Em teu nome... (2009)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção
HD, cor, 100 min

Direção: Paulo Nascimento.
Companhia produtora: Accorde Filmes; Tropical Storm Entertainment; Lumiere HD

Primeira exibição: Gramado (RS), 37º Festival de Cinema de Gramado [9-15 ago]-Mostra Competitiva Longa-metragem Brasileiro, Palácio dos Festivais, 13 ago 2009, qui, 21h

 

Os acontecimentos que se sucederam na vida de João Carlos Bona Garcia, gaúcho de Passo Fundo, viraram um filme. E antes, renderam um livro: Verás que um filho teu não foge à luta (1989) inspirou Paulo Nascimento a escrever e dirigir Em teu nome.... No longa, no início dos anos 1970, Boni, um estudante de engenharia, acaba entrando na luta armada contra a ditadura militar que havia se instalado no Brasil em 1964. Entre convicções, conflitos e muitas reviravoltas, Boni é preso e expulso do país. Cecília, sua namorada, vai encontrá-lo no exílio. Os dois passam a viver em trânsito por quatro países antes de retornarem ao Brasil. Das páginas do livro para a tela emerge uma narrativa marcada por política, poder, perigo, ativismo social, violência, dor e amor. Os personagens, dispostos ao risco e à aventura, partem das ruas de Porto Alegre para uma jornada pelo mundo em defesa da liberdade democrática no Brasil.

Uma experiência intensa, que o ator Leonardo Machado encarna com vigor. Ele interpreta Boni – nome que Bona Garcia tem no filme – e lidera um elenco que reúne Fernanda Moro como Cecília Garcia, mulher do protagonista e o uruguaio César Troncoso na pele de Leo, marido de Dinha, a irmã de Boni interpretada por Julia Feldens. Dinha e Leo são personagens que representam, respectivamente, Dinorah Garcia Feldens e Leopoldo Feldens, pais de Julia – que é, portanto, sobrinha de João Carlos Bona e intérprete da própria mãe. Além deles, Vitor Ramil aparece em cena de festa, na qual canta "Deixando o pago". A composição musical contemporânea, inspirada por uma poética gaúcha campeira e ancestral, complementa quase miticamente certo ideal revolucionário gaúcho que se atualiza no contexto das ditaduras sul-americanas das décadas de 1960 e 1970. Em teu nome... transita entre os fatos e a ficção fazendo pequenos ajustes às necessidades fílmicas, examinando maneiras como a guerrilha contra a ditadura foi vivida: Nelson Diniz (professor) é um ex-padre combativo e liderança no grupo formado por Higino (Sirmar Antunes), Honório (Marcos Verza) e Lenora (Silvia Buarque), que não resiste às lembranças da tortura e sucumbe. Retrata uma sucessão de episódios que se inicia com as ações da VPR, a Vanguarda Popular Revolucionária, na qual Bona ingressou oriundo do movimento estudantil. As ações em prol da luta armada contra o regime militar o levam à prisão juntamente com seus companheiros. Cenas mostram este período sombrio da história brasileira destacando a tortura de presos políticos e a repressão social. Em 1971, Boni é exilado no Chile com o chamado "grupo dos 70", presos políticos cuja liberdade foi negociada após o sequestro do embaixador suíço Giovanni Bucher no Rio de Janeiro. Em Santiago, nasce o primeiro filho de Boni e Cecília. A instabilidade decorrente do golpe do general Augusto Pinochet contra o presidente Salvador Allende obriga a família a fugir. Eles passam por Argentina, Argélia e França, retornando ao Brasil em 1979.

As filmagens foram realizadas em Paris, Casablanca, Santiago, na Cordilheira dos Andes e em Porto Alegre, num projeto arrojado da produtora Accorde Filmes. A fotografia de Roberto Laguna – parceiro dos trabalhos de Paulo Nascimento – privilegia a câmera na mão e os planos próximos e fechados nos personagens. Exibido no 37º Festival de Cinema de Gramado, em 2009, ganhou o prêmio especial do júri, melhor direção (ex aequo Vincent Carelli, por Corumbiara), ator para Leonardo Machado e trilha musical composta por André Trento e Renato Müller. O prêmio para Leonardo Machado consagrou uma trajetória apaixonante, intensa e meteórica dedicada ao cinema. Ele está em pelo menos 24 longas gaúchos como ator e em mais algumas dezenas de curtas, séries e telenovelas. Leonardo Machado faleceu aos 42 anos (Bagé, 6 jul 1976. Porto Alegre, 28 set 2018).

