Arranco (2009)

Brasil (RS)
Longa-metragem | Ficção
DVD, cor, 91 min

Direção: André Severo.
Companhia produtora: Nau Produtora; Arena; Areal

Produzido em 2009, no âmbito da 7ª Bienal do Mercosul: Grito e escuta, em Porto Alegre, o longa Arranco é fruto da parceria dos artistas visuais André Severo e Maria Helena Bernardes (do projeto Arena). Como parte do Projeto Pedagógico – Artistas em Disponibilidade, a Bienal publicou o livro Histórias de Península e Praia Grande / Arranco (Documento Areal 7, 2009), de Bernardes e Severo. A obra é o resultado de uma série de viagens realizadas no período de julho a novembro de 2009, entre os municípios de Tavares e Chuí, no litoral sul do Rio Grande do Sul. Os artistas percorreram paisagem de areais, mar aberto, campos e lagoas, praias da costa doce e salgada, ouvindo histórias e colhendo impressões da paisagem natural e humana descobertas ao longo da investigação. A parte escrita reúne pequenas histórias orais anotadas por Maria Helena Bernardes durante as viagens. Esses relatos e as imagens captadas por Severo traduzem as impressões dos dois viajantes em uma fusão de passado e presente, já que outras viagens por essa região – que constitui uma espécie de centro poético do Projeto Areal – foram realizadas por ambos em mais de uma década. Em DVD encartado na publicação literária, o filme Arranco, dirigido, roteirizado, filmado, estrelado, produzido e finalizado por André Severo, traz quatro sequências que traduzem em imagem, tempo e símbolo a amplidão e o imaginário de quem habita aqueles areais do Sul. O lançamento integrou a programação das atividades simultâneas da exposição Horizonte expandido, como parte das comemorações dos dez anos do Projeto Areal, e foi exibido na Mostra Horizonte expandido do Cine Santander Cultural (Porto Alegre), em 6 de agosto de 2010.
Produção errante e sem roteiro, plano de filmagem, locações ou elenco previamente definidos, foi o próprio desenvolvimento da experiência de realização do filme que, aos poucos, formatou o produto audiovisual resultante. Com apoio da Bienal 7, Arranco é uma produção da Nau Produtora (Porto Alegre) e da Arena (Porto Alegre). As filmagens foram realizadas em Mostardas, Tavares, São José do Norte, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, Chuí e Bojuru, entre julho e novembro de 2009. As areias da Península ficam entre Mostardas e São José do Norte e a faixa conhecida como Praia Grande é compreendida entre Rio Grande e Chuí.
O longa tem trilha sonora original de All Your Gardening Needs, e produção musical de Tiago Casagrande. Os figurinos para as performances foram produzidos por Ivone Schulz. Os artistas que aparecem em cena são Alexandre Moreira, André Severo, Bruna Fetter, Carina Dias, Carla Borba, Carlos Eduardo Corrêa Severo, Eduardo Saorin, José Roberto Oliveira Severo, Luciano Simon, Maria Helena Bernardes, Michelle Sommer e Paula Krause.
Arranco é dedicado a José Roberto Severo, pai do artista, que faz uma participação no longa. Em muitos vídeos-arte feitos pelo realizador nesta época, ele convidava pessoas próximas (pai, mãe, irmã, amigos, outros artistas, performers etc.) para atuarem frente à câmera. Na maioria das vezes, escreveu performances específicas para cada uma destas pessoas.
Somente com som original e trilha sonora, sem narrações ou diálogos, a câmera percorre a beira da praia do litoral gaúcho. Arranco faz um perfil da paisagem desta região, retratando as conchas na areia dura e úmida, mira o horizonte da vegetação nas dunas, foca no vento levantando e levando adiante a areia que secou. Na medida em que roda a câmera, aparecem corpos na paisagem. A maioria deles, deitados, abandonados, como os animais marítimos mortos que as ondas desovam na beira da praia. A paisagem é desértica, não aparece ninguém veraneando. O tom inicial é sépia, na maioria das cenas é cinza ou ocre, tendo como tons pastéis os predominantes. A única cor vibrante que aparece é o vermelho do figurino de alguns desses corpos jogados na areia. Seria sangue? O vídeo-arte não fornece muitas informações, somente impressões ao espectador.
Essas cenas de paisagem, objeto tão caro ao realizador, o artista visual e fotógrafo André Severo, são entrecortadas por registros de três personagens dormindo, o que forneceria um arco temporal para a narrativa artística. No início, um bebê (Carlos Eduardo Severo, filho mais velho do artista) dorme enquanto sua imagem é fundida com a luz do sol, atrás das nuvens. Na metade do filme, é um rapaz (André Severo) que está deitado em uma cama, com roupão claro. Ele tem uma aliança no dedo, sugerindo a passagem do tempo. As paisagens retornam: cenas do gado nas dunas misturam-se a prédios no horizonte longínquo. Depois, é um homem de cabelos grisalhos (José Roberto Severo, pai do artista) que está dormindo, não tem aliança aparente na mão esquerda. As imagens litorâneas que se seguem registram casas à beira do mar. A trilha musical se torna mais dinâmica, com sons percussivos. Depois, retorna a imagem do rapaz (André Severo) deitado com roupão, dormindo, novamente. As imagens da praia voltam, agora com pessoas interagindo em cena. Algumas são figuras alegóricas, com figurino fantasioso.
A sugestão de uma neblina embaça a visão do que é visto no quadro, introduzindo o retorno ao quarto claro onde um personagem dorme: é o mesmo bebê do início. Voltam os tons de branco e sépia. O longa traz a amplidão de um horizonte que não parece ter fim nos areais da metade Sul do Rio Grande do Sul, estimulando a imaginação do espectador.

