Getúlio do Brasil (2014)

Brasil (DF)
Longa-metragem | Não ficção | Telefilme
cor, 118 min

Direção: Chico Sant'Anna, Deraldo Goulart.
Companhia produtora: TV Senado

Primeira exibição: TV Senado, 29 ago 2014, dom, 16h

 

O documentário Getúlio do Brasil produzido pela TV Senado, em memória dos 50 anos do suicídio do então presidente da República do Brasil, Getúlio Dorneles Vargas (São Borja, 19 de abril de 1882 — Rio de Janeiro, 24 de agosto de 1954) faz um “reexame dos momentos que antecederam o suicídio de Getúlio Vargas e mergulha nos bastidores do atentado de Toneleros, contra o jornalista e político Carlos Lacerda, 19 dias antes da morte do presidente. O documentário tem locações em Porto Alegre e São Borja (RS), em Brasília e no Rio de Janeiro, com gravações no Palácio do Catete”.
Getúlio Dorneles Vargas foi um advogado e político brasileiro, líder civil da Revolução de 1930, que pôs fim à República Velha, depondo seu 13º e último Presidente da República, Washington Luís, e impedindo a posse do Presidente Eleito em 1º de março de 1930, Júlio Prestes.
Foi Presidente do Brasil em dois períodos. O primeiro de 15 anos ininterruptos, de 1930 até 1945, e que dividiu-se em 3 fases: de 1930 a 1934, como Chefe do “Governo Provisório”; de 1934 até 1937 como Presidente da República do Governo Constitucional, tendo sido eleito Presidente da República pela Assembleia Nacional Constituinte de 1934; e de 1937 a 1945, como Presidente-Ditador, enquanto durou o Estado Novo implantado após um golpe de estado.

Trajetória do caudilho que governou o Brasil por 19 anos, oito dos quais no período por ele mesmo denominado Estado Novo. Traçando uma linha de tempo que vai do Vargas estudante no Rio Grande do Sul até o suicídio no Palácio do Catete, em 1954, Getúlio do Brasil mostra mais de 30 horas de entrevistas, depoimentos recolhidos de historiadores, analistas políticos, jornalistas, parentes e pessoas que conviveram com o presidente. O documentário reúne imagens feitas em Porto Alegre, São Borja, Brasília e Rio de Janeiro, apresentando inclusive cenas da épocae depoimentos cedidas pelo Arquivo Nacional. De acordo com os diretores, mesmo passando meio século de sua morte, há ainda muitos segredos em torno da figura de Getúlio. O documentário revela, por exemplo, o convite para que ele participasse da Conferência de Ialta, realizada entre 4 e 11 de fevereiro de 1945, na península da Criméia. Foram ao encontro Winston Churchill, Franklin Delano Roosevelt e Joseph Stalin, representantes das três potências vencedoras, com o objetivo de traçar o futuro do mundo no pós-guerra. Em momento de instabilidade política, Getúlio optou por ficar no Brasil.

Fonte: Agência Senado

Ficha técnica


IDENTIDADES
Ordem de identificação:
coronel Hernani Fittipaldi (ajudante de ordens de Getúlio em 1954),
senador Pedro Simon (líder estudantil em 1954),
Gunter Axt (historiador),
José Augusto Ribeiro (jornalista),
Paulo Brossard (deputado estadual RS, Partido Libertador, em 1954),
Álvaro Bischoff (pesquisador),
Ronaldo Conde Aguiar (sociólogo),
Jarbas Passarinho (major do Exército, em 1954),
Celina Vargas do Amaral Peixoto (neta de Getúlio Vargas),
Ernesto Silva (oficial do Exército em 1945; primeiro secretário do PSD em 1954),
Sereno Chaise (dirigente do PTB-RS em 1954),
Maria Celina D'Araújo (pesquisadora da FGV),
René Gertz (historiador),
Luiz Mendes (jornalista),
Carlos Heitor Cony (jornalista),
Bautista Vidal (pesquisador),
Carlos Lessa (presidente do BNDES),
Emir Sader (sociólogo),
Wilmar Nascimento 'Toco' (taxista de São Borja),
José Antônio Dornelles (capataz da fazenda Santos Reis),
Amanda da Rosa Soares (cozinheira da família Vargas),
Deoclécio Motta (primo de Getúlio Vargas),
Daisy Lucidi (apresentadora da Rádio Nacional),
Emilinha Borba (cantora),
Flávio Tavares (jornalista),
Antonio Carlos Vilanova (médico legista),
Armando Burd (jornalista).
Arquivo: Getúlio Vargas, Leonel Brizola (gravado em 21 mar 2004), Adolf Hitler, Carmen Miranda (cantando "Tico-tico no fubá..."), Carlos Lacerda.
Narração: Rui Nedel, Deraldo Goulart.

DIREÇÃO
Direção: Chico Sant'Anna, Deraldo Goulart.
Entrevistas: Aluízio Oliveira, André Ricardo, Beto Almeida, Chico Sant'Anna, Deraldo Goulart.

ROTEIRO
Roteiro: Chico Sant'Anna, Deraldo Goulart.
Transcrição das entrevistas: Danniel Alencar, Carol Mourão.

PRODUÇÃO
Produção: Bruno de Castro.
Pesquisa de imagens: César Mendes, Michele Farias.