A produção frequentou o circuito exibidor de Porto Alegre com sessões no Instituto NT de Cinema e Cultura, Unibanco Arteplex, CineBancários, Sala P. F. Gastal. Além disso, foi exibido em Novo Hamburgo, Torres, Medellín e Lisboa. Em teu nome... é dedicado aos sobreviventes do regime militar brasileiro e aos que não conseguiram sobreviver.

Sinopse


No início dos anos 70, Boni, um estudante de engenharia, entra na luta contra a ditadura que havia se instalado no Brasil. Entre conflitos e convicções, é preso e expulso do país. Cecília, sua namorada, vai encontrá-lo no exílio e os dois passam a viver em vários países – Chile, Argélia, e, finalmente, a França, de onde retornam ao Brasil.

Sinopse descritiva:
Letreiros com letras brancas em fundo preto afirmam: "No início dos anos 1970, a América Latina vivia um período dominado por ditaduras militares. No Brasil, o governo eleito foi deposto pelo golpe militar de 1964. Em 1970, com o governo do general Médici, o Congresso foi fechado e a ditadura ganhava sua força máxima. A sociedade se organizava e resistia das mais variadas maneiras. Alguns grupos políticos optaram pela luta armada para enfrentar o regime".
Em uma roda de conversa de dissidentes políticos, Professor explica que deixou o sacerdócio, a partir do qual acreditava poder "mudar alguma coisa", para combater a ditadura. Boni chega atrasado ao encontro, senta no sofá e cumprimenta Lenora. Professor anuncia ao grupo que eles serão o núcleo da VPR – Vanguarda Popular Revolucionária no Sul do Brasil. Higino afirma que "o sindicato" apoiará as decisões tomadas. Boni questiona se é realmente o momento de pegar em armas, se a sociedade quer isso. Há desentendimento. Professor pergunta se ele quer sair do grupo. Boni diz que acatará as decisões. Em um jantar, Boni se mostra revolucionário, enquanto sua irmã, Dinha, diz que seu pai já lhe enviou o dinheiro do mês. Leo, o cunhado, ri. Irritado, Boni deixa a mesa. Certa noite, o grupo escapa da polícia após pichar um muro com palavras contra a ditadura. Em outro dia, Boni conhece Cecília em uma festa de amigos, ao som de "Deixando o pago". Cecília explica que, apesar da origem humilde, conseguiu entrar na faculdade com o apoio de sua tia. Boni e Higino são designados para efetivar um assalto. Honório, que deveria pegá-los de carro em um ponto de encontro, não aparece. Sem apoio, Boni e Higino precisam fugir correndo. Em uma reunião da VPR, agridem Honório. Cecília e Boni não chegam a um consenso sobre a luta armada, mas seguem namorando. Boni é expulso da faculdade de engenharia. Dinha questiona a efetividade dos revolucionários e alerta para o perigo. Boni, Higino, Honório, Lenora e Professor são pegos em uma emboscada. Presos, são torturados pelo delegado PS e transferidos para a Ilha do Presídio, localizada no Lago Guaíba, em Porto Alegre. Cecília e Leo visitam Boni. Ele diz que sairá vivo do local, mas não sabe quando. Os cinco presos são selecionados entre 70 pessoas para serem libertadas pela polícia por exigência da VPR após o sequestro do embaixador suíço Giovanni Bucher, no Rio de Janeiro, em dezembro de 1970. Boni, Higino, Honório, Lenora e Professor são levados pela polícia para o Rio de Janeiro. De lá, partem para o exílio no Chile. Cecília decide ir ao encontro de Boni. Para sobreviver, os dois trabalham como atores de teatro. Cecília engravida. Eles se casam. Um golpe militar remove o presidente Salvador Allende do poder em 1973. Imagens documentais de arquivo ilustram o momento, com destaque para o bombardeio do Palácio de La Moneda pelo exército chileno. Professor consegue documentos falsos para a fuga dele mesmo, de Cecília e do bebê. Boni fica no Chile, mas consegue refugiar-se na Embaixada da Argentina, seguindo depois para Buenos Aires. Em 1974, Boni e Cecília chegam juntos a Argel, na Argélia, onde ela dá à luz o segundo filho do casal. Dois anos depois, Boni segue para Paris, deixando a mulher e os filhos. Ele encontra Professor na capital francesa. Com o apoio de funcionários da ONU, Boni, Cecília e as crianças conseguem visto de permanência na França. Ele é escolhido para ser o presidente do Comitê Brasileiro da Luta pela Anistia Ampla, Geral e Irrestrita. Em 1979, Boni consegue autorização para voltar ao Brasil com a família. Higino também retorna, mas Professor decide ficar na Europa. Um letreiro final com letras brancas em fundo preto informa que a história é baseada em relatos de fatos reais narrados por João Carlos Bona Garcia, e que o longa é dedicado aos sobreviventes do regime militar brasileiro e aos que não conseguiram sobreviver.

