelli Jr. (i) e Humberto Bassanelli Junior (f) | Roaldo Rocha (Dino Rocha) | Vitor Mateus Teixeira (Teixeirinha) | Luis Carlos Borges | Antonio Fagundes e Nico Fagundes [= Antonio Augusto Fagundes] | Luiz Fernando Verissimo | Osvaldinho e Oswaldinho do Acordeon | Carlos B. Klachquin | Thelmo de Lima Freitas | Julio Rizzo | Arlindo dos 8 Baixos e Arlindo dos Oito Baixos | Mario Giovani Zandomenegui | Juarez (identificação) e Juarez Santana (f) | Estúdio Da Capo | Cinecolor do Brasil | Nelson Barreto Parente | Pedro Raymundo
Grafias alternativas (funções): voz off [sic, voz over = vozes] | Assistência de color grading

DISCOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA
Correio Braziliense, Brasília.
Jornal do Brasil, Rio de Janeiro.

Exibições


• Brasília (DF), 41º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro [18-25 nov]-Mostra Competitiva 35 mm,
Cine Brasília, 19 nov 2008, qua, 20h30, 23h30
CCBB Centro Cultural Banco do Brasil, 20 nov 2008, qui, 16h, 19h30
Embracine Casapark Sala 7, 21 nov 2008, sex, 14h, 21h30
Cinemark Pier 21, 22 nov 2008, sab, 21h

• São Paulo (SP), Espaço Unibanco Augusta (R. Augusta),
28 ago-3 set 2009, sex-qui, 20h
Sala 5 (51 lugares),
4-10 set 2009, sex-qui, 16h20, 20h
11-17 set 2009, sex-qui, 16h20, 20h
15-21 out 2009, sex-qui, 18h

• São Paulo (SP), Unibanco Arteplex Shopping Frei Caneca (R. Frei Caneca, 569, 3º piso, Consolação),
28 ago-3 set 2009, sex-qui, 14h, 19h, 22h10
4-10 set 2009, sex-qui, 14h, 17h10, 19h, 22h10
11-17 set 2009, sex-qui, 14h, 17h10, 19h, 22h10
Sala 7, 18-24 set 2009, sex-qui, 17h40

• São Paulo (SP), Shopping D (Av. Cruzeiro do Sul, 1.100, piso superior),
28 ago-3 set 2009, sex-qui, 14h
4-10 set 2009, sex-qui, 14h

• Santos (SP), Espaço Unibanco Miramar Sala 3
28 ago-3 set 2009, sex-qui, 18h40
4-10 set 2009, sex-qui, 18h40
15-21 out 2009, sex-qui, 18h

• Rio de Janeiro (RJ), Unibanco Arteplex (Praia de Botafogo, 316, Botafogo; 6 salas),
Sala 3 (124 lugares numerados),
28 ago-3 set 2009, sex-qui, 14h40, 18h20 (sab também 23h30)
4-9 set 2009, sex-qua, 14h40, 18h20 (sab também 23h30) + 10 set, qui, 14h40
Sala 5 (140 lugares numerados),
11-17 set 2009, sex-qui, 18h

• São Paulo (SP), Cine Bombril Cinearte (Conjunto Nacional),
4-10 set 2009, sex-qui, 18h
Sala 2, 18-24 set 2009, sex-qui, 17h40

• São Paulo (SP), Shopping Metrô Tatuapé (R. Domingos Agostim) Sala 5,
11-17 set 2009, sex-qui, 14h
18-24 set 2009, sex-qui, 14h

• Salvador (BA), Saladearte UFBA,
28 set 2009, seg (pré-estreia)
2-8 out 2009, sex-qui, 20h45
15-21 out 2009, sex-qui, 14h25

• Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country,
30 set 2009, qua (pré-estreia)
Sala 8, 2-8 out 2009, sex-qui, 17h40

• Curitiba (PR), Unibanco Arteplex Crystal Plaza,
2-8 out 2009, sex-qui, 19h

• Salvador (BA), Saladearte MAM,
2-8 out 2009, sex-qui, 14h10

• São Paulo (SP), MIS Museu da Imagem e do Som,
17 out 2009, sab, 18h, 20h + 18 out, dom, 17h, 19h + 21 out, qua, 20h

• YouTube, disponível desde 25 set 2013

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
O Milagre de Sta Luzia. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/567/o-milagre-de-sta-luzia. Acesso em: 24 de abril de 2024.