FOTOGRAFIA
Direção de fotografia: Marcos Feijó.
Assistência de câmera: Zenildo Trajano.

MÚSICA
Músicas:
• "À vontade" por Renato Borghetti
• "Belém Novo" por Renato Borghetti
• "Eine Kleine Musiknacht" (música: Wolfgang Amadeus Mozart)
• "Gê Gê (Seu Getulio)" (Lamartine Babo)
• "Hino à Nossa Senhora de Sant'Anna" (Manoel Fernandes, Palmyra Wanderley, Carolina Wanderley)
• "Mapa" (Marco Antonio Guimarães)
• "Metralhadora" (Luiz Menezes, Donga, Haroldo Lobo)
• "Negrinho do Pastoreio" (música, letra: Barbosa Lessa; toada)
• "O Barbado foi-se" (Lamartine Babo)
• "Pau de arara" (Luiz Gonzaga, Guio de Moraes; baião)
• "Prenda minha" (folclore gaúcho; toada) // Domínio público
• "Retrato do velho" (Haroldo Lobo, Marino Pinto; marcha)
• "Sétima do Pontal" (música: Renato Borghetti, Veco Marques)
• "Trenzinho caipira" (música: Heitor Villa-Lobos)
• "Praça de Minas" (Carlinhos Antunes)
• "Além das imagens" (Claudio Dauls Berg)
• "Akronches" (Cláudia Cimbleris, Sarkis)
• "Hino a Getúlio Vargas" (João de Barro; marcha)

Músicas não creditadas:
• "Seu doutor" (Eduardo Souto; marcha) por Francisco Alves
• "Tico-tico no fubá..." (música: Zequinha Abreu, letra: Eurico Barreiros; choro sapeca) por Carmen Miranda

ARQUIVO
Imagens de época (não identificadas): Arquivo Público; Arquivo TV Cultura (São Paulo); Arquivo TV Assembleia Legislativa (Porto Alegre); Arquivo TV Nacional; Arquivo TV Senado (Brasília); jornal Correio do Povo (Porto Alegre); Museu da República (Rio de Janeiro); Museu Casa de Getúlio Vargas (São Borja); Petrobras; Solar dos Câmara (Porto Alegre).
Filme (não creditado): Sing with the stars (Army Pictorial Service, 1945, US, 11 min) com Carmen Miranda cantando "Tico-tico no fubá...".
Citações:
Jornais: A Federação
Capa de livro: O Ateneu, de Raul Pompéia.

FINALIZAÇÃO
Edição: Chico Sant'Anna, Deraldo Goulart.
Edição de imagens: Marcílio Soares, Kako Sacramento, Marcos Sílvio, Wellington Lellis, Valdemir Magalhães.

Caracteres: Rodrigo Albuquerque, Rogério Sanches, Luciano Goulart.
Computação gráfica: André Gatto, Roberto Maia.
Pós-produção: Álvaro Mourão, Márcio Stuckert, Marcílio Soares.

EQUIPE TV Senado
Direção: Marilena Chiarelli.
Direção da Secretaria de Comunicação Social: Armando Rollemberg.
Chefia de redação: Leila Daher.
Coordenação de documentários: Chico Sant'Anna.
Chefia de imagem: Fábio Guimarães, Marba Furtado.
Arquivo: Whildaker Campos.
Serviço técnico: Joverlândio Souza.
Supervisão de operações: Francisco José Zaranza.

MECANISMOS DE FINANCIAMENTO
Companhia produtora: TV Senado (Brasília).

AGRADECIMENTOS
Agradecimentos: Museu da Comunicação Social Hipólito José da Costa (Porto Alegre), Museu Getúlio Vargas de São Borja, Solar dos Câmara (Porto Alegre), Cia. Jornalística Caldas Júnior (Porto Alegre), Museu da República (Rio de Janeiro), Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Prefeitura Municipal de São Borja, MIS Museu da Imagem e do Som, Arquivo Nacional (Rio de Janeiro), Rádio Nacional (Rio de Janeiro), Radiobras, José Carlos Laitano.

FILMAGENS
Brasil / RS, em Porto Alegre; São Borja;
Brasil / RJ, no Rio de Janeiro, em lugares como Palácio do Catete;
Brasil / DF, em Brasília.

ASPECTOS TÉCNICOS
Duração: 1:58:04 (YouTube)
Som:
Imagem: cor
Proporção de tela:
Formato de captação:
Formato de exibição:

DISTRIBUIÇÃO
Classificação indicativa:
Contato: tv@senado.gov.br.

OBSERVAÇÕES
Cópia do YouTube não apresenta créditos iniciais nem o título.

Grafias alternativas: Deoclécio de Barros Motta 'Bijuja' | Mozart | TV Legislativa
Grafias alternativas (funções): Decupagem | Imagens

BIBLIOGRAFIA

Exibições


• TV Senado, 29 ago 2014, dom, 16h, 22h

• YouTube, disponível desde 6 nov 2019

Como citar o Portal


Para citar o Portal do Cinema Gaúcho como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:
Getúlio do Brasil. In: PORTAL do Cinema Gaúcho. Porto Alegre: Cinemateca Paulo Amorim, 2024. Disponível em: https://cinematecapauloamorim.com.br//portaldocinemagaucho/952/getulio-do-brasil. Acesso em: 22 de fevereiro de 2024.