Ficha técnica


ELENCO
Leonardo Machado (Boni),
Fernanda Moro (Cecília),
Nelson Diniz (Professor),
César Troncoso (Leo),
Silvia Buarque (Lenora),
Julia Feldens (Dinha),
Marcos Verza (Honório),
Sirmar Antunes (Higino),
Mario Lorca (Homem do teatro, no Chile), Gilberto Perin (Major), Jeffersonn Silveira (Sérgio),
Marcelo Restori (Luizão), Rafa Sieg (Jornalista), Artur José Pinto (Motorista assaltado),
Nadya Mendes (Mãe de Boni), Milton Mattos (Pai de Boni), Felipe Mônaco (Juiz),
Camila Leyva (Juíza, no Chile), Elena Maria Korzenszky (Funcionária do Ministério, no Chile), Jacqueline Petkovic (Funcionária da ONU, em Paris),
Daniel Bacchieri (Policial civil), Leonel Radde (Soldado Ilha do Presídio), Hernan Torres (Soldado Ilha do Presídio), Gilmar Raizer,
Alfredo Bergmann (Locutor Brasil), Henry Lorencena Souza (Locutor Chile), Rafael Régoli (Carcereiro), Zé Mário Storino (Médico), Zé da Terreira (Pai de Cecília).
Participação especial: Marcos Paulo (Delegado PS), Eduardo Barril (Paco), Vitor Ramil (cantor festa casa do Leo).
Figuração: Adriano de Avellar, Adriano Dutra Ramos, Alan Colares Vasconcellos, Alano Kefa de Fraga Marmitt, Alberto Carlos Guimarães Chagas, Alex Barbosa, Alexandre Alves Correa, Álvaro Roberto Rivas, Ana Paula da Costa, Andréia Oliveira Gomes, Ângela Cristina Martins, Antônio Carlos de Paula Filho, Araxanes Jardim, Ariane da Cunha Mendes, Augusto Simon, Carlos Renan C. de Lima, César Campos, Clarice da Silva Cerentini, Clarissa de Oliveira Arend, Cláudio Abs, Cláudio Luza, Crissiane Sgarbi Silveira, Daiane Saldanha Dürings, Dalila Braun, Daniel dos Santos Colin, Dani Fogliatto, Débora Beatriz Marques Azevedo, Demétrio Nunes Lucena, Diego da Silva Farias, Diego Machado, Diego Pinto Lemos Garcia, Diego Winck Esteves, Eder Júnior Santos de Almeida, Eduardo Cardoso Batista, Eduardo Pontes Costa, Ericson Santos dos Santos, Fabrício Jamono Vieira, Felipe Vieira, Fernanda Martins de Oliveira Pereira, Frederico Augusto dos Santos, Gabriel Costa Warken, Geneci Guimarães Chagas, Giselle dos Santos Streinstrasser, Gustavo Scaravonatti, Gustavo Szuster, Igor Silva Ramos, Israel Diego Martins, Ivan Penteado Dourado, J. Silmar Massuda da Silva, Jéferson Azevedo, Joana Costa, Jorge Luis Martins, José Carlos Viana Nunes, Juan César Martins Palhares, Júlia Bramraiter, Júlia Costa Warken, Júlia Ludwig da Fontoura Rodrigues, Laura Souza Telles, Leandro Assunção, Leandro Ramos Ribeiro, Leandro Santos, Leonel Ruiz, Lia Letícia Ferreira Leite, Lourenço de Pauli Souza, Luana Rodrigues da Silva, Luciana Fanti Tissot, Luciana Garcia Schunck, Luciano Oliveira de Oliveira, Luísa Longhi Rossi, Luísa Simon, Luiz Feliciano Ribeiro Figueira, Maffei Barcellos, Manoela Prates Wunderlich, Márcio Leandro de Oliveira, Márcio Oliveira Fernandes, Marcos Antônio Souza dos Santos, Marilize Caroline Alcântara