Sinopse


Uma criança, um homem e um velho alternam momentos de um mesmo sonho em sequências que traduzem em imagem, tempo e símbolo a amplidão e o imaginário de quem habita os areais da metade sul do estado do Rio Grande do Sul.

Ficha técnica


ELENCO
Performances: Alexandre Moreira, André Severo, Bruna Fetter, Carina Dias, Carla Borba, Carlos Eduardo Corrêa Severo, Eduardo Saorin, José Roberto Oliveira Severo, Luciano Simon, Maria Helena Bernardes, Michelle Sommer, Paula Krause.

DIREÇÃO
Direção: André Severo.

ROTEIRO
Roteiro: André Severo.

PRODUÇÃO
Produção (não creditado): André Severo.
Produção de locação (não creditados): André Severo, João Batista, Maria Helena Bernardes.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: André Severo.

Fotografia de cena (não creditados): André Severo, Eduardo Saorin, Jane Pinheiro, João Batista, Paula Krause.

ARTE
Direção de arte (não creditado): André Severo.
Figurino (não creditada): Ivone Schulz.

SOM
Som direto (não creditado): André Severo.

MÚSICA
Produção musical: Tiago Casagrande.
Trilha sonora original de: All Your Gardening Needs.
Gravações de campo:
Aaron Ximm
Alexandre Nakamura
David R. Barnes
Earth (music: Michael Rooke)
Eisuke Yanagisawa
Fernando Boto
Joaquin Gutierrez Hadid
John Tenny
Keith de Mendonça
Luis Antero
Lynn Pook
Mr. F. Le Mur
Ollie Hall
Pablo Sanz Almoguera
Phil Thomson
Ryo Takasaki
US Fish and Wildlife Service

FINALIZAÇÃO
Montagem (não creditado): André Severo.
Edição de som (não creditados): André Severo, Tiago Casagrande.

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS
Câmera: principal formato: Panasonic HVX 200 – 24 fps – 1080PN – MiniDV.
Edição e finalização: Ilha Imagem.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: Nau Produtora (Porto Alegre); Arena (Porto Alegre).
Areal apresenta
Apoio / Produção local: Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul – 7ª Bienal do Mercosul: Grito e escuta – Projeto pedagógico – Artistas em disponibilidade.