Obregon, Marlise da Silva Salvador, Matheus Walter, Mauro do Nascimento Rodrigues Filho, Miguel Ramires Jacobus Fortes, Miguel Rosa Oliveira, Mônica Tonding Kem, Nathália Stanack, Neura Martini Pacheco, Olímpio Rodrigues das Chagas, Otto Gomes, Pablo Fernandes Costa, Paolo de Oliveira, Paula Auler Sousa, Paulo Sérgio Rodrigues dos Santos, Pedro Antônio Ribeiro Freitas, Rafael Bernardes Ferreira, Rafael Cunha da Silva, Rafael Fernandes Costa, Rafael Matos Bacelo, Rafaela Cassol, Raul Guilherme Barison, Reissoli Moreira dos Santos, Renan Costa de Oliveira, Ricardo Bins Ely Seffner, Rico Assoni, Roberto Burd, Rodilaine Maroso Bramraiter, Rodrigo Fiatt, Rodrico Fracesch de Souza, Rodrigo Scotti, Rogério Frantz, Rogério Kubiachi Seidler, Taciane Saldanha Dürings, Tatiana Roberta Siqueira, Thaís Stanoski Santa Rita, Vinícius dos Santos, Vinícius Ellwanger, Virginia Simone, Welington Portolan.
Crianças: Alexia Mayr Santos, Brayan Lucas Bueno dos Santos (Menino futebol), Eduarda Beatriz Azevedo Ferreira, Fernando Arthur Bonotto (Boni criança), Gabriel Rocha Rodrigues (Rodrigo 7 anos), Isabelli Berlitz de Azevedo (Luciano recém-nascido), Ignácio Andres Cortes Soto (Rodrigo 2 meses), João Henrique Mesa Casa Rosa (Rodrigo 4 meses), Leonardo Farias Vieira (Menino futebol), Lucca Bibiano Garcia (Filho Dinha), Miguel Barros Nunes (Luciano 5 anos), Nicolas Raphael Bernardi Camini (Rodrigo 3 anos), Pedro Felipe Farias Vieira (Menino futebol), Romeu Vieira Flores (Menino futebol), Thaís da Silva Salvador, Victor Matheus dos Santos (Menino futebol), Yasmin Santi Bonoto.
Figuração (Chile): Adonay Andrade Peña, Adriana Beatriz Marques, Agathe Berthe, Amae Andrade Pena, Andia Andrade Pena, Andréa Carolina Soto Inzunza, Camila Francisca Merino, Carlos Alberto R. Gerad, Carlos Arancibia, Cecilia Cortes Mesias, Eduardo Aguero, Eduardo Bastias, Eduardo E. Valenzuela, Eduardo Ignácio Silva Muñoz, Felipe Audres A. Layseca, Felipe Eduardo Barría Sepúlveda, Fernano Ignácio Rosales Alzamora, Filomena Ester Berrios Orellaria, Gabriela Pinto Verdugo, Genolo Rojas, Gerson Becker, Gonzalo Urtubia Carvajal, Humberto Rubilar Flores, Javiera Pérez Jorge Rodriguez, José Bastian Figueroa Rojas, Luigi Leoni, Luis Carlos Gaisbauer, Luis G. Esteva Souza, Luisa Flores Cuervas, Luiz Carlos Leivas Mello, Luiz Niedbalski Ajagan, Luz Verdugo Merino, Maria Cristina Reyes Contreras, Marianela L. Saez Castillo, Matias Heman Muñoz Veja, Matias Muñoz Veja, Maurício Gonzalez, Michael Ossa, Mirtha Fernandez, Mônica Catalane, Paula Pinto Verdugo, Pedro Briceño Briceño, Pedro Pablo Martinez Correa, Pilar Alejandra Navarro Cerda, Rejane M. S. Mello, Roberto Mondoca Urtubia, Rosa Salazar Reyes, Sebastian Rojas Carrasco, Sérgio Ouriadas, Taise Bittencourt, Walter Raimundo Hahn, Yohana Torres.
Cena final: Célia Garcia, João Carlos Bona Garcia.

DIREÇÃO
Direção: Paulo Nascimento.
Assistência de direção: Roberto Burd.
Segunda assistência de direção: Valentina Metsavaht Cará.
Continuidade: Pedro Hahn.

ROTEIRO
Este filme é baseado em relatos de fatos reais narrados por João Carlos Bona Garcia.
Roteiro: Paulo Nascimento.

PRODUÇÃO
Produção: Marilaine Castro da Costa, Paulo Nascimento.
Coprodução: Homero Chemale.
Produção associada: Beto Rodrigues.
Produção executiva: Marilaine Castro da Costa.
Assistência de produção executiva: Luciano Koch.
Direção de produção: Mônica Catalane.
Coordenação de produção: Tamara Mancuso.
Assistência de produção: Kátia Samara.
Produção (Paris): Jacqueline Petkovic.
Produção (Marrocos): Mark Willenbrock.
Produção de elenco: Clarissa Ramires.
Assistência de produção de elenco: Dani Fogliatto.

Platô: Celso Martins.
Assistência de platô: Andréia Gomes.
Produção de set: Zé Viana.
Alimentação: Castija (Porto Alegre).
Assistência de alimentação: Gabriel Sosa, Natalia Sosa, Omar Sosa, Rafael Sosa, Sônia Montiel.
Motoristas: Fábio Arocha, Márcio Carneiro, Oradi Arocha, Rodrigo Pergher, Rogério Alemão, William Pacheco.
Motoristas de apoio: Adriano Pinho e Silva, Alexandre Pinho e Silva, Felipe Orsi Basso, Paulo Calzia, Pedro Libório Dias.

BASE
Equipe Accorde: Susana Ramires do Nascimento, Ivan Trindade, Mareni Santos, Jane Silva.
Financeiro: Álvaro Flores.

EQUIPE Chile
Produção: Beto Rodrigues.
Transporte: Pedro Ureta.
Alimentação: Hector Ratalino / Catering Films.
Companhia produtora: Simpatic.
Produção: Javier Laiz, Claudio Allende.
Arte: Cristobal Alvarez, Ruben Medina.
Elenco: Jorge Olivares.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Roberto Laguna.
Direção de fotografia de segunda unidade: Alexandre Berra.
Operação de câmera: Alexandre Berra.
Assistência de câmera: Márcio Cardoso.
Segunda assistência de câmera: Tatiana Sager.

Gaffer: Sérgio Rodrigues da Silva.
Eletricista chefe: Leonel Ruiz.
Eletricista: Geraldo Strassburger Junior.
Maquinista: Bolivar Lauda.
Geradoristas: João Carlos Nascimento, Olavo Pinto de Carvalho.

Making of: Rafael Fernandes.

SOM
Som direto: André Sittoni.
Microfonista: Rodrigo Ramos.