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Ana Flávia Baldisseroto, Alexandre Moreira, Bruna Fetter, Carla Borba, Carlos Eduardo Corrêa Severo, Carina Dias, Edson Silva, Eduarda Saldanha, Eduardo Saorin, Fernando Mattos, Gabriela Silva, Ivone Schulz, Jane Pinheiro, João Batista, José Roberto Severo, Júlio Bernardes, Luciano Simon, Marcelo Coutinho, Maria Helena Bernardes, Marina De Caro, Melissa Saldanha, Michelle Sommer, Mônica Hoff, Paula Krause, Tiago Casagrande.

Dedicatória: Arranco é dedicado a José Roberto Severo.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Mostardas; Tavares; São José do Norte; Rio Grande; Santa Vitória do Palmar; Chuí; Bojuru; entre julho e novembro de 2009 / areias da Península (entre Mostardas e São José do Norte) e da Praia Grande (entre Rio Grande e Chuí).

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:31:20 (DVD) / 1:30:59 (YouTube)
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela: 1.85
Formato de captação:
Formato de exibição: DVD

DIVULGAÇÃO
andresevero.com

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa: 16 anos.
Contato: André Severo.

OBSERVAÇÕES
Cf. créditos finais: // © 2009 André Severo //
Bienal aparece como apoio (iniciais) e produção local (finais).

Complementação aos créditos: ficha técnica publicada no livro Histórias de Península e Praia Grande / Arranco.
Grafias alternativas:

BIBLIOGRAFIA
Série Documento AREAL:
SEVERO, André; BERNARDES, Maria Helena (org). Eu e você – Karin Lambrecht. Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2001. (Série Documento AREAL, 1)
BERNARDES, Maria Helena. Vaga em campo de rejeito. São Paulo: Escrituras, 2003. (Série Documento AREAL, 2)
FERVENZA, Hélio. O + é deserto. Paulo: Escrituras, 2003. (Série Documento AREAL, 3)
TEDESCO, Elaine. Sobreposições imprecisas. São Paulo: Escrituras, 2003. (Série Documento AREAL, 4)
SEVERO, André. Consciência errante. São Paulo: Escrituras, 2004. (Série Documento AREAL, 5)
CRAVAN, Tomé. Antão, o insone. Porto Alegre: Zouk, 2008. (Série Documento AREAL, 6)
BERNARDES, Maria Helena / SEVERO, André. Histórias de Península e Praia Grande / Arranco. Porto Alegre: Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul, 2009. 77p. (Série Documento AREAL, 7) Fotografias: André Severo, Eduardo Saorin, João Batista Cardozo, Paula Krause. Orelhas: Marina De Caro. Inclui o DVD Arranco.
SEVERO, André. Soma. Porto Alegre: Nau-produtora, Arena, 2010. (Série Documento AREAL, 8) Texto: André Severo, Maria Helena Bernardes. Fotografias: Alexandre Moreira, Eduardo Saorin, Maria Helena Bernardes, Paula Krause. Orelhas: Maria Helena Bernardes. Inclui o DVD Soma.
SEVERO, André. Deriva de sentidos. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2012. 409p. (Série Documento AREAL, 9) Fotografias: Paula Krause.
SEVERO, André; BERNARDES, Maria Helena. Dilúvio. Belo Horizonte: Ja.Ca, 2011. (Série Documento AREAL, 10) Inclui o DVD Dilúvio.
BERNARDES, Maria Helena; BALDISSEROTTO, Ana Flávia. A Estrada que não sabe de nada. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2012. (Série Documento AREAL, 11)
SEVERO, André; BERNARDES, Maria Helena. Ensaio. Porto Alegre: Arena, 2011. (Série Documento AREAL, 12)
WAETGE, Gisela. 105 dias. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2013. (Série Documento AREAL, 14)

Exibições


• Porto Alegre (RS), Mostra Horizonte expandido, Cine Santander Cultural, 6 ago 2010, sex, 15h

• YouTube, disponível desde 27 nov 2015

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Arranco. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/632/arranco. Acesso em: 22 de fevereiro de 2024.