ARTE
Direção de arte: Voltaire Danckwardt.
Assistência de arte: Ana Musa.
Segunda assistência de arte: Guilherme Martini.
Produção de objetos: Daniel Alfaya.
Contrarregragem: Tiago Kraemer.
Cenotécnica: André Costa.
Assistência de cenotécnica: Cleberson Santos Monteiro, Daniel Pereira Cartana, Diego Freitas da Luz, Marco Aurélio dos Santos, Nelson Rosa Viana, Tiago Abreu Lima.

Figurino: Marcia Matte.
Assistência de figurino: Bruno Padjem.
Segunda assistência de figurino: Maria Elisa Dantas.

Maquiagem: Baby Marques.
Assistência de maquiagem e cabelo: Déby Marques.

MÚSICA
Direção musical: André Trento.
Trilha: André Trento, Renato Müller.

Músicas:
• "Deixando o pago" (música: Vitor Ramil, poema: João da Cunha Vargas) por Vitor Ramil (voz) [trecho]
• "Deixando o pago" [reprise; créditos finais]

FINALIZAÇÃO
Montagem: Marcio Papel.

Colorista (Chile): Roberto Laguna, Deivid Baldwin.

Edição de som: Marcos Lopes, Guto Keller.
Mixagem: André Sittoni.

EQUIPE Cinema
Atendimento: Andrea Nero.
Gerência de pós-produção: Zeca Daniel.
Intermediação digital: Uilian Mendes, Clayton Vianna.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Estúdio de pré-mixagem: Audio Grafh JNTL (Santa Monica, CA  US).

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Accorde Filmes (Porto Alegre); Tropical Storm Entertainment (CA  US); Lumiere HD.
Captação de recursos: através das seguintes leis:
Lei do Audiovisual Lei nº 8.685/93 / ANCINE Agência Nacional do Cinema / MinC Ministério da Cultura;
Lei de Incentivo à Cultura Lei nº 8.313/91 (Lei Rouanet) / ANCINE Agência Nacional do Cinema / MinC Ministério da Cultura.
Fundo Nacional de Cultura / MinC Ministério da Cultura.
[Investidores]: Neoenergia; Banrisul Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. – Quem tem Banrisul tem tudo; Grupo CEEE / Secretaria de Infraestrutura e Logística / Governo do Rio Grande do Sul; CORSAN Companhia Riograndense de Saneamento / Secretaria de Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano / Governo do Rio Grande do Sul; Webjet-Conecte-se; Metrô Rio; Espaço Filmes.

AGRADECIMENTOS
Agradecimento especial: Luis Carlos Leiva Mello (Melinho) que nos apresentou a história, Família Borghetti.
Agradecimentos da produção: 21ª Brigada Militar-Belém Novo, Alberto Carlos Guimarães, Chagas, Antonio Maidana Silva, Bar Naval, Bar Leblon, Celso Juares, Clube Belém Novo / Elisabeth, CTG Piquete da Amizade, DMAE / Anaeli Teresinha Colombo, DMLU, Empresa Belém Novo / Juliana Panosso, Escola Madre Raffo, EPTC Empresa Pública de Transporte e Circulação / Prefeitura de Porto Alegre, Glória Fadel, Holiday Inn, Ione Barcellos, João Antônio P. Souza / Aeroporto Internacional Salgado Filho, José Paulo Dutra Machado / Eletrotécnico, Leonardo Teixeira Vieira, Letras e Sabores Cafeteria / Gabriel Sofe, Marcelo da Costa Luiz, Martha Hair / Dalize Lima Melo, Master Express Perimetral, Mercado Público de Porto Alegre / Ricardo Verdi, Osório Antonio Cardoso da Rocha / Técnico iluminador, Paulo Rogério Oliveira dos Santos, Pedro Machado Vieira, Prefeitura Municipal de Guaíba, Secretaria de Turismo, Desporto e Cultura de Guaíba, Secretaria do Meio-Ambiente de Guaíba, Red Bull, Recanto Borghetti, Recanto Borghetti / Ana Claudia, Daniel e Rudi, Rogério Kucharki Crizel, Silvio Saraiva Ferreira, Sistema Transportador Sul / Juliana Bochesse, SMAM / Pinheiro, professor Francês Raul Gomes de Almeida Filho.
Agradecimentos (Paris): Manoel Madeira, Laura Roman, Ville de Paris-Mission Cinéma.
Agradecimentos (Chile): Ilustre Municipalidad San José de Maipo: Alcaide Luis Pezoa, Ketty Vasquez, Sole; Ilustre Municipalidad de Lo Barnechea: Barbara Giraldo; Parque Metropolitano de Santiago: Francisca Fernandez; Facultad de Ciencias Universidad de Chile: Barbara Lopez; Director Regional de Aduanas: Juan Mondaca; Hotel Farellones: Ricardo Nogara; Hotel Panamericano: sr. Hugo.
Agradecimentos da arte: Gelson Joni Mathias Teixeira, Daiane dos Santos Moreira, Hospital Santa Casa, Demolidora Klein e Filhos, Frigorífico Novilho Nobre, Frantz, inspetor de polícia Sadi Arlindo F. Gonçalves, Martha Hair, Hotel Sheraton, Roger Amecke, Roberto Carboni, Veteran Car Club de Porto Alegre, Clube do Opala, Ivo Czamanski.
Agradecimentos do figurino: Balaio de Gatos, Alfaiataria Boff, Tatiana Sager, One Jewelry Design, Rudder, RBS TV, Leone Moda Infantil.

Dedicatória: Este filme é dedicado aos que sobreviveram e aos que não conseguiram...

FILMAGENS
França [France] / Région Île-de-France, em Paris, em lugares como: Torre Eiffel, Ponte Alexandre III, no Quartier Latin (em frente à Universidade Sorbonne) e no bairro Montmartre (nos arredores da Igreja Sacre-Coeur), a partir de 19 de janeiro de 2009;
Marrocos, em Casablanca, um dia de filmagens em janeiro de 2009;
Brasil / RS, em Porto Alegre;
Chile, em Santiago; na Cordilheira dos Andes.
Período: quatro semanas.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 100 min
Som: Dolby Digital 2.0 / Dolby Digital 5.1
Imagem: cor
Proporção de tela: 16:9 widescreen (DVD)
Formato de captação:
Formatos de exibição: HD
Tiragem (DVD): Não consta.
Legendas (DVD): Português, español, english.

DIVULGAÇÃO
Site do filme: DZ Estudio.
Assessoria de imprensa: Tatiana Sager Foco Jornalístico.
Trailer. Duração: 01:33 (YouTube) com legendas em inglês.

PREMIAÇÃO
• 37º Festival de Cinema de Gramado 2009: prêmio especial do júri + direção (ex aequo Vincent Carelli, por Corumbiara) + ator (Machado) + trilha musical.

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
DVD: Distribuição: Accorde Filmes OV 034. Extras.
Contato: Accorde Filmes.

EXTRAS DVD
• Making of.
• Bona Garcia.
• Cenas excluídas.

OBSERVAÇÕES
// Boni havia mudado, mas assim como ele e tantos outros que conseguiram sobreviver e voltar, o país também havia mudado. //
// Boni é João Carlos Bona Garcia. Cecília é Célia Garcia. Leo é Leopoldo Feldens. Dinha é Dinorah Garcia Feldens //
// Dinorah e Leopoldo Feldens são pais da atriz Julia Feldens que neste filme interpreta – Dinha //
// Rodrigo e Luciano ganharam mais um irmão – Diego – nascido no Brasil em 1984. //
// Os outros personagens são um resumo de várias pessoas que viveram esse tempo – muitos vivos e reais também. //
// Todos os direitos reservados. Accorde Filmes 2009 //
"Deixando o pago" está creditada como "Canção tema".
Público: 44.421. Renda: R$ 192.889,61.

Títulos alternativos: En tu nombre
Grafias alternativas: Felipe de Mônaco e Felipe Mônaco | Arthur Pinto | Tiago Muka [= Tiago Kraemer] | Leonel Ruiz 'Cebola' | Mônica Catalane Arocha (figuração) e Mônica Arocha (direção de produção) | Celso Martins 'Celsão' | Geraldo Strassburger Filho 'Alemão' | Valentina Cará | Danielle Fogliatto | Marcos Lopes da Silva | Gustavo Keller | Paulo Denis Calzia | João Carlos Nascimento 'Kiko' | Rogério Kubiachi Seidleir | Aeroporto Salgado Filho | Clarissa Ramires Nascimento | Ricardo Luís Assoni | Rafael Sieg (cf. créditos).
Grafias alternativas (funções): Catering | Elenco | Assistência de elenco | Som

BIBLIOGRAFIA
GARCIA, João Carlos Bona; POSENATO, Júlio. Verás que um filho teu não foge à luta. 2.ed. Porto Alegre: Editora Posenato Arte & Cultura, 1989.

SILVA, Caroline Zatt da. Em teu nome... (2009) – Quando a ficção honra a história. In: FEIX, Daniel; LUNARDELLI, Fatimarlei; PINTO, Ivonete; KANITZ, Mônica; VALLES, Rafael (org). 50 olhares da crítica sobre o cinema gaúcho. Porto Alegre: ACCIRS Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul, Opinião Produtora, Diadorim Editora, JBL Harman, Pró-cultura / Secretaria de Estado da Cultura / Governo do Rio Grande do Sul, 2022. 226p. il., p.119-122.

Noticiário:
SOUSA, Ana Paula. Filme acompanha a vida íntima de ex-guerrilheiro. Folha de S. Paulo, São Paulo, 29 maio 2010.

Exibições


• Gramado (RS), 37º Festival de Cinema de Gramado [9-15 ago]-Mostra Competitiva Longa-metragem Brasileiro, Palácio dos Festivais, 13 ago 2009, qui, 21h + 14 ago, sex, 10h

• Porto Alegre (RS), Instituto NT de Cinema e Cultura, 28-31 maio-1º-3 jun 2010, sex-qui, 13h30, 19h40

• Porto Alegre (RS), 29 maio 2010, sab (para Clube de Cinema de Porto Alegre)

• Porto Alegre (RS), Unibanco Arteplex Bourbon Shopping Country,
Sala 2, 4-10 jun 2010, sex-qui, 16h, 20h
Sala 8,
25 jun-1º jul 2010, sex-qui, 18h
9-15 jul 2010, sex-qui, 18h
23-29 jul 2010, sex-qui, 18h

• Porto Alegre (RS), CineBancários, 20-25 jul 2010, ter-dom, 15h, 17h, 19h

• Porto Alegre (RS), Sala P. F. Gastal,
20-22 ago 2010, sex-dom, 17h, 19h
24-29 ago 2010, ter-dom, 17h, 19h
31 ago-1º-3, 5 set 2010, ter-sex, dom, 17h

• Novo Hamburgo (RS), Cinespaço Bourbon Shopping (Av. Nações Unidas, 2.001, 3º piso) Sala 2, 3-9 set 2010, sex-qui, 20h, 22h

• São Paulo (SP), 11ª Retrospectiva do Cinema Brasileiro [3-30 dez], CineSesc, 13 dez 2010, seg, 18h + 15 dez, qua, 16h

• Porto Alegre (RS), 8º Festival de Verão do RS de Cinema Internacional [8-15 mar], Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 13 mar 2012, ter, 16h30

• Lisboa (PT), FESTin 4º Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa [3-10 abr]-Homenagem ao Festival de Gramado, Cinema São Jorge (Av. da Liberdade, 175) Sala 3, 5 abr 2013, sex, 22h

• Medellín (CO), II CICA Festival de Cine Castilla [1º-5 nov]-Mostra Brasil Sul II, nov 2013

• Torres (RS), Cineclube Torres-Ciclo Baita Gauchada, Auditório J. A. Picoral Antigo Centro Municipal de Cultura (R. J. A. Picoral, 171), 28 set 2015, seg

• Porto Alegre (RS), Mostra Especial Primavera Gaúcha [21 set-13 out], Cinemateca Paulo Amorim-Sala Eduardo Hirtz, 27 set 2023, qua, 19h (apresentação: G. Póvoas + produtora Marilaine Castro da Costa)

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Em teu nome.... In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2023. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/608/em-teu-nome. Acesso em: 29 de novembro de